1. Cine Saúde faz homenagem ao Dia Mundial de Luta Antimanicomial

    Na quinta-feira, 24/5, às 14h, acontecerá uma nova sessão do projeto Cine Saúde. O filme deste mês de maio é Nise – O coração da loucura. Segundo o coordenador do Laboratório Internet, Saúde e Sociedade, do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF/ENSP) e idealizador do projeto, André Pereira Neto, este filme foi escolhido como uma homenagem ao Dia Nacional de Luta Antimanicomial, comemorado nesta sexta-feira, 18/5. “Em 2018, comemoramos também o segundo ano de funcionamento do Centro de Atenção Psicossocial Carlos Augusto Magal (Caps-Manguinhos). Para tanto, traremos para o debate o psicólogo Washington Barros, que é integrante do Caps e trabalhou com Nise da Silveira. A exibição é aberta ao público em geral e acontecerá na sala Mário Sayeg, localizada perto da entrada do Centro de Saúde.

  2. Serviços farmacêuticos na Atenção Primária: inscrições abertas para curso na ENSP

    Estão abertas as inscrições para o curso Serviços Farmacêuticos na Atenção Primária em Saúde. Ao todo, 30 vagas estão disponíveis para profissionais de nível médio com atuação em serviços farmacêuticos da atenção primária do município do Rio de Janeiro, vinculados formalmente à Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro. O curso, uma realização da ENSP em parceria com a SMS-RJ, está apoiado em metodologias ativas de aprendizagem, com ensino baseado em problemas e a discussão de casos. As inscrições vão até o dia 20 de junho. 

  3. Balanço da gestão e debates marcam aniversário da Fiocruz

    As comemorações pelos 118 anos da Fundação Oswaldo Cruz têm início no dia 28 de maio, quando a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, fará um balanço de sua gestão durante os anos de 2017 e 2018, no qual vai apresentar a atuação da Fiocruz no contexto nacional, desafios a serem enfrentados e as perspectivas para o futuro. A iniciativa, que já é uma prática anual durante as comemorações do aniversário, este ano terá transmissão ao vivo pelas redes sociais. 
     

  4. 'Intervenção militar não é proposta, é tática midiática', afirma Luciana Boiteux

    Na terça-feira, 8 de maio, o XIII Ciclo de Debates - Conversando sobre a Estratégia de Saúde da Família discutiu a Intervenção Militar no Rio de Janeiro: interferências no contexto do território da saúde, evento que teve participação da professora da Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Luciana Boiteux, do Delegado de polícia civil do Estado do Rio de Janeiro, Orlando Zaccone, e da pós doutoranda da Universidade Federal Fluminense (UFF), Renata Souza. Antes do debate foram apresentados vídeos em homenagem à memória de Marielle Franco. A mesa foi coordenada pela residente da ENSP Clara Camatta. Na ocasião, Luciana Boiteux lamentou o fato de o Brasil ter menos de 3% da população mundial, mas responder por quase 13% dos assassinatos no mundo.

  5. Antropometria e avaliação nutricional: inscrições abertas para curso da ENSP

    Estão abertas as inscrições para o curso de Antropometria Aplicada à Avaliação Nutricional em Serviços de Saúde 2018. A formação, cujo objetivo é capacitar e treinar profissionais de saúde para aferir medidas antropométricas, com qualidade, em indivíduos das diversas etapas da vida, foi organizada em duas Unidades de Aprendizagem. A primeira aborda conceitos centrais da aplicação da antropometria nas áreas da saúde, e a segunda tem foco nos instrumentos e as técnicas de aferição de medidas antropométricas. As inscrições vão até o dia 7 de junho e, ao todo, estão disponíveis 22 vagas. Confira todas as informações sobre o curso. 

  6. Chamada pública seleciona estudos sobre resistência aos antimicrobianos: últimos dias de inscrição

    A Organização das Nações Unidas (ONU) advertiu, em 2017, para um aumento da resistência a antimicrobianos, provocado pelo uso indiscriminado de medicamentos e disseminação de alguns produtos químicos no meio ambiente. Nesse sentido, o Ministério da Saúde, em parceria com a Fundação Bill e Melinda Gates e o CNPq, apresenta oportunidade de financiamento de projetos voltados para o desenvolvimento de soluções para o problema, que pode matar 50 milhões de pessoas até 2050. As inscrições estão abertas até o dia 28 de maio.

  7. ENSP e Procuradoria Regional do Trabalho do RS realizam pesquisa com trabalhadores expostos ao asbesto

    Visando avaliar a exposição de trabalhadores ao asbesto em uma empresa de fibrocimento da cidade de Sapucaia do Sul, no Rio Grande do Sul, e os efeitos dessa exposição à saúde humana, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca acaba de assinar um termo de cooperação técnica com a Procuradoria Regional do Trabalho da 4ª Região para a realização de tal pesquisa. O termo foi assinado pelo diretor da ENSP, Hermano Castro, e pela procuradora do trabalho, Aline Zerwes Bottari Brasil durante o II Seminário Internacional Brasil Sem Amianto, ocorrido em São Paulo, na segunda quinzena de maio. Castro é coordenador adjunto do estudo, sendo a coordenação geral de responsabilidade da pesquisadora do Centro de Estudos do Trabalhador e Ecologia Humana, Maria Juliana Moura Corrêa. 

  8. 'Intervenção militar não é proposta, é tática midiática', afirma Luciana Boiteux

    Na terça-feira, 8 de maio, o XIII Ciclo de Debates - Conversando sobre a Estratégia de Saúde da Família discutiu a Intervenção Militar no Rio de Janeiro: interferências no contexto do território da saúde, evento que teve participação da professora da Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Luciana Boiteux, do Delegado de polícia civil do Estado do Rio de Janeiro, Orlando Zaccone, e da pós doutoranda da Universidade Federal Fluminense (UFF), Renata Souza. Antes do debate foram apresentados vídeos em homenagem à memória de Marielle Franco. A mesa foi coordenada pela residente da ENSP Clara Camatta. Na ocasião, Luciana Boiteux lamentou o fato de o Brasil ter menos de 3% da população mundial, mas responder por quase 13% dos assassinatos no mundo.

  9. Cine Saúde faz homenagem ao Dia Mundial de Luta Antimanicomial

    Na quinta-feira, 24/5, às 14h, acontecerá uma nova sessão do projeto Cine Saúde. O filme deste mês de maio é Nise – O coração da loucura. Segundo o coordenador do Laboratório Internet, Saúde e Sociedade, do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF/ENSP) e idealizador do projeto, André Pereira Neto, este filme foi escolhido como uma homenagem ao Dia Nacional de Luta Antimanicomial, comemorado nesta sexta-feira, 18/5. “Em 2018, comemoramos também o segundo ano de funcionamento do Centro de Atenção Psicossocial Carlos Augusto Magal (Caps-Manguinhos). Para tanto, traremos para o debate o psicólogo Washington Barros, que é integrante do Caps e trabalhou com Nise da Silveira. A exibição é aberta ao público em geral e acontecerá na sala Mário Sayeg, localizada perto da entrada do Centro de Saúde.