1. Portal Proqualis ganha área sobre eventos adversos

    Evento adverso, segundo a OMS, é um incidente que resulta em dano não intencional decorrente da assistência e não relacionado à evolução natural da doença de base do paciente. Verificados em diversos níveis, tais danos podem ser consequência de diferentes tipos de cuidado. O aumento mundial de sua incidência também deu mais visibilidade aos eventos adversos e aumentou a preocupação a respeito do assunto. Para divulgar informações científicas e pesquisas especializadas sobre o tema, o Portal Proqualis acaba de lançar a página Eventos Adversos. A ENSP e seus pesquisadores mantêm estreita relação com o Proqualis, por meio do desenvolvimento de projetos e linhas de pesquisa. Os coordenadores da nova página são os pesquisadores Walter Mendes, da Escola de Governo em Saúde da ENSP/Fiocruz, e Paulo Sousa, da ENSP da Universidade Nova de Lisboa, Portugal.

  2. Material de educação permanente em acesso aberto

    Em direção à universalização de todo seu material didático, a ENSP acaba de dar um novo passo: o acesso livre ao conteúdo de mais um curso desenvolvido em um acordo de cooperação entre a Escola, a Fundação Nacional de Saúde (Funesa) e a Secretaria de Estado da Saúde (SES). Desta vez, a disponibilização se refere à coleção de um material didático-pedagógico elaborado para apoiar as ações de educação permanente voltadas para gestores e trabalhadores do SUS no Estado de Sergipe. A ideia é que este material seja base para ações de educação permanente, capazes de levar a uma reflexão sobre as práticas realizadas, provocar a discussão coletiva e a socialização de saberes, além de ofertar ensino e tecnologias na área da saúde que possam apoiar a reorientação dos processos de trabalho. Todo o material já está disponível para download na Biblioteca Multimídia da ENSP e no Campus Virtual de Saúde Pública (CVSP).

  3. Publicação analisa utilização dos Recursos Educacionais Abertos

    O Centro Investigação em Educação e Inovação (Ceri), da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), tornou disponível a publicação Giving Knowledge for Free the Emergence of Open Educational Resources (2007). O trabalho tem como base a promoção, o compartilhamento e o uso de Recursos Educacionais Abertos (REA) que vêm crescendo exponencialmente nos últimos anos. Especialistas desenvolveram um questionário enviado para 34 países membros da OCDE, a fim de coletar informações sobre o contexto da política relacionada com a REA. As respostas ao questionário são analisados ​​nesse documento, disponível na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  4. Formatura do curso de especialização em Saúde da Família

    Nesta terça-feira (17/7), será a formatura de 360 trabalhadores da Estratégia de Saúde da Família de Mato Grosso do Sul. Oferecido a distância pela Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS), o curso de especialização já atendeu 95% dos trabalhadores de Saúde da Família do Estado. Em dezembro de 2011, outros 400 trabalhadores já haviam concluído o curso.

  5. Livro discute uso das TICs no ensino a distância

    Foi lançado recentemente o livro As Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) no Desenvolvimento de Profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS) no Brasil. A obra é uma importante referência para a formação em Educação a Distância (EAD). O livro traz os avanços obtidos na prática do ensino a distância voltado ao desenvolvimento profissional de trabalhadores para o SUS. Disponível na internet, a obra conta com artigos da coordenadora geral de EAD da ENSP, Lúcia Dupret, e dos profissionais da equipe da Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS), Vinicius Araújo de Oliveira e Lina Sandra Barreto Brasil.

  6. Opas lança plataforma para inovação de tecnologias da saúde

    Autoridades de saúde das Américas e representantes da indústria farmacêutica, do setor científico e de investigação, entre outros, terão uma ferramenta virtual para trocar experiências e buscar áreas de cooperação em matéria de medicamentos essenciais, produtos biológicos e diagnósticos em saúde pública. Esse é o objetivo da Plataforma Regional sobre Acesso e Inovação para Tecnologias em Saúde (Prais), que a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS) lançou em 7 de maio.

  7. Saúde Global e Diplomacia da Saúde: oficina no RJ

    Com o objetivo de discutir os progressos de governança em diplomacia da saúde e a cooperação internacional em saúde dos países que formam a América do Sul, o Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde (Isags) realizará, entre os dias 7 e 11 de maio, no Rio de Janeiro, uma oficina sobre Saúde Global e Diplomacia da Saúde. O encontro reunirá representantes de todos os países da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), do Comitê de Coordenação da Unasul Saúde e também do Ministério de Relações Exteriores. O primeiro dia de oficina (7/5) será todo transmitido on-line pela web a partir das 9 horas e entre as exposições está a conferência Desenvolvimento conceitual da Saúde Global e da Diplomacia da Saúde, que será proferida pela pesquisadora da ENSP Célia Almeida, juntamente com o representante da Argentina no Isags, Sebastián Tobar, às 14 horas. Para assistir, os interessados devem acessar a página do Isags no dia da apresentação.