1. 'Redes são mecanismos de desterritorialização e coexistência', aponta pesquisador argentino

    No âmbito do III Colóquio Latino-Americano de Formação em Saúde Pública, a ENSP recebeu o diretor do mestrado em Saúde Pública da Universidad de Rosario, na Argentina, Mario Rovere, que discorreu sobre a palestra Redes colaborativas em saúde – cooperação na formação de profissionais. A mesa foi coordenada pela vice-diretora de Escola de Governo em Saúde da ENSP e coordenadora da Secretaria Técnica Executiva da Rede Brasileira de Escolas de Saúde Pública (RedEscola), Rosa Souza. Confira as apresentações em vídeo e a cobertura completa da mesa.
     

  2. Saúde Pública e Meio Ambiente: Seminário debate futuro do Programa

    Teve início nesta segunda-feira, 9/12, o Seminário de Planejamento Estratégico do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública e Meio Ambiente da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (PPGSPMA/ENSP). O encontro, que está acontecendo no Palácio Itaboraí, sede da Fiocruz em Petrópolis, Rio de Janeiro, visa debater os avanços e desafios da área, o novo processo de avaliação da Capes, bem como o perfil do corpo docente e a internacionalização do programa. O encontro vai até o dia 11 de dezembro e reúne docentes, seus coordenadores e outros participantes estratégicos para o PPGSPMA.

  3. Inovação em saúde garante bem-estar e crescimento econômico, diz estudo científico

    “Tendo em vista uma compreensão de desenvolvimento inclusivo, a saúde é elemento central para a garantia de bem-estar e crescimento econômico. No setor saúde, é possível convergir desenvolvimento econômico e social. Esse setor se constitui simultaneamente em um espaço de inovação tecnológica, de acumulação de capital, de geração de emprego e renda.” A afirmação vem de um estudo publicado no Cadernos de Saúde Pública.
     

  4. Desertificação, degradação de terras e seca impactam sobre a saúde e o desenvolvimento, alerta a ONU

    Ministros e representantes de Estado de 197 países, reunidos na 14ª sessão da Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação (UNCCD), reconheceram que problemas de desertificação, degradação de terra e secas prejudicam a saúde, o desenvolvimento e a prosperidade em todas as regiões e se comprometeram a tratar os ecossistemas de terras secas como áreas de foco especial. É do que trata a matéria da Radis assinada pelo editor Adriano de Lavor.
     

  5. Entrevista: Representantes de organização internacional alertam contra a contaminação do solo que prejudica a saúde

    A pediatra argentina Lilian Corra e o engenheiro químico colombiano Alfonso Rodrigues, representantes da organização internacional Pure Earth, apontaram como é feita a avaliação de áreas suspeitas de contaminação, como intervir no problema e destacam o risco à saúde decorrentes do uso destes solos. Confira a entrevista de Mariella de Oliveira-Costa, publicada pela revista Radis.
     

  6. Medida Provisória ameaça Atenção Primária à Saúde estruturada no SUS constitucional

    Medida Provisória nº 890 (MP 890) instituiu o Programa Médicos pelo Brasil (PMB) e enunciou a criação de uma Agência para o Desenvolvimento da Atenção Primária à Saúde (ADAPS). Num artigo da ENSP, pesquisadores alertam para os riscos dessa legislação favorecer a transformação da APS no SUS em um espaço mercantil da assistência e para os possíveis retrocessos para a formação de médicos para a atenção primária.
     

  7. Inscrições abertas, até 21/11, para curso em Farmacoepidemiologia

    O curso 'Métodos em Farmacoepidemiologia: Aplicação em Estudos de Utilização de Medicamentos', oferecido pela ENSP, está com inscrições abertas até 21/11. São 80 vagas, sendo 40 vagas para os Programas de pós-graduação da ENSP e 40 aos demais interessados. As vagas serão preenchidas de acordo com os critérios estabelecidos para inscrição, considerando a ordem de inscrição.