1. Hélio Fraga apresenta novo fármaco para o tratamento da tuberculose multirresistente

    Um novo fármaco para tuberculose multirresistente foi apresentado durante a sessão científica, na tarde de quarta-feira (14/6), pelo chefe do ambulatório do Hélio Fraga, Jorge Rocha. O evento aconteceu no auditório da instituição, na presença dos funcionários do Centro e diversos convidados. Após cinquenta anos sem um novo medicamento para o tratamento da doença, a "Belaquinina é uma promessa de melhorar a eficácia do esquema terapêutico", afirmou Jorge.

  2. Nossa luta é contra o tempo hegemônico, afirma pesquisadora da ENSP

    A pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública(ENSP) Mercês Navarro assina carta em que aponta o tempo hegemônico como um dos maiores desafios para se produzir saúde. Segundo ela, no contexto desse cenário, é preciso comemorar e fortalecer as iniciativas comunitárias que ocorrem em Manguinhos. Uma delas acontecerá neste sábado, 24 de junho, no Colégio Estadual Compositor Luiz Carlos da Vila, onde será realizado um mutirão para pequenos consertos, lavagem da quadra e pintura da escola. Durante a mobilização, haverá, ainda, a divulgação da Gincana Solidária da Comissão dos Agentes Comunitários de Saúde do território de Manguinhos-RJ (Comacs). A atividade será aberta a todos os interessados. Confira a carta na íntegra. 

     

  3. Paulo Buss falará sobre a Agenda 2030 em aula aberta na ENSP

    O diretor do Centro de Relações Internacionais em Saúde (Cris), Paulo Buss, será o palestrante da aula aberta do mestrado profissional em Vigilância em Saúde do Trabalhador, na terça-feira (27/6). Na ocasião, Buss, que é ex-presidente da Fiocruz, falará sobre a "Determinação da Saúde e Agenda 2030: Onde estamos hoje?". O evento será no salão internacional da ENSP às 13h30. O mestrado profissional é coordenado pelas pesquisadoras Ana Maria Braga e Sinome Oliveira.

  4. Inscrições abertas para curso de Atualização em Determinação Social, Ambiental e Política da Saúde

    O Departamento de Direitos Humanos, Saúde e Diversidade Cultural da Escola Nacional de Saúde Pública (Dihs/ENSP) está com inscrições abertas para o Curso de Atualização em Determinação Social, Ambiental e Política da Saúde. Os interessados devem enviar e-mail para dihs@ensp.fiocruz.br, informando nome completo e endereço de e-mail. Ao todo 50 vagas estão disponíveis. As aulas serão realizadas nos dias 5, 12, 19 e 26 de julho, das 13h às 17 horas. Ao final do curso os participantes terão direito ao certificado. O curso será ministrado pelo doutor em Saúde Publica pela ENSP, Gabriel Schutz, pesquisador do Instituto de Saúde Coltiva da UFRJ. E importante lembrar que é obrigatória 75% de presença para ter direito ao certificado. Mais informações pelos telefones 3882-9222 ou 9223. 

  5. Passado, presente e futuro dos direitos trabalhistas no Brasil em debate na ENSP

    O Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da ENSP promoverá, no dia 26 de junho, uma aula inaugural aberta do Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana com o tema Passado, presente e futuro dos direitos trabalhistas no Brasil, tendo como palestrante o jurista Jorge Souto Maior, professor livre-docente de Direito do Trabalho da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, desde 2002.

  6. Estudo da ENSP detecta leishmaniose em animais de moradores do Campus Fiocruz da Mata Atlântica

    Avaliar, por meio de diferentes métodos laboratoriais, a soroprevalência da leishmaniose, toxoplasmose e leptospirose nos cães, gatos e aves de produção pertencentes aos moradores do Campus Fiocruz da Mata Atlântica (CFMA) e arredores, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, foi o objetivo da dissertação do aluno de mestrado em Saúde Pública da ENSP Renato Orsini Ornellas, sob orientação do pesquisador Fabiano Borges Figueiredo. A região estudada representa, atualmente, uma das principais frentes de crescimento urbano no município do Rio de Janeiro, situando-se numa fronteira entre o ecossistema natural e o antrópico (modificado pelo ser humano), sendo composto de seis comunidades que somam 220 unidades habitacionais e 821 moradores. Nesse contexto, conforme relata Ornellas, a presença de animais de companhia (cães e gatos) e de criação (equinos, bovinos, suínos, aves) soltos no interior do CFMA proporciona um cenário de intensa interação entre humanos, seus animais e a fauna silvestre, compondo um ambiente favorável à transmissão de patógenos causadores de zoonoses. Os resultados apresentados nesse estudo, realizado  no período entre 2012 e 2014, demonstram a soroprevalência de Leishmania sp.Toxoplasma gondii e Leptospira spp. em cães, gatos, galinhas e patos residentes em ambiente antropizados da Mata Atlântica, no município do Rio de Janeiro. “É possível, ainda, correlacionar essa soroprevalência entre essas espécies de animais domésticos e o ambiente de moradia”, analisa.

  7. Rodas de conversa falam sobre ações que beneficiam o meio ambiente

    "Pense globalmente, aja localmente." A conhecida frase é uma boa síntese do que se ouviu durante as duas rodas de conversa realizadas na Semana do Meio Ambiente da ENSP. A primeira delas falou sobre rotulagem de alimentos. Contando com a participação de nutricionistas do projeto Circuito Saudável, da Fiocruz, a proposta da roda foi mostrar como, em uma simples compra no mercado, podemos tomar decisões que beneficiem ou não o meio ambiente e nossa saúde. A segunda roda apresentou projetos que, mesmo sem contar com grandes verbas ou visibilidade, vêm recuperando áreas degradas e melhorando as condições de saúde de populações tradicionais.