1. Uso de águas subterrâneas é destaque em sessão científica

    Usar água subterrânea é sempre mais barato do que qualquer outra fonte, porém ainda é visto como última opção, destacou o palestrante convidado da sessão científica do Programa de Pós-graduação em Saúde Pública e Meio Ambiente, Egmont Capucci, que é hidrogeólogo da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), com grande experiência em perfuração de poços tubulares profundos nos aqüíferos fluminenses. Segundo o especialista, o alto grau de poluição, em águas superficiais faz com que as subterrâneas ganhem importância cada vez maior. Confira, na Biblioteca Multimídia da ENSP, a apresentação de Egmont Capucci.

  2. Jornadinha amplia debate sobre o papel da ciência

    Aprender ciência, fazendo ciência foi o tema da palestra feita pela professora Vivian Rumjanek, do Centro de Ciências da Saúde da UFRJ, durante a Jornada de Iniciação Científica (Jornadinha) que a ENSP/Fiocruz, em parceria com o Icict/Fiocruz, realizou nos dias 4 e 5 de junho. Em sua apresentação, a professora mostrou o desconhecimento que a sociedade tem sobre o processo científico e destacou a importância de se desenvolver uma verdadeira cultura científica no país. Após a palestra, um animado debate mostrou que, além de aprender e fazer ciência, bolsistas e pesquisadores presentes, dentre eles os coordenadores de Pós-Graduação e de Pesquisa da ENSP Adauto Gonçalves Araújo e Margareth Portela também acham fundamental discutir ciência. A palestra e o debate estão disponíveis na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  3. Conferência enfoca sistema de saúde mental de Trieste

    A estrutura do sistema de saúde mental na cidade de Trieste, na Itália, foi o principal tema da conferência apresentada pela psicóloga do Departamento de Saúde Mental de Trieste, Giovanna Butti. A palestra, realizada durante o Seminário de Comemoração dos 25 anos de Saúde Mental e Atenção Psicossocial da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz), enfocou as experiências européias na área, o contexto em que se envolve o sistema e a formação em saúde mental, sua origem e algumas passagens importantes da prática italiana de desinstitucionalização. A conferência foi realizada na terça-feira (09/10).

  4. Seminário Claves: conferência aborda queda na mortalidade por causas externas e violência na AL

    A queda na taxa de mortalidades por causas externas que inclui acidentes, agressões, homicídios e suicídios , os impactos da violência na sociedade e as circunstâncias nas quais diferentes tipos de violência se inserem nos países Latino-Americanos foram os temas da primeira conferência do Seminário Internacional: Perspectivas de enfrentamento dos impactos da violência sobre a saúde pública, realizado pelo Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde Jorge Careli (Claves/ENSP/Fiocruz), na quarta-feira (28/11). A mesa da conferência foi composta pela pesquisadora do Claves/ENSP, Edinilsa Ramos de Souza; por Hugo Spinelli, da Universidad Nacional de Lanús Argentina; e Saúl Franco, da Universidad Nacional de Colômbia.

  5. Sessão aborda amostragem de população de difícil acesso

    Nesta sexta-feira (28/07), o Departamento de Endemias Samuel Pessoa da ENSP promove a sessão científica "Respondent-Driven Sampling (RDS) - Amostragem de populações de difícil acesso" como parte das atividades do Laboratório de Avaliação de Situações Endêmicas Regionais (Laser). A palestra, às 10h na sala 404 da ENSP, será apresentada por Carl Kendall, antropólogo e professor da Universidade de Tulane (EUA).

  6. Ciclo de debates aprofunda urbanização e desigualdades

    O Território como Espaço Produtor de Potencialidades foi o tema do III Ciclo de Debates: conversando sobre a Estratégia de Saúde da Família desta quarta-feira,dia16/05. No encontro, os palestrantes Jorge Luiz Barbosa, do Observatório de Favelas, e Christina Vital, coordenadora de pesquisa do Favela Tem Memória, se aprofundaram no processo acelerado e desigual de urbanização no Brasil, que resultou em desigualdades sociais e territoriais; na discriminação sofrida pelas favelas e seus moradores; e na necessidade de garantir e promover direitos para a população desses locais, na sessão coordenada pelo pesquisador do Departamento de Endemias Samuel Pessoa da ENSP (Densp/ENSP), Eduardo Stotz. O áudio e as apresentações podem ser acessados na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  7. Participação social é tema do Ciclo de Debates do Curso de Especialização em Saúde Pública

    Participação Social é o tema da próxima sessão do Ciclo de Debates do Curso de Especialização em Saúde Pública, realizado pelo Centro Colaborador em Vigilância Sanitária da ENSP (Cecovisa/Daps/ENSP) em parceria com o Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria da ENSP (CSEGSF/ENSP) e o Centro de Estudos do Trabalhador e Ecologia Humana da ENSP (Cesteh/ENSP). A mesa será coordenada pela pesquisadora do CSEGSF Rosa Maria da Rocha e terá como palestrantes o coordenador dos Projetos Sociais da Sociais da ENSP, José Leonídio Madureira; o pesquisador do Departamento de Ciências Sociais (DCS/ENSP) Willer Baumgarten Marcondes; e Ruth Maria Nascimento.

  8. Rio Pomba: mais de um bilhão de litros de água contaminada

    As atividades da Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente (Feema), a contaminação do Rio Pomba e a fusão dos órgãos de gestão ambiental no Rio de Janeiro foram os temas da última sessão de 2007 do Ciclo de Debates do curso de Especialização em Saúde Pública da ENSP. Axel Schmidt Grael, presidente da Feema, falou sobre as ações de planejamento e monitoramento ambiental da fundação, a nova estrutura do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e o acidente que levou ao derramamento de 1,3 bilhão de litros de água contaminada com produtos químicos, em março de 2003. Veja a apresentação de Axel Grael na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  9. Sessão acadêmica dos Cursos de Gestão e Atenção Hospitalar

    Os cursos de Especialização e de Atualização em Gestão Hospitalar da ENSP convidam para mais uma sessão acadêmica, com a aula "A gestão da clínica: a experência da SMS de Curitiba com o uso de diretrizes clínicas como ferramenta de programação e avaliação da qualidade da atenção", a ser proferida por Inês Kultchek Marty, coordenadora de Informações do Centro de Informações em Saúde da Secretaria Municipal de Curitiba, e pela professora Margareth Portela, coordenadora de Pesquisa da ENSP. A atividade será realizada no Centro de Estudos do Hospital da Lagoa, na terça-feira (16/05), das 17h às 20h30min. A aula é aberta a docentes, alunos da ENSP e demais interessados. Os cursos de Especialização e de Atualização em Gestão Hospitalar são coordenados pelos professores do DAPS, Pedro Barbosa e Sheyla Lemos.