1. Banco Mundial lança nova política e repositório de acesso aberto

    O Banco Mundial está anunciando sua nova política de acesso aberto. Com ela, todas as pesquisas e produtos financiados e/ou publicados pelo Banco têm, como padrão, a licença Creative Commons (CC BY). O primeiro desdobramento desta política é o lançamento de um novo Repositório de Conhecimento Aberto, que disponibilizará mais de 2 mil livros, artigos, relatórios e pesquisas em CC BY.

  2. José Luis Fiori abre curso na ENSP

    Nesta quarta-feira (11/4), a Escola Nacional de Saúde Pública recebe o cientista político e professor do Instituto de Economia da UFRJ, José Luis Fiori, para a abertura do Mestrado Profissional em Saúde Global e Diplomacia da Saúde (MPSG&DS). A palestra Mudanças e tendências do sistema mundial e a perspectiva brasileira será transmitida ao vivo no salão internacional da ENSP, às 9h30, em evento aberto aos interessados. O MPSG&DS é realizado em colaboração com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e várias outras instituições, internas e externas, ligadas à Fiocruz. Trata-se do primeiro curso da ENSP oferecido simultaneamente para alunos do Rio de Janeiro e de Brasília por meio da tecnologia de videoconferência para fins educacionais adotada pela Escola.

  3. Recursos Educacionais Abertos: consulta pública

    Para incentivar governos a adotarem políticas públicas de desenvolvimento e de Recursos Educacionais Abertos, a Unesco abriu consulta pública para a terceira versão da Declaração de Paris. O documento consolidado será apresentado para assinatura dos países membros da Unesco no Congresso Mundial sobre Recursos Educacionais Abertos de 2012, que será realizado entre 20 e 22 de junho, em Paris. Em 2011, a ENSP aderiu ao Movimento Internacional de Acesso Livre ao conhecimento e mantém a Biblioteca Multimídia, uma experiência que garante o acesso livre ao seu acervo, desde 2004. Além disso, também é responsável pelo Nodo-Brasil do Campus Virtual em Saúde Pública, uma iniciativa da Opas/OMS de cooperação e aprendizagem em rede para acesso a cursos, utilização e avaliação dos diversos recursos on-line. A ENSP está formulando sua Política de Informação focada no Acesso Aberto ao Conhecimento, que será lançada ainda este ano. A Declaração da Unesco é um importante documento para a discussão dessa política, proposta pela ENSP. Os interessados em dar sugestões para a Declaração de Paris podem enviar seus comentários por meio do site do Congresso Mundial.

  4. Inscrições abertas para curso voltado para profissionais de biblioteca e centros de documentação

    Estão abertas as inscrições para o curso de extensão Acesso à Informação Científica e Tecnológica em Saúde. Ao todo, estão disponíveis 20 vagas, destinadas a profissionais que atuam em bibliotecas, centros de documentação e atividades de apoio à pesquisa. O objetivo desse curso é treinar profissionais da área de informação, destacando a importância do seu cotidiano e suas práticas, e sua inserção no desenvolvimento de uma meta institucional maior, que é a informação científica e tecnológica em saúde. Além disso, o curso busca compreender os processos de trabalho das bibliotecas e demais departamentos/setores da Fiocruz que têm a informação científica e tecnológica em saúde como objeto de trabalho e como atividade-fim; e também compreender e usufruir o potencial das novas tecnologias da informação, especialmente o acesso às bases de dados especializadas, para o trabalho na área de informação científica e tecnológica em saúde.

