1. ENSP reforça importância da Atenção Primária em Saúde para o SUS

    A ENSP ratifica os argumentos trazidos ao debate pela Rede de Pesquisa Atenção Primária à Saúde e a importância ímpar do modelo de atenção fundada na Estratégia de Saúde da Família para a consolidação e avanço do Sistema Único de Saúde. Ainda que todas as políticas sejam passíveis de revisão dos seus rumos, é necessário refletir sobre o desalinhamento estratégico entre as esferas de governo e a sociedade.

  2. Pesquisadora da ENSP comenta o debate da Cobertura Universal de Saúde promovido pela ONU

    Em artigo, a pesquisadora da ENSP Maria Helena Mendonça, fala sobre o debate da Cobertura Universal de Saúde, realizado na Assembleia Geral da ONU – que acontece até o dia 4 de outubro, em Nova York. Segundo ela no texto, “o atual cenário político internacional apresenta tensões e divergências em torno de projetos diferenciados para a universalização do acesso a bens comuns e irá influenciar as políticas públicas encaminhadas na próxima década”. Confira o texto publicado pelo Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes). 
     
     

  3. Para o Qualis Único, diversos questionamentos

    Em carta aberta, membros do Fórum de Editores Científicos da Fiocruz questionam nova metodologia da Capes: "Até quando discutiremos classificações que pouco contribuem para avaliar a qualidade real da produção de conhecimento?". As ponderações foram sistematizadas em texto assino por quatro revistas científicas da Fiocruz, entre elas o Cadernos de Saúde Pública, da ENSP. Confira.
     

  4. Para o Qualis Único, diversos questionamentos

    Em carta aberta, membros do Fórum de Editores Científicos da Fiocruz questionam nova metodologia da Capes: "Até quando discutiremos classificações que pouco contribuem para avaliar a qualidade real da produção de conhecimento?". As ponderações foram sistematizadas em texto assino por quatro revistas científicas da Fiocruz, entre elas o Cadernos de Saúde Pública, da ENSP. Confira.
     

  5. Fórum de Tuberculose publica manifesto em dia de conscientização, mobilização e combate à doença

    Em alusão ao Dia Estadual de Conscientização, Mobilização e Combate à Tuberculose no Rio de Janeiro, lembrado em 6 de agosto, o Fórum de Luta Contra a Tuberculose no Estado do Rio de Janeiro, instância de articulação, mobilização e representação política do coletivo de entidades não-governamentais, governamentais, academia, associações comunitárias, Fóruns e Redes envolvidas no combate à Tuberculose neste Estado, sinaliza a importância da data e da necessidade do engajamento solidário da população, para o enfrentamento efetivo e exitoso da doença que continua a afetar milhares de pessoas em todo o mundo.

  6. Ex-ministros lançam manifesto em defesa do SUS

    Será entregue nesta segunda-feira, 5 de agosto, ao presidente do Conselho Nacional de Saúde, Fernando Zasso Pigatto, em Brasília, o manifesto SUS, Saúde e Democracia: desafios para o Brasil subscrito por seis ex-Ministros da Saúde: José Gomes Temporão - que é pesquisador da ENSP -, Humberto Costa, José Saraiva Felipe, José Agenor Alvarez da Silva, Alexandre Padilha e Arthur Chioro. A entrega será realizada no Museu da República, às 17 horas, no Ato em Defesa do SUS, promovido durante a realização da 16ª Conferência Nacional de Saúde.

  7. Pesquisador da ENSP fala sobre a reforma das Normas Regulamentadoras do Trabalho

    O pesquisador do Departamento de Direitos Humanos e Saúde (Dihs/ENSP/Fiocruz), Luiz Carlos Fadel de Vasconcellos, assina carta sobre a reforma das Normas Regulamentadoras de Segurança e Medicina do Trabalho. Para Fadel, em matéria de saúde do trabalhador estamos migrando do antigo e não resolvido horror para um cenário de terror explícito. Confira a carta na íntegra. 

  8. ENSP apoia reitores das instituições de ensino superior contra consulta pública do Future-se

    A garantia da autonomia universitária estabelecida pelo artigo 207 da Constituição brasileira; a contratação exclusivamente por meio de concursos públicos para as atividades-fim das Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes); e o financiamento público federal do ensino superior e manutenção da gratuidade estão entre os principais pontos defendidos em nota conjunta publicada pelas Ifes contra a consulta pública do programa lançado pelo Ministério da Educação (MEC) Future-se. A ENSP apoia o movimento das Instituições Federais e se coloca contra tal programa, que, como dito na nota, desconsidera premissas e foi elaborado sem a participação ou contribuição dos reitores das Ifes. Confira o texto na íntegra.

  9. Pesquisador da ENSP fala sobre a reforma das Normas Regulamentadoras do Trabalho

    O pesquisador do Departamento de Direitos Humanos e Saúde (Dihs/ENSP/Fiocruz), Luiz Carlos Fadel de Vasconcellos, assina carta sobre a reforma das Normas Regulamentadoras de Segurança e Medicina do Trabalho. Para Fadel, em matéria de saúde do trabalhador estamos migrando do antigo e não resolvido horror para um cenário de terror explícito. Confira a carta na íntegra. 

  10. ENSP apoia reitores das instituições de ensino superior contra consulta pública do Future-se

    A garantia da autonomia universitária estabelecida pelo artigo 207 da Constituição brasileira; a contratação exclusivamente por meio de concursos públicos para as atividades-fim das Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes); e o financiamento público federal do ensino superior e manutenção da gratuidade estão entre os principais pontos defendidos em nota conjunta publicada pelas Ifes contra a consulta pública do programa lançado pelo Ministério da Educação (MEC) Future-se. A ENSP apoia o movimento das Instituições Federais e se coloca contra tal programa, que, como dito na nota, desconsidera premissas e foi elaborado sem a participação ou contribuição dos reitores das Ifes. Confira o texto na íntegra.