1. Tragédias de Minas Gerais: Artigo de pesquisador da ENSP aborda os desafios para a saúde coletiva

    A mineração de ferro não produz só bilhões de dólares e “progresso”: ela está repleta de perigos, mortes e destruição socioambiental. Trabalhadores morrem e adoecem. Como as tragédias nas barragens de Minas Gerais podem ser compreendidas pela saúde coletiva e quais desafios ela implica? É o que aborda um artigo do pesquisador da ENSP, Marcelo Firpo de Souza Porto.

  2. Desenvolvimento e inovação: a saúde como uma oportunidade

    O pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) e coordenador das Ações de Prospecção da Presidência da Fundação, Carlos Gadelha, assinou artigo no Jornal do Brasil sobre desenvolvimento e inovação em saúde. Segundo ele, a saúde é parte indissociável do desenvolvimento nacional. Além de constituir um direito essencial de cidadania, constitui uma fonte de geração de valor e de riqueza social e econômica.

  3. Eventos adversos a medicamentos é foco de artigo do 'Cadernos de Saúde Pública'

    Os estudos sobre eventos adversos a medicamentos (EAMs) são importantes para não comprometer o impacto positivo da farmacoterapia. Os EAMs têm maior impacto sobre as taxas de morbidade da população e não aumentam os custos operacionais do sistema de saúde. No Brasil, foram registradas 55.604.537 internações no Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH-SUS), entre 2008 e 2012, das quais 273.440 (0,49%) estavam relacionadas a EAM. Destes, 2.528 (0,92%) morreram. Esses resultados provêm de um artigo do Cadernos de Saúde Pública.

  4. Eventos adversos a medicamentos é foco de artigo do 'Cadernos de Saúde Pública'

    Os estudos sobre eventos adversos a medicamentos (EAMs) são importantes para não comprometer o impacto positivo da farmacoterapia. Os EAMs têm maior impacto sobre as taxas de morbidade da população e não aumentam os custos operacionais do sistema de saúde. No Brasil, foram registradas 55.604.537 internações no Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH-SUS), entre 2008 e 2012, das quais 273.440 (0,49%) estavam relacionadas a EAM. Destes, 2.528 (0,92%) morreram. Esses resultados provêm de um artigo do Cadernos de Saúde Pública.

  5. 'A gente vive em cima da corda bamba': experiência de profissionais especializados em HIV/Aids é tema de pesquisa

    A epidemia de HIV/Aids continua sendo um desafio para a saúde pública mundial mesmo depois de quase 40 anos de epidemia. Um artigo publicado pelo Cadernos de Saúde Pública objetivou compreender a experiência de profissionais da saúde que trabalham em um Serviço de Atenção Especializada em HIV/Aids no nordeste brasileiro.