1. Retrospectiva apresenta atividades da ENSP em 2013

    O ano de 2013 foi intenso para a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Na mesma data em que se comemorou os 25 anos de criação do Sistema Único de Saúde e em que foi lembrado os 10 anos sem o sanitarista Arouca, a ENSP vivenciou intensamente uma série de eventos, incluindo um processo eleitoral que culminou com a eleição, em maio, do novo Diretor da Escola, Hermano Castro. Podemos ressaltar, ainda, os excelentes resultados na Avaliação Trienal da Capes (2010-2012) em seus programas de Saúde Pública, Saúde Pública e Meio Ambiente, Epidemiologia em Saúde Pública, que foram conceituados com a nota 6. Outro ponto de destaque para a instituição foi aproximar suas produções científicas e acadêmicas junto à sociedade, fazendo com que os trabalhos aqui produzidos se traduzam em melhores das condições de saúde, trabalho e vida para a população brasileira, através da criação de três grandes Fóruns de Articulação (Movimentos Sociais, Saúde e Ambiente, e Informação, Comunicação e Tecnologia de Informação). Apesar de todas as novidades, uma notícia chocou tanto a comunidade ENSP quanto a da Fiocruz: a prisão, de forma arbitrária, do pesquisador Paulo Bruno, enquanto cobria as manifestações populares ocorridas no Rio de Janeiro, no mês de outubro. Tal episódio mostrou a força e a união da Escola na luta por sua libertação. "A ENSP foi, e segue, sendo uma das protagonistas da história de conquistas da saúde no país, contribuindo fortemente para a construção do SUS, maior patrimônio da Saúde Pública brasileira e este é o caminho que continuaremos trilhando nos próximos anos", afirma o diretor Hermano Castro. Estes e outros assuntos foram alguns dos pontos destacados pelo Portal da ENSP ao longo do ano e que o Informe ENSP traz como retrospectiva em seu último boletim de 2013.