1. Cesteh 30 anos: último debate discute as perspectivas da formação em Saúde do Trabalhador

    Foram três dias (9, 10 e 11/12) de discussões sobre pontos de vista teóricos, propostas de intervenção prática, além de boas lembranças e homenagens. Os 30 anos do Centro de Estudos do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP) trouxeram alento e novas ideias para um debate que se faz a cada dia mais urgente, com os desastres ambientais e a precarização das condições de trabalho se agravando. A mesa que encerrou a festividade discutiu formação em saúde do trabalhador: políticas e perspectivas e contou com a presença de Elisabeth Costa Dias, da UFMG, Frederico Peres, atual vice-diretor da Escola de Governo em Saúde da ENSP e Jorge Machado, um dos fundadores do Cesteh e coordenador geral de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde.

  2. Indignação generosa: as lutas do século XXI em debate nos 30 anos do Cesteh

    Há, no mundo, quem acredite que produtividade capitalista e saúde são compatíveis. Existem os que creem que uma tragédia como o rompimento da barragem de rejeitos da Samarco-Vale-BHP se resolva com declarações oficiais, dadas de dentro da própria empresa que cometeu o crime.  Há, ainda, gente disposta a produzir relatórios por encomenda, afirmando que a extração de urânio em Caetité, na Bahia, não provoca câncer. Porém e por sorte, existem vozes que não estão dispostas a engrossar esse coro dos contentes. Algumas delas puderam ser ouvidas nas mesas que marcaram o segundo dia (10/12) de eventos que comemoraram os 30 anos do Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ambiente (Cesteh/ENSP).

  3. "Uma etnia em movimento": Cesteh comemora 30 anos

    A primeira parte do título desta reportagem, admita-se prontamente, é um roubo. Foi retirada, sem permissão, do nome de um poema de autoria do pesquisador da ENSP Luiz Carlos Fadel, lido por ele nas comemorações do aniversário de 30 anos do Centro de estudos em saúde do trabalhador e ecologia humana, o Cesteh, na primeira semana de dezembro. Foram três dias de debates intensos, sobre os temas mais urgentes, como a tragédia da Samarco-Vale-BHP, a crise política do Congresso Nacional, o Zika Vírus entre outros. 

  4. Cesteh encerra comemoração debatendo perspectivas na formação em saúde do trabalhador

    Na sexta-feira (11/12), o Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP) encerará a celebração dos seus 30 anos com a mesa redonda Formação em Saúde do Trabalhador: políticas e perspectivas. A atividade contará com a participação do vice-diretor de Escola de Governo em Saúde da ENSP, Frederico Peres, do coordenador geral de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde, Jorge Machado, e da pesquisadora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Elizabeth Costa Dias. A moderação ficará a cargo da coordenadora do Cesteh, Kátia Reis. O encontro é aberto a todos os interessados, está marcado para 9 horas, na sala 32 do prédio do Cesteh.

  5. Lutas sociais e atuação sindical no segundo dia de celebrações dos 30 anos do Cesteh

    Dando continuidade às atividades de comemoração dos 30 anos do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh), o segundo dia do encontro (10/12) promoverá, a partir das 9h, a mesa-redonda Lutas sociais, atuação sindical e a saúde do trabalhador. O evento terá participação de Rudá Ricci, do Instituto Cultiva de Minas Gerais, do professor da Universidade Estadual Paulista (Unesp/Marília) Giovanni Alves, e do pesquisador do Departamento de Endemias Samuel Pessoa (Densp/ENSP) Eduardo Stotz. A mesa será mediada pelo pesquisador do Cesteh José Augusto Pina. 

  6. Cesteh celebra 30 anos de saúde do trabalhador, formação, pesquisa e assistência

    Dezembro é um mês bem especial para o Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh), uma das unidades da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz). Há 30 anos, em dezembro de 1985, foi criado este centro, que funde sua história com a construção do campo da saúde do trabalhador no Brasil. Nesse período, o Cesteh foi protagonista na construção dessa área no âmbito do Sistema Único de Saúde, participando ativamente de eventos como as quatro Conferências Nacionais de Saúde do Trabalhador, a criação da Rede Nacional de Saúde dos Trabalhadores, além da construção da Política Nacional de Saúde do Trabalhador. Referência nacional na atualização de aporte teórico, conceitual e de inovação para a intervenção em saúde, trabalho e ambiente, o Cesteh vai celebrar suas três décadas de história com uma série de debates sobre as políticas públicas, atuação sindical, saúde ambiental e formação em saúde do trabalhador, que serão realizados entre dias 9, 10 e 11 de dezembro. A semana comemorativa é aberta a todos os interessados e não necessita de inscrição prévia.

  7. Cesteh celebra 30 anos de saúde do trabalhador, formação, pesquisa e assistência

    Dezembro é um mês bem especial para o Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh), uma das unidades da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz). Há 30 anos, em dezembro de 1985, foi criado este centro, que funde sua história com a construção do campo da saúde do trabalhador no Brasil. Nesse período, o Cesteh foi protagonista na construção dessa área no âmbito do Sistema Único de Saúde, participando ativamente de eventos como as quatro Conferências Nacionais de Saúde do Trabalhador, a criação da Rede Nacional de Saúde dos Trabalhadores, além da construção da Política Nacional de Saúde do Trabalhador. Referência nacional na atualização de aporte teórico, conceitual e de inovação para a intervenção em saúde, trabalho e ambiente, o Cesteh vai celebrar suas três décadas de história com uma série de debates sobre as políticas públicas, atuação sindical, saúde ambiental e formação em saúde do trabalhador, que serão realizados entre dias 9, 10 e 11 de dezembro. A semana comemorativa é aberta a todos os interessados e não necessita de inscrição prévia.

  8. Ausência do medo: roda de conversa no Cesteh debate temas da atualidade

    Terceirização, agrotóxicos, maioridade penal, o assassinato de um médico na Lagoa Rodrigo de Freitas, o corte de recursos da saúde. São tanto os temas que palpitam na vida política nacional, que se chega a perder o fôlego ao dizê-los assim, de uma só vez. Há quem possa achá-los monótonos ou espinhosos, mas ao se recusar debatê-los, emerge, como um fantasma, uma antiga máxima, atribuída a pelo menos um par de pensadores, como devem ser os bons axiomas: aquele que, por não gostar, se recusa a debater política, acaba governado pelos que gostam. Essa falta de pendor para o debate e busca de consenso não pareceu dar as caras, entretanto, na roda de conversa que, no dia 27/5, marcou o início das comemorações dos 30 anos do Centro de Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP).

  9. Cesteh 30 anos: roda de conversa dará início às comemorações do Centro

    Na próxima quarta-feira, 27 de maio, o Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP) dará início às comemorações de seus 30 anos de existência, com a primeira de uma série de seis rodas de conversa. A atividade terá como tema O que é o trabalho na atualidade e suas implicações para saúde e o Ambiente? e o debate contara com três mediadores: José Augusto Pina, Katia Reis e Renato Bonfatti. O evento é aberto a todos os interessados e está marcado para 12 horas, na sala 32 do Cesteh. O objetivo das rodas é trazer para discussão temas atuais relacionando a saúde pública com a saúde do trabalhador brasileiro, trazendo convidados da unidade, da Fiocruz e externos.