1. Documentário acende alerta para desmonte do SUS

    Estudos indicam que o Brasil tem vivenciado um avanço do projeto de desmonte da Atenção Básica, além das tentativas de desestruturação do Subsistema de Saúde Indígena e ataques às Políticas de Redução de Danos, de Atenção à Saúde Mental e de Acolhimento à População em Situação de Rua. Tais medidas impulsionam o desmonte do SUS em sua totalidade. Diante desse cenário, as ex-alunas de pós-graduação da ENSP, Ellen Francisco e Evelin Esperandio, se viram politicamente implicadas a realizar um documentário que servisse como ferramenta para a luta em prol do sistema público de saúde brasileiro. Saiba mais!

  2. Escassez de testes e de sistema informatizado são possíveis causas para subnotificação de casos de Covid-19 em comunidades

    Pesquisas apontam que há subnotificação extrema de casos confirmados de Covid-19 no Brasil, indicando um total dez vezes maior em comparação ao atualmente registrado. Isso significa que seriam mais de 1,6 milhão de infectados, contra os 514.849 mil casos confirmados até a última segunda-feira (1/06) pelas Secretarias Estaduais de Saúde. Nas favelas do país, a situação não é diferente, inclusive nas comunidades e territórios mais vulneráveis do Rio de Janeiro, como Rocinha e Complexo do Alemão. Nas regiões mais pobres do Brasil, é provável que haja fatores específicos que contribuem para os números maiores do que os oficiais.

  3. Dia Nacional da Luta Antimanicomial: vídeo alerta para exclusão de pessoas em sofrimento psíquico

    Em 18 de maio é comemorado o Dia Nacional da Luta Antimanicomial. A data simboliza a reivindicação pelos direitos das pessoas em sofrimento mental. O Movimento Antimanicomial tem entre seus principais lemas o combate ao estigma e à exclusão de indivíduos em sofrimento psíquico, defendendo o direito fundamental à liberdade, à vida em sociedade e ao acesso a cuidado e tratamento. Para celebrar o Dia Nacional da Luta Antimanicomial, foi produzido um vídeo baseado no livro Saúde Mental e Atenção Psicossocial, escrito pelo psiquiatra e pesquisador da ENSP, Paulo Amarante. Assista!

     

  4. Websérie Na fila do SUS aborda precarização da saúde pública

    Filmada no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, a websérie Na fila do SUS estreou nesta segunda-feira (13/4), trazendo à tona um debate sobre a saúde pública antes e durante a pandemia da covid-19. A série foi produzida por meio de financiamento coletivo, com apoio da Asfoc/Fiocruz e de profissionais de saúde de todo Brasil.

  5. Sonia Fleury: ‘É preciso que o recurso de 600 reais chegue hoje'

    O coronavoucher de 600 reais para os trabalhadores informais, autônomos e intermitentes – como ficou conhecido o pagamento do auxílio emergencial que será feito pelo governo federal – “pode chegar às pessoas das comunidades, mas, para ser operacionalizado, ele requer uma burocracia que pode retardar o recebimento e, talvez, seja tarde demais”, adverte a cientista política Sonia Fleury. Para ela, a melhor maneira de suprir as necessidades financeiras desses trabalhadores é por meio de uma renda mínima que tenha a possibilidade de ser garantida imediatamente.

  6. Conselho Nacional de Saúde repudia violência do Estado e do crime organizado no entorno da Fiocruz

    O Conselho Nacional de Saúde (CNS) publicou, nesta terça-feira (26/11), nota de repúdio ao cenário de violência no Rio de Janeiro, em especial, no entorno da Fiocruz. Na nota, é destacado que "a violência do Estado, diante da política de segurança pública implementada pelo governador Wilson Witzel, além do crime organizado, têm tornado os trabalhadores da instituição vítimas constantes deste cenário de barbárie."