  5. ENSP adota videoconferência com fins educacionais

    Ampliando suas possibilidades de alcance, a ENSP inova mais uma vez, implementando a tecnologia de videoconferência para fins educacionais. O primeiro curso a utilizar esse recurso é o mestrado profissional em Saúde Global e Diplomacia da Saúde (MPSG&DS), que será oferecido simultaneamente para alunos do Rio de Janeiro e de Brasília. Todas as aulas serão gravadas e, futuramente, disponibilizadas em acesso aberto em um repositório institucional. A ENSP é a única unidade da Fiocruz a oferecer essa tecnologia em seus cursos stricto e lato sensu. Com a videoconferência será possível aumentar a integração entre essas outras unidades e também com outras instituições nacionais e internacionais, ampliando o escopo de disciplinas oferecidas para os alunos. A aula inaugural do curso acontecerá em 11 de abril, às 9h30, na ENSP. No salão internacional da Escola, haverá um telão com transmissão ao vivo para todos os interessados, não sendo necessária inscrição prévia.

  6. Reunião discute desenvolvimento e gestão de RH no Peru

    Com o objetivo de contribuir para o fortalecimento, a formulação, a implementação e a gestão dos recursos humanos em saúde, em especial nas áreas técnicas da agenda de saúde da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), o diretor da ENSP, Antônio Ivo de Carvalho, está em Lima, Peru, para participar da III Reunião do Grupo de Desenvolvimento e Gestão de Recursos Humanos em Saúde da Unasul, realizada nos dias 29 e 30 de março. Durante essa reunião, também acontecerá a transferência da Coordenação Titular do Grupo Técnico de Desenvolvimento e Gestão de Recursos Humanos em Saúde da Unasul, hoje exercida pelo Peru, para o Brasil. O diretor da ENSP participa do evento como representante do Brasil pela Rede de Escolas de Saúde Pública (Resp-Unasul), da qual é secretário executivo.

  7. Inscrições abertas para curso de serviços farmacêuticos

    Estão abertas até 30 de março as inscrições para o curso Serviços Farmacêuticos na Atenção Primária em Saúde, coordenado pelo Núcleo de Assistência Farmacêutica da Escola Nacional de Saúde Pública, em colaboração com a Organização Panamericana de Saúde (Opas) e com financiamento do Ministério da Saúde. O curso está disponível no Campus Virtual de Saúde Pública (CVSP) e oferece 90 vagas para a região das Américas, sendo 25 para o Brasil e cinco para países africanos de língua oficial portuguesa.

  8. Inscrições abertas para curso de serviços farmacêuticos

    Estão abertas até 30 de março as inscrições para o curso Serviços Farmacêuticos na Atenção Primária em Saúde, coordenado pelo Núcleo de Assistência Farmacêutica da Escola Nacional de Saúde Pública, em colaboração com a Organização Panamericana de Saúde (Opas) e com financiamento do Ministério da Saúde. O curso está disponível no Campus Virtual de Saúde Pública (CVSP) e oferece 90 vagas para a região das Américas, sendo 25 para o Brasil e cinco para países africanos de língua oficial portuguesa.

  9. Material do curso de envelhecimento em acesso aberto

    Levando-se em conta que as projeções apontam para o fato de que, em 2025, seremos a sexta população idosa no mundo, é necessário agirmos com rapidez para podermos dar conta desta mudança iminente’, diz o texto de apresentação do curso Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa, oferecido na modalidade a distância, que acaba de ser disponibilizado para download na Biblioteca Multimídia da ENSP e no Campus Virtual em Saúde Pública (CVSP). A ação está de acordo com a Política de Acesso Aberto ao Conhecimento adotada em 2011 pela Escola. A ideia é que, aos poucos, os materiais de todos os cursos da EAD/ENSP sejam disponibilizados para acesso livre.

  10. Artigo revela diferenças entre acesso limitado e acesso livre

    O Blog do Kuramoto - dedicado exclusivamente à discussão do open access - traz um artigo que ressalta as diferenças entre acesso livre e acesso limitado ao conhecimento. O texto apresenta os fenômenos que ocorrem nos cenários proporcionados não só pelas revistas, cujos conteúdos são acessíveis apenas aos pesquisadores, professores, funcionários, entre outros, como também pelo acesso livre (Open Access).