1. Atividades encerram semana de combate à tuberculose

    Na semana de 20 a 24 de março de 2017, o Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP/Fiocruz) - instituição nacional de referência do SUS para a TB e outras pneumopatias - promove uma série de mobilizações a fim de marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A programação reúne palestras, apresentações e exposições culturais e artísticas. As ações também preveem  a iluminação do Castelo da Fiocruz com a cor vermelha, de 20 a 27 de março, e da estátua do Cristo Redentor, no dia 24, para marcar o dia de combate. Na sexta-feira, no auditório do CRPHF, haverá a divulgação do documento Unidos pelo fim da TB. Cada palavra conta: linguagem e uso sugeridos para comunicações em Tuberculose – Stop TB Partnership/Unops, e a palestra Saúde, linguagem e estigma, a ser proferida pelo pesquisador Caco Xavier. Confira a programação completa.

     
     

  2. Política de drogas e encarceramento pautam série Futuros do Brasil

    O desenvolvimento de uma política de drogas orientada pelo viés da assistência social e da saúde pública, bem como seus efeitos para o sistema prisional brasileiro serão tema do novo evento da série "Futuros do Brasil", realizado pelo Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz (CEE-Fiocruz) e o Centro de Estudos Giuliano de Oliveira Suassuna, do Departamento de Direitos Humanos, Saúde e Diversidade Cultural da ENSP (Dihs). O advogado e professor Salo de Carvalho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), proferirá a palestra intitulada Política de drogas e encarceramento no Brasil em 30/3/2017, às 10h, no salão internacional da ENSP (ENSP/Fiocruz). O evento também será transmitido ao vivo pelo blog do CEE-Fiocruz.

  3. Atividades encerram semana de combate à tuberculose

    Na semana de 20 a 24 de março de 2017, o Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP/Fiocruz) - instituição nacional de referência do SUS para a TB e outras pneumopatias - promove uma série de mobilizações a fim de marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A programação reúne palestras, apresentações e exposições culturais e artísticas. As ações também preveem  a iluminação do Castelo da Fiocruz com a cor vermelha, de 20 a 27 de março, e da estátua do Cristo Redentor, no dia 24, para marcar o dia de combate. Na sexta-feira, no auditório do CRPHF, haverá a divulgação do documento Unidos pelo fim da TB. Cada palavra conta: linguagem e uso sugeridos para comunicações em Tuberculose – Stop TB Partnership/Unops, e a palestra Saúde, linguagem e estigma, a ser proferida pelo pesquisador Caco Xavier. Confira a programação completa.

     
     

  4. Atividades encerram semana de combate à tuberculose

    Na semana de 20 a 24 de março de 2017, o Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP/Fiocruz) - instituição nacional de referência do SUS para a TB e outras pneumopatias - promove uma série de mobilizações a fim de marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A programação reúne palestras, apresentações e exposições culturais e artísticas. As ações também preveem  a iluminação do Castelo da Fiocruz com a cor vermelha, de 20 a 27 de março, e da estátua do Cristo Redentor, no dia 24, para marcar o dia de combate. Na sexta-feira, no auditório do CRPHF, haverá a divulgação do documento Unidos pelo fim da TB. Cada palavra conta: linguagem e uso sugeridos para comunicações em Tuberculose – Stop TB Partnership/Unops, e a palestra Saúde, linguagem e estigma, a ser proferida pelo pesquisador Caco Xavier. Confira a programação completa.

     
     

  5. Dia Nacional contra a Reforma da Previdência altera programação da aula inaugural da ENSP

    Em Assembleia Geral da Asfoc-SN, realizada na terça-feira (7/3), os trabalhadores da Fiocruz decidiram paralisar suas atividades por 24 horas no próximo dia 15 de março. Em consequencia do movimento, a aula inaugural da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, marcada para o mesmo dia, com Roberto Leher, reitor da UFRJ, será adiada. A nova data da aula inaugural da ENSP ainda não está definida.
     

  6. Dia Nacional contra a Reforma da Previdência altera programação da aula inaugural da ENSP

    Em Assembleia Geral da Asfoc-SN, realizada na terça-feira (7/3), os trabalhadores da Fiocruz decidiram paralisar suas atividades por 24 horas no próximo dia 15 de março. Em consequencia do movimento, a aula inaugural da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, marcada para o mesmo dia, com Roberto Leher, reitor da UFRJ, será adiada. A nova data da aula inaugural da ENSP ainda não está definida.
     

  7. Regionalização e conformação de Redes pautaram seminário na ENSP

    Ao final de 2016, o Departamento de Administração e Planejamento em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública (Daps/ENSP) organizou o seminário Desafios da Regionalização e Conformação de Redes de Atenção em Contexto de Desigualdades Territoriais. A atividade reuniu pesquisadores da ENSP e outras instituições de ensino e pesquisa que debateram, entre outros assuntos, desigualdade e fragmentação de políticas e sistemas de saúde, desigualdade e diversidade territorial, desafios de governança regional no SUS, além de desafios da integração na atenção básica. O primeiro dia do evento, 12 de dezembro, contou com a participação de Asa Cristina Laurell, umas das pesquisadoras mais representativas da corrente da medicina social latino-americana, que apresentou uma reflexão sobre as redes de atenção nos sistemas de saúde latino-americanos. 

  8. Seminário abordou os desafios da integração de políticas, serviços e práticas

    Ao dar continuidade ao Seminário Desafios da regionalização e conformação de redes de atenção em contexto de crise e de desigualdades territoriais, o segundo dia de debates aprofundou discussões acerca das políticas públicas voltadas ao Sistema Único de Saúde (SUS), assim como tratou dos desafios da integração regional de políticas, serviços e práticas. Um dos palestrantes do evento, o presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Gastão Wagner, expôs uma série de dificuldades do SUS e comentou que, em uma proposta de superação, todas essas questões devem ser enfrentadas. O encontro contou, ainda, com a apresentação de mais cinco pesquisadores. Todas as palestras estão disponíveis, na íntegra, no canal da ENSP, no youtube. Assista. 

  9. Seminário abordou os desafios da integração de políticas, serviços e práticas

    Ao dar continuidade ao Seminário Desafios da regionalização e conformação de redes de atenção em contexto de crise e de desigualdades territoriais, o segundo dia de debates aprofundou discussões acerca das políticas públicas voltadas ao Sistema Único de Saúde (SUS), assim como tratou dos desafios da integração regional de políticas, serviços e práticas. Um dos palestrantes do evento, o presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Gastão Wagner, expôs uma série de dificuldades do SUS e comentou que, em uma proposta de superação, todas essas questões devem ser enfrentadas. O encontro contou, ainda, com a apresentação de mais cinco pesquisadores. Todas as palestras estão disponíveis, na íntegra, no canal da ENSP, no youtube. Assista. 

  10. Regionalização e conformação de Redes pautaram seminário na ENSP

    Ao final de 2016, o Departamento de Administração e Planejamento em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública (Daps/ENSP) organizou o seminário Desafios da Regionalização e Conformação de Redes de Atenção em Contexto de Desigualdades Territoriais. A atividade reuniu pesquisadores da ENSP e outras instituições de ensino e pesquisa que debateram, entre outros assuntos, desigualdade e fragmentação de políticas e sistemas de saúde, desigualdade e diversidade territorial, desafios de governança regional no SUS, além de desafios da integração na atenção básica. O primeiro dia do evento, 12 de dezembro, contou com a participação de Asa Cristina Laurell, umas das pesquisadoras mais representativas da corrente da medicina social latino-americana, que apresentou uma reflexão sobre as redes de atenção nos sistemas de saúde latino-americanos.