1. Comissão da Verdade vai elaborar relatório com propostas para nova diretoria da Abrasco

    Durante o 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva foi realizada a mesa Comissão da Verdade e Saúde que contou com participação da presidente da Comissão da Verdade da Reforma Sanitária Anamaria Testa Tambellini, do professor da Faculdade de Saúde Pública da USP e membro da Comissão da Verdade da Associação Paulista de Saúde Pública Carlos Botazzo, do professor aposentado da Universidade de Campinas (Unicamp) Heleno Corrêa Filho, e do diretor do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde Humberto Trigueiros. Na ocasião foi apresentada uma proposta para a construção de um relatório que possa auxiliar a nova diretoria da Associação Brasileira de Saúde Coletiva a subsidiar políticas na área.

  2. Confira a galeria de fotos da participação da ENSP no Abrascão 2015

    Durante o 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, realizado em Goiânia, cerca de 5 mil pessoas estiveram reunidas ao longo de uma semana discutindo os mais diversos temas que permeiam a saúde coletiva. Mantendo sua tradição a ENSP participou do congresso com aproximadamente 200 pessoas, entre pesquisadores, alunos, profissionais de saúde e de comunicação, que contribuiram ativamente para os debates. Confira a galeria de fotos da participação da ENSP no Abrascão 2015.

     

     

     

  3. Abrascão 2015: estudos apontam importância da promoção da saúde como estratégia para ação

    Na perspectiva do tema Avaliações Abrangentes as alunas dos programas de Saúde Pública e Epidemiologia em Saúde Pública da ENSP, Santuzza Vitorino e Paula Corrêa apresentaram estudos de análise durante o 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. Paula elaborou uma avaliação da mortalidade por causas externas em Caraguatatuba - São Paulo e destacou que existem muitos desafios para as ações de prevenção, promoção da saúde e assistência médica em nosso país. Já Santuzza observou a vigilância alimentar e nutricional na Atenção Primária à Saúde. Segundo ela, infelizmente, a Vigilância Alimentar e Nutricional se limita a uma pequena parcela da população, o que aponta a necessidade de avançar no monitoramento do consumo alimentar e do estado nutricional da população.

  4. Demografia e sua interface com a saúde: tema foi debatido no Abrascão

    Compreender a interface entre a demografia e a saúde pública foi objetivo da mesa-redonda que reuniu o pesquisador do Departamento de Epidemiologia e Métodos Quantitativos da ENSP, Iuri da Costa Leite, o presidente da Associação de Estudos Populacionais (Abep), Jair Lício Ferreira dos Santos e a pesquisadora da Universidade Federal de Brasília, Ana Maria Nogales. Com vasta experiência em estudos populacionais, os três palestrantes ressaltaram a enorme e importante participação da demografia na saúde. 

  5. ENSP apresenta estudos sobre educação em saúde no 11º Abrascão

    No contexto do tema Trabalho e Educação em Saúde, a mestranda da ENSP Gabriela Carrilho e a aluna do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) Alzira Galiaço apresentaram estudos sobre educação permanente em saúde durante o 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. Gabriela trabalhou um grupo de alimentação e yoga com profissionais de saúde de uma unidade da Estratégia de Saúde da Família (ESF) no Rio de Janeiro. O estudo foi desenvolvido durante o curso de Residência Multiprofissional em Saúde da Família da ENSP, do qual ela foi aluna. Alzira buscou entender o efeito da educação na percepção de fadiga de estudantes do ensino médio da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio. 

  6. Oferta de medicamentos e beneficio farmacêutico no Abrascão 2015

    Analisar as estratégias de dez empresas de planos e seguros de saúde para a oferta de medicamentos ambulatoriais aos seus beneficiários foi o principal objetivo do estudo Saúde suplementar, oferta de medicamentos ambulatoriais e a expansão do mercado de Gerenciamento de Benefícios Farmacêuticos (GBF): estratégias, articulações e tendências. A pesquisa, debatida durante o 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, buscou também analisar as características e a evolução das quatro principais empresas de gerenciamento no país e as tendências deste mercado. Ela aponta que a oferta de medicamentos por planos de saúde através de convênios com empresas de GBF tem sido uma direção que pode avançar ainda mais a partir das Resoluções Normativas da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que autorizam as operadoras de planos de saúde a ofertar facultativamente medicação domiciliar (RN 310/2012) e medicamentos para tratamento domiciliar de diversos tipos de câncer (RN338/2013). 

  7. Abrascão 2015 reforça compromisso por uma saúde universal

    A cidade de Goiânia abriu as portas para a realização do 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. Com o tema Saúde, Desenvolvimento e Democracia: o desafio do SUS universal, a solenidade de abertura do Abrascão, como é conhecido o congresso, contou com a presença do ministro da Saúde Arthur Chioro, que ressaltou a importância da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) na luta por um Sistema Único de Saúde universal. "A Abrasco vem lutando há anos pela democracia e por um SUS para todos, mas essa luta não é apenas dela, todos nós temos responsabilidade pela construção e pelo futuro do SUS, não podemos permitir retrocessos. Após 28 anos da constituição brasileira, novos desafios se colocam e o governo reafirma seu compromisso pela saúde enquanto direito social e universal”. 

  8. ENSP participou do 11º Abrascão durante a greve na Fiocruz

    Mesmo respeitando a deliberação dos servidores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), tomada em assembleia realizada em 23/7, que decidiu pela greve na Fiocruz, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca participou ativamente do 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, que aconteceu de 28 de julho a 1º de agosto, em Goiânia (GO). Pesquisadores, docentes e estudantes da ENSP estiveram presentes nas mais diversas atividades, tais como: oficinas, conferências, debates, mesas-redondas e palestras do Abrascão 2015. A equipe de jornalismo da Coordenação de Comunicação Institucional da Escola também fez a cobertura do congresso. As matérias serão publicadas em breve no Portal ENSP.

  9. Rede APS discute cenários internacionais da Atenção Primária durante Abrascão 2015

    Proporcionar a comunicação e a articulação entre pesquisadores, profissionais e gestores da APS e promover a utilização dos resultados de pesquisa buscando qualificar a gestão e potencializar o conhecimento são os principais objetivos da Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde – Rede APS, gerenciada pela Abrasco. Com mais de cinco mil cadastrados e cinco anos de atividades a Rede programou diversas atividades durante o 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, o Abrascão 2015.