1. 'Índice de Capital Humano: um desafio para o Brasil com baixo desempenho educacional'

    “O sofrível resultado do Índice de Capital Humano (ICH) do Brasil é explicável, principalmente, pela violência endêmica que afeta a população adolescente e adulta e pelo baixo desempenho do setor de educação pública”. A afirmação é dos pesquisadores Nilson do Rosário Costa, da ENSP; e Elize Massard da Fonseca, da Fundação Getúlio Vargas/SP, em artigo científico.

  2. Artigo da ENSP alerta para uso irracional de medicamentos na pandemia de Covid-19

    A ampla prescrição e uso de medicamentos de eficácia e segurança não comprovadas para a Covid-19 está em desacordo com o uso racional de medicamentos, um princípio fundamental da farmacoterapia promovido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 1985. Esse uso irracional de medicamentos é motivo de preocupação, porque alguns deles estão associados a graves doenças cardíacas e mortes. O alerta foi feito pelos pesquisadores da ENSP, Francisco José Roma Paumgartten e Ana Cecilia Amado Xavier de Oliveira, em artigo publicado na revista Ciência & Saúde Coletiva, de setembro.

  3. Pesquisadora da ENSP lança romance sobre pianista e compositora

    Um romance que se passa em um momento de transformações estéticas e políticas da história, tendo como pano de fundo a música, no qual o leitor acompanha de perto a formação artística e a trajetória pessoal da sua protagonista. Saiba mais sobre o livro escrito pela professora e pesquisadora do Departamento de Administração e Planejamento (DAPS/ENSP), Silvia Gerschman.

  4. Atenção primária à saúde em tempos de Covid-19 é tema de artigo do 'Cadernos de Saúde Pública'

    No Espaço Temático do Cadernos de Saúde Pública, foi destaque o artigo Atenção primária à saúde em  tempos de Covid-19: o que fazer?. “A reorganização dos serviços de APS para, simultaneamente, enfrentar a epidemia e manter a oferta regular de suas ações é imperativa, e seu necessário protagonismo e readequação vêm sendo destacados em documentos e relatórios produzidos no país”, demonstram os pesquisadores. 

  5. Artigo retrata vulnerabilidade dos povos indígenas frente às doenças infecciosas

    Publicado na importante revista internacional Current Anthropology em agosto de 2020, o artigo “Why did they die? Biomedical Narratives of Epidemics and Mortality among Amazonian Indigenous Populations in Sociohistorical and Anthropological Contexts” ("Por que eles morreram?' Narrativas biomédicas sobre epidemias e mortalidade em povos indígenas amazônicos em perspectivas sócio-históricas e antropológicas") é um texto multi e interdisciplinar, que resulta de mais de 10 anos de uma pesquisa colaborativa conduzida por Ricardo Ventura Santos (ENSP/Fiocruz e Museu Nacional/ UFRJ), Carlos EA.. Coimbra Jr. (ENSP) e Joanna Radian (Yale University). 

  6. Saneamento não admite excluídos, dizem pesquisadoras da ENSP

    Para as pesquisadoras do Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), Adriana Sotero Martins e Bianca Dieile da Silva e Maria José Salles, em artigo da revista Radis, o Brasil é um dos países mais desiguais do mundo, e o saneamento mostra isso. “Segundo o Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab), deveríamos alcançar a universalização dos serviços em 2033, mas como diminuíram os investimentos a cada ano e a cada governo, essa projeção foi adiada para 2060, de acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI).”

  7. Normatização, judicialização e criminalização da saúde no contexto da pandemia

    Os pesquisadores Fernando Manuel Bessa Fernandes e André Luís Bonifácio de Carvalho, autores de artigo sobre judicialização da saúde, consideram que os caminhos jurídicos que são trilhados na fiscalização de ações dos gestores públicos não, necessariamente, garantem o bom desenrolar do processo de enfrentamento ao vírus, ou mesmo da boa prática judicial, descambando para uma instrumentalização que, por vezes, se constitui em criminalização, em atendimento a interesses de indivíduos e grupos. Confira!

  8. A pandemia de Covid-19 é uma crise sanitária e humanitária, dizem pesquisadores

    A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima; o ex-diretor da ENSP, Paulo Marchiori Buss; e o pesquisador da Fiocruz Minas, Rômulo Paes-Sousa, redigiram o artigo A pandemia de Covid-19: uma crise sanitária e humanitária, publicado no Cadernos de Saúde Pública, da Escola. Seria ela um fenômeno inevitável diante da relação que os humanos mantêm com os diversos ecossistemas, ou o desfecho episódico da forma como se produz e se consome bens e serviços no mundo?, questionam os autores. O texto é produto do debate realizado entre eles no Ciclo de Estudos - Saúde e Ambiente, Saúde do Trabalhador e Emergência em Saúde - Covid-19, organizado e mediado pelo pesquisador da Fiocruz, Guilherme Franco Netto