1. 10º Ciclo de Debates começa em 4 de maio

    Não é todo dia que um curso completa uma década de existência de sucesso absoluto. E a Residência Multiprofissional em Saúde da Família da ENSP é um exemplo disto, chegando a esta marca, mesmo tempo do X Ciclo de Debates - Conversando sobre a Estratégia de Saúde da Família, atividade que marca o início do curso. De 4 a 8 de maio, a Escola Nacional de Saúde Pública promoverá o evento realizando cinco mesas de discussão com temas que envolvem as políticas e os princípios estratégicos que norteiam as ações de atenção básica no país. No fim da semana haverá a tradicional formatura da Residência (turma 2013). As palestras do Ciclo de Debates ocorrem sempre às 9 horas, no Auditório Maria Deane (Pavilhão 26 do IOC/Fiocruz), e são abertas a todos os interessados.

  2. Sessão aborda novo padrão de restrição enzimático em espécie de micobactéria

    O Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP), que completou 30 anos no final de 2014, está realizando mais uma de suas sessões científica acerca do tema tuberculose. O pesquisador da unidade e doutor em Micobacteriologia Jesus Paim Ramos dissertará sobre Descrição de um novo padrão de restrição enzimático do produto da PCR do gene hsp65 de Mycobacterium intracellulare. A atividade, marcada para o dia 27 de abril, às 14 horas, no auditório do CRPHF é aberta a todos os interessados e não necessita de inscrição prévia.

  3. 10º Ciclo de Debates começa em 4 de maio

    Não é todo dia que um curso completa uma década de existência de sucesso absoluto. E a Residência Multiprofissional em Saúde da Família da ENSP é um exemplo disto, chegando a esta marca, mesmo tempo do X Ciclo de Debates - Conversando sobre a Estratégia de Saúde da Família, atividade que marca o início do curso. De 4 a 8 de maio, a Escola Nacional de Saúde Pública promoverá o evento realizando cinco mesas de discussão com temas que envolvem as políticas e os princípios estratégicos que norteiam as ações de atenção básica no país. No fim da semana haverá a tradicional formatura da Residência (turma 2013). As palestras do Ciclo de Debates ocorrem sempre às 9 horas, no Auditório Maria Deane (Pavilhão 26 do IOC/Fiocruz), e são abertas a todos os interessados.

  4. Cesteh relembra três décadas da área de saúde do trabalhador

    Definida como um conjunto de medidas de prevenção, assistência e vigilância dos agravos à saúde relacionados ao trabalho, as ações da área de Saúde do Trabalhador