1. Museu Nacional: ruínas precoces, fiapos de esperança

    Exatamente neste ano de 2018, quando se comemora os 200 anos da fundação do Museu Nacional, também completo 25 anos como professor na instituição. Esse quarto de século de minha vida se transformou completamente após ler, num piscar de olhos, uma mensagem de celular de uma colega no domingo à noite indicando que o chamado Palácio estava em chamas. 

  2. Museu Nacional: ruínas precoces, fiapos de esperança

    Exatamente neste ano de 2018, quando se comemora os 200 anos da fundação do Museu Nacional, também completo 25 anos como professor na instituição. Esse quarto de século de minha vida se transformou completamente após ler, num piscar de olhos, uma mensagem de celular de uma colega no domingo à noite indicando que o chamado Palácio estava em chamas. 

  3. 'Saúde não é mercadoria', artigo de pesquisador da ENSP

    O pesquisador da ENSP/Fiocruz, Nilson do Rosário, assina o artigo "Saúde não é mercadoria", publicado originalmente na edição de quarta-feira, 28 de agosto, do jornal Valor Econômico. No texto, destaca o fato de que, no Brasil, três décadas se passaram desde que o modelo de SUS de acesso universal foi aprovado pela Constituição de 88. Ainda assim, o setor Saúde brasileiro permanece muito fragmentado e sob a hegemonia privada. 

  4. 'Escrito e desfeito', artigo de Ligia Bahia

    Direitos de saúde são intrinsecamente polêmicos. Para começar, não é possível assegurar saúde perfeita a ninguém. Contingências biológicas e da vida tornam todos vulneráveis a doenças, independentemente do quanto se possa gastar com tratamento. Em segundo lugar, o direito a um bom nível de saúde não é a mesma coisa que uma boa assistência à saúde.

  5. Pesquisador da ENSP lança publicação sobre patologização e medicalização da vida

    Com o objetivo de alertar que a patologização e medicalização da vida trata-se de uma invasão em nosso cotidiano, inescapável, o pesquisador da ENSP e coordenador do Laboratório de Atenção Psicossocial da ENSP, Paulo Amarante, organizou – em parceria com Ana Maria Fernandes Pitta e Walter Ferreira de Oliveira - o livro Patologização e medicalização da vida: epistemologia e política. A publicação, que reúne 11 artigos de diferentes especialistas da área, foi lançada durante o 12º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva.