1. Sessão Científica debate Mycobacterium tuberculosis em primatas não humanos utilizando Gene Xpert

    O Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP) promoverá, na quarta-feira (13/7), a sessão científica Mycobacterium tuberculosis em primatas não humanos utilizando Gene Xpert MTB/RIF, a partir das 14 horas, no auditório 1. A atividade contará com a participação da pesquisadora Duanne Alves da Silva, que atuamente desenvolve pós-doutorado no Centro de Referência. A sessão é aberta a todos os interessados e não necessita de inscrição prévia.

     

  2. Passado, presente e futuro da saúde do trabalhador em debate na ENSP

    Aliar as mudanças pelas quais passa o mundo do trabalho à história da saúde do trabalhador no Brasil requer, além de vasta experiência no campo, ampla atuação na elaboração de políticas públicas e programas de saúde do trabalhador no âmbito do SUS. Valendo-se dessa bagagem, o Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da ENSP promoverá uma aula aberta, na segunda-feira (11/7), com os pesquisadores Anamaria Tambellini, da Comissão da Verdade da Reforma Sanitária, e José Marçal Jackson Filho, da Fundacentro. A atividade, coordenada pela pesquisadora Thais Esteves, do Cesteh, será dividida em dois blocos, com início às 9hs e 13hs, no auditório térreo da ENSP. "Organizamos um dia de debates com temas de grande pertinência para o campo e pesquisadores históricos, que constroem cotidianamente a saúde do trabalhador no país", garantiu a organizadora do evento. 

  3. Seminário apresenta resultados da avaliação do QualiSUS-Rede

    A importância do componente da avaliação na estruturação, implementação e direcionamento das Redes de Atenção à Saúde no SUS estará em debate na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, no dia 7/7, durante o seminário "Avaliação da Implementação das Redes de Atenção à Saúde: a experiência do QualiSUS-Rede". Coordenado pelo Laboratório de Avaliação de Situações Endêmicas Regionais (Laser/ENSP), o evento está marcado para as 9 horas, no salão internacional, e terá participação de gestores, dirigentes e pesquisadores da Fiocruz, do Ministério da Saúde e do Banco Mundial. A pesquisadora Luciana Dias Lima proferirá a conferência de abertura Perspectivas e Desafios da articulação das redes de atenção à saúde com a regionalização. "Esse seminário é importante para entendermos o quanto o componente de avaliação foi fundamental pelo seu caráter formativo e dinamizador nas regiões. Entre os resultados, nos chamou atenção o fato de o próprio QualiSUS ter cumprido com algo colocado desde o início: ser um indutor para a estruturação e organização das Redes", reconheceu a coordenadora da iniciativa na ENSP, a pesquisadora Marly Marques da Cruz.

  4. Debate que celebrou Dia da Conscientização sobre Ruído está disponível em vídeo

    O encontro celebrou o Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído e foi organizado pela Coordenação Estadual do Inad por intermédio da equipe do Projeto Ruído da Fiocruz, congregando especialistas no tema. Entre eles, pesquisadores da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP), representantes do Ministério Público, Inea, Polícia Militar e Inmetro, que apresentaram informações sob diferentes aspectos e "jogaram por terra" mitos referentes à poluição sonora, que fazem parte do imaginário social. Para além disso, diversos representantes do poder público exemplificaram, em ações, como agem no combate ao ruído ambiental. Em consenso, os convidados afirmaram ser a poluição sonora uma questão de educação.

  5. Seminário apresenta resultados da avaliação do QualiSUS-Rede

    A importância do componente da avaliação na estruturação, implementação e direcionamento das Redes de Atenção à Saúde no SUS estará em debate na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, no dia 7/7, durante o seminário "Avaliação da Implementação das Redes de Atenção à Saúde: a experiência do QualiSUS-Rede". Coordenado pelo Laboratório de Avaliação de Situações Endêmicas Regionais (Laser/ENSP), o evento está marcado para as 9 horas, no salão internacional, e terá participação de gestores, dirigentes e pesquisadores da Fiocruz, do Ministério da Saúde e do Banco Mundial. A pesquisadora Luciana Dias Lima proferirá a conferência de abertura Perspectivas e Desafios da articulação das redes de atenção à saúde com a regionalização. "Esse seminário é importante para entendermos o quanto o componente de avaliação foi fundamental pelo seu caráter formativo e dinamizador nas regiões. Entre os resultados, nos chamou atenção o fato de o próprio QualiSUS ter cumprido com algo colocado desde o início: ser um indutor para a estruturação e organização das Redes", reconheceu a coordenadora da iniciativa na ENSP, a pesquisadora Marly Marques da Cruz.

  6. Saúde e Ambiente: debates sobre o tema encerram mês do Meio Ambiente na ENSP

    Em homenagem ao dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, a Escola Nacional de Saúde Pública promoveu uma série de atividades ao longo do mês. Encerrando as comemorações, o Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental da ENSP promoverá, na quinta-feira, 30 de junho, mais dois encontros do DSSA Debate. Na parte da manhã, a partir das 9h30, ocorrerá a palestra Limitações e incertezas em estudo de impacto ambiental: consequências sobre a saúde e o ambiente. No período da tarde, será realizado o debate Cidade, Saneamento e Saúde a partir das 13 horas. Ambas as palestras são abertas aos interessados e não necessitam de inscrição prévia. Os eventos acontecerão no salão internacional da ENSP.

  7. Determinantes sociais da saúde e tuberculose: uma relação mais que direta

    O Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP) promoveu uma sessão científica com o intuito de discutir a relação entre os determinantes sociais da saúde e a tuberculose. A atividade teve a participação do pesquisador colaborador do Departamento de Endemias Samuel Pessoa (Densp/ENSP) e membro do Laboratório de Monitoramento Epidemiológico de Grandes Empreendimentos da ENSP (LabMep), Alexandre San Pedro Siqueira, que apresentou um estudo sobre a tuberculose como marcadora de iniquidade social em saúde. Fruto de sua tese de doutorado, a pesquisa Os determinantes sociais da tuberculose: uma análise intraurbana em área de implantação de um importante projeto de desenvolvimento econômico na Região Leste do Estado do Rio de Janeiro aponta associação entre a precariedade das condições de vida e a ocorrência de tuberculose. O estudo também revela aprofundamento das desigualdades socioeconômicas, principalmente, em áreas que sofrem com a implementação de grandes emprendimentos.

  8. Agente popular de saúde e vigilância ambiental em debate na ENSP na quarta-feira (29/6)

    Na quarta-feira, 29 de junho, a Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) abrirá as portas para uma discussão sobre o agente popular de saúde e vigilância ambiental. A atividade, que pretende discutir a saúde em Manguinhos, promoverá o primeiro encontro dos egressos do curso de 2016. O debate está marcado para as 9 horas, no salão internacional da ENSP, e os interessados em participar devem se inscrever no dia do evento, no prórpio local, 10 minutos antes do início da programação. A atividade será dividida em dois momentos: Das 9h10 às 10 horas o evento contará com as apresentações de movimentos populares de Manguinhos e de profissionais do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF/ENSP); das 10 às 12 horas, será realizada uma tribuna livre.

  9. Pesquisadoras do Claves lançam publicações em evento da Emerj

    No dia 23 de junho, as pesquisadoras do Departamento de Estudos sobre Violência e Saúde Jorge Careli (Claves/ENSP) Patrícia Constantino e Simone Gonçalves de Assis serão as palestrantes do Fórum Permanente de Direito e Saúde da Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj). Intitulada Entre a Margem e a Inclusão: os presos do Rio de janeiro e as crianças e adolescentes usuários de crack, a atividade promoverá o lançamento de duas publicações: Crianças, Adolescentes e Crack: desafios para o cuidado, organizado por Simone Gonçalves de Assis, e Deserdados Sociais: condições de vida e saúde dos presos do estado do Rio de Janeiro, das pesquisadoras Maria Cecília de Souza Minayo, Patrícia Constantino. A juíza de direito do TJERJ Isabel Coelho fará a abertura da atividade,  marcada para às 9h30, no auditório Paulo Roberto Leite Ventura.

  10. Roda de Conversa do Cesteh debate regulação de substâncias químicas de uso industrial no Brasil

    Na quarta-feira, 22 de junho, o Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da Escola Nacional de Saúde Pública promoverá mais um encontro das Rodas de Conversa do Cesteh. Com o tema Regulação de substâncias químicas de uso industrial no Brasil, a atividade está marcada para as 12 horas, na sala 32 do Cesteh, e contará com a participação do pesquisador da Escola, Luiz Cláudio Meirelles. O encontro, aberto a todos os interessados, não necesista de inscrição prévia.