1. Nota técnica aborda enfrentamento do Covid-19 nas prisões do Rio de Janeiro

    O Grupo de Pesquisa "Saúde nas Prisões", do Departamento de Endemias Samuel Pessoa da Ensp, emitiu no dia 1/04 nota técnica que visa a garantir o direito das pessoas presas ao acesso à assistência e medidas de prevenção preconizadas para a população geral do estado. O Plano de Contingência do Estado do Rio de Janeiro para atenção primária, que detalha os procedimentos e o papel dos diversos níveis de atenção para a assistência e confirmação dos casos suspeitos de COVID-19, publicado em 27/3/2019 não inclui a população prisional, apesar de, reconhecidamente, essa ser uma população de risco.

  2. Pesquisadores avaliam disponibilidade de leitos de UTI no contexto da epidemia de coronavírus

    Em nota técnica intitulada A Disponibilidade de Leitos em Unidade de Tratamento Intensivo no SUS e nos Planos de Saúde Diante da Epidemia da COVID-19 no Brasil, os pesquisadores Nilson do Rosário Costa, da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, e Marcos Junqueira do Lago, da Uerj, constatam disparidade regional no número de leitos de UTI. Os dados apontam, também a necessidade de coordenar a ampliação da oferta de leitos do SUS e utilizar a capacidade disponível do setor Saúde suplementar, para que áreas geográficas do país mais atingidas sejam priorizadas. Os dados sobre o número de leitos de UTI e o grau de ocupação de 26 estados, 26 capitais e do Distrito Federal mostram situação crítica. Os números foram obtidos do DATASUS (Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde - CNES), do IBGE e da ANS. 

  3. Pesquisadores avaliam disponibilidade de leitos de UTI no contexto da epidemia de coronavírus

    Em nota técnica intitulada A Disponibilidade de Leitos em Unidade de Tratamento Intensivo no SUS e nos Planos de Saúde Diante da Epidemia da COVID-19 no Brasil, os pesquisadores Nilson do Rosário Costa, da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, e Marcos Junqueira do Lago, da Uerj, constatam disparidade regional no número de leitos de UTI. Os dados apontam, também a necessidade de coordenar a ampliação da oferta de leitos do SUS e utilizar a capacidade disponível do setor Saúde suplementar, para que áreas geográficas do país mais atingidas sejam priorizadas. Os dados sobre o número de leitos de UTI e o grau de ocupação de 26 estados, 26 capitais e do Distrito Federal mostram situação crítica. Os números foram obtidos do DATASUS (Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde - CNES), do IBGE e da ANS. 

  4. Pesquisadores avaliam disponibilidade de leitos de UTI no contexto da epidemia de coronavírus

    Em nota técnica intitulada A Disponibilidade de Leitos em Unidade de Tratamento Intensivo no SUS e nos Planos de Saúde Diante da Epidemia da COVID-19 no Brasil, os pesquisadores Nilson do Rosário Costa, da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, e Marcos Junqueira do Lago, da Uerj, constatam disparidade regional no número de leitos de UTI. Os dados apontam, também a necessidade de coordenar a ampliação da oferta de leitos do SUS e utilizar a capacidade disponível do setor Saúde suplementar, para que áreas geográficas do país mais atingidas sejam priorizadas. Os dados sobre o número de leitos de UTI e o grau de ocupação de 26 estados, 26 capitais e do Distrito Federal mostram situação crítica. Os números foram obtidos do DATASUS (Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde - CNES), do IBGE e da ANS. 

  5. Pesquisador da ENSP aborda questões sobre a saúde mental dos trabalhadores de saúde em tempos de Covid-19

    O pesquisador da ENSP, Sergio Rego, e Marisa Palácios, da UFRJ, em novo artigo escrito em parceria, falam a respeito do amplo leque de possibilidades de impactos do trabalho sobre a saúde mental dos trabalhadores de saúde. "Entendendo que a carga é sempre uma relação entre as exigências do trabalho e os recursos que se pode lançar mão, pessoal e coletivamente, é possível traçar amplo mapa de ações que podem impactar a saúde mental dos trabalhadores de saúde nesses tempos difíceis de coronavírus", defendeu ele. Sergio e Marisa são professores e ex-coordenadores do PPGBIOS. Atualmente, ele é o responsável pela unidade do Rio de Janeiro da rede vinculada à cátedra da Unesco na Universidade de Haifa, e Marisa é professora titular de bioética e diretora do Núcleo de Bioética e Ética Aplicada da UFRJ (Nubea). Confira o artigo.

  6. Pesquisadores avaliam disponibilidade de leitos de UTI no contexto da epidemia de coronavírus

    Em nota técnica intitulada A Disponibilidade de Leitos em Unidade de Tratamento Intensivo no SUS e nos Planos de Saúde Diante da Epidemia da COVID-19 no Brasil, os pesquisadores Nilson do Rosário Costa, da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, e Marcos Junqueira do Lago, da Uerj, constatam disparidade regional no número de leitos de UTI. Os dados apontam, também a necessidade de coordenar a ampliação da oferta de leitos do SUS e utilizar a capacidade disponível do setor Saúde suplementar, para que áreas geográficas do país mais atingidas sejam priorizadas. Os dados sobre o número de leitos de UTI e o grau de ocupação de 26 estados, 26 capitais e do Distrito Federal mostram situação crítica. Os números foram obtidos do DATASUS (Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde - CNES), do IBGE e da ANS. 

  7. Periferias e pandemia: Plano de Emergência, já!

    A integrante do Conselho Consultivo da ENSP e pesquisadora do Centro de Estudos Estratégicos (CEE/ENSP), Sonia Fleury, e o ex-presidente da Fiocruz e coordenador do Centro de Relações Internacionais em Saúde (Cris/Fiocruz), Paulo Buss, alertam, em artigo publicado no site Outras Palavras, para a necessidade de ações especiais a serem levadas à frente em combate ao coronavírus, nas comunidades, onde mora a maior parte dos brasileiros. Eles destacam que a ação do Estado precisa respeitar autonomia local. "As favelas sofrem com um conjunto de carências, mas possuem enorme potência, no sentido de uma cultura de solidariedade, bem como um conjunto de organizações e atores: comunicadores, igrejas, templos e centros, associações de moradores, empresas locais e serviços, grupos musicais, coletivos de artistas e poetas", escrevem. Confira!