1. Roda de conversa discute conjuntura política no país

    Na próxima semana, os servidores da Fiocruz vão às urnas para a eleição sindical. A escolha da Diretoria Executiva Nacional, Representações Regionais e Conselho Fiscal da Asfoc-SN no triênio 2015-2017 acontecerá na segunda e terça-feira, dias 17 e 18 de novembro. A eleição acontece menos de um mês após o Brasil viver a disputa presidencial mais apertada desde a redemocratização, nos anos 80. O pleito, que dividiu o país e terminou com uma vitória apertada de Dilma Rouseff, é um pano de fundo mais do que relevante para as discussões dentro da Fiocruz. Com o intuito de debater a atual conjuntura política do Brasil e sua relação com o cotidiano da fundação, o Fórum de Articulação com os Movimentos Sociais da ENSP convocou os representantes das duas chapas que disputam a eleição da Asfoc.

  2. Seminário discute Regionalização e Redes de Atenção como desafios para efetivação do SUS

    Nos dias 13 e 14 de novembro, a Escola Nacional de Saúde Pública, por intermédio do Laboratório de Avaliação de Situações Endêmicas Regionais (Laser/ENSP), organizará o seminário Regionalização e Redes de Atenção à Saúde como desafios para efetivação do SUS. O evento, que terá participação de pesquisadores da Escola e convidados externos, abordará a regionalização e organização das Redes de Atenção a partir das características da regionalização e do processo de governança. A mesa de abertura está marcada para o dia 13 de novembro, às 13h30, no salão internacional da ENSP. O evento é aberto aos interessados; as inscrições podem ser feitas durante o seminário.

  3. ENSP promove duas Rodas de Conversa nesta quarta-feira (12/11)

    Nesta quarta-feira, 12 de novembro, a Escola Nacional de Saúde Pública, por meio do Fórum de Articulação com os Movimentos Sociais da ENSP e da Vice-Direção de Pós-Graduação, realizará duas rodas de conversa. As atividades debaterão os seguintes temas: A Fiocruz e os desafios de 2015 e O que pensamos sobre os Determinantes Sociais da Saúde, respectivamente. A dinâmica participativa do encontro possibilita o diálogo sobre questões estratégicas, buscando diferentes olhares e perspectivas sobre determinado tema. As rodas de conversa terão início às 14 horas, são abertas aos interessados e não necessitam de inscrição prévia. 

  4. Pesquisa analisa Unidades de Pronto Atendimento no Rio de Janeiro

    O estudo sobre as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) no estado do Rio de Janeiro (RJ) pautou a última sessão científica do Departamento de Administração e Planejamento em Saúde (Daps/Ensp), realizada no dia 5 de novembro. O trabalho, coordenado por Luciana Dias de Lima e conduzido por pesquisadores e alunos do grupo Estado, Proteção Social e Políticas de Saúde da ENSP, teve como objetivo analisar a formulação e implementação da política relacionada às UPA, no período de 2007 a 2013, além de avaliar a organização e funcionamento das unidades, levando em consideração sua relação com outros serviços da rede de atenção às urgências no estado. De acordo com o estudo, a inexistência de vagas em hospitais foi considerada, para 95% dos entrevistados, como o motivo principal para a permanência dos pacientes por mais de 24 horas nas Unidades.

  5. ENSP promove duas Rodas de Conversa nesta quarta-feira (12/11)

    Nesta quarta-feira, 12 de novembro, a Escola Nacional de Saúde Pública, por meio do Fórum de Articulação com os Movimentos Sociais da ENSP e da Vice-Direção de Pós-Graduação, realizará duas rodas de conversa. As atividades debaterão os seguintes temas: A Fiocruz e os desafios de 2015 e O que pensamos sobre os Determinantes Sociais da Saúde, respectivamente. A dinâmica participativa do encontro possibilita o diálogo sobre questões estratégicas, buscando diferentes olhares e perspectivas sobre determinado tema. As rodas de conversa terão início às 14 horas, são abertas aos interessados e não necessitam de inscrição prévia. 

  6. Seminário discute Regionalização e Redes de Atenção como desafios para efetivação do SUS

    Nos dias 13 e 14 de novembro, a Escola Nacional de Saúde Pública, por intermédio do Laboratório de Avaliação de Situações Endêmicas Regionais (Laser/ENSP), organizará o seminário Regionalização e Redes de Atenção à Saúde como desafios para efetivação do SUS. O evento, que terá participação de pesquisadores da Escola e convidados externos, abordará a regionalização e organização das Redes de Atenção a partir das características da regionalização e do processo de governança. A mesa de abertura está marcada para o dia 13 de novembro, às 13h30, no salão internacional da ENSP. O evento é aberto aos interessados; as inscrições podem ser feitas durante o seminário.

  7. Confira as sessões científicas desta quarta-feira

    O Departamento de Administração e Planejamento em Saúde e o Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana, Daps e Cesteh, respectivamente, promoverão sessão científica na quarta-feira, 5 de novembro. O Daps vai debater o a implantação das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) no Rio de Janeiro, a partir das 12h30, na sala 718. Já o Cesteh vai discutir o 2º Simpósio Brasileiro de Saúde e Ambiente (Sibsa) e sua relação com os movimentos sociais, na sala 32 do Cesteh, a partir das 12 horas. Ambas as palestras são abertas aos interessados e não necessitam de inscrição prévia. 

  8. ENSP inicia especialização voltada para profissionais da área de influência do Comperj

    Na segunda-feira (27/10), a Escola Nacional de Saúde Pública iniciará o curso de especialização em Gestão da Atenção Básica e Promoção do Desenvolvimento Social, criado a partir de uma demanda da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Itaboraí em decorrência do Plano de Monitoramento Epidemiológico que a ENSP realiza na área de influência do Comperj. A aula inaugural do curso será proferida pelo pesquisador do departamento de Endemias Samuel Pessoa da ENSP Paulo Sabroza, que apresentará os principais resultados do Plano de Monitoramento, e ocorrerá no auditório da sede da SMS de Itaboraí, às 10 horas.
     

  9. Grupo de Direitos Humanos em Saúde debate formação intersindical

    O Grupo Direitos Humanos e Saúde Helena Besserman da Escola Nacional de Saúde Pública (Dihs/ENSP) promoverá, no dia 31 de outubro, o Seminário de Formação Intersindical em Saúde, Trabalho e Direito - Seminário de Diplomação. A atividade debaterá o movimento de luta dos trabalhadores pela saúde. Marcado para às 9 horas, o evento é aberto ao público, não necessita de inscrição prévia e acontecerá no prédio da Expansão da Fiocruz. 

  10. 'Parto normal é a preferência de 85% das mulheres no mundo'

    "A cesarianas acarretam alto custo para os sistemas de saúde no mundo, e somente 15% das mulheres preferem esse tipo de parto". A constatação é do médico obstetra José Belizán, que participou da mesa Cesariana e intervenções obstétricas sobre a mulher e os recém-nascidos, realizada no último dia da Ecos da 9th International Research Conference - Normal é natural: da pesquisa à ação, dia 16 de outubro. "Podemos dizer claramente que as mulheres em todo o mundo preferem o parto vaginal. E preferem por quê? Principalmente por causa da rápida recuperação. A mulher é um membro muito importante para toda família e ter uma reabilitação imediata no pós-parto faz diferença", explicou o palestrante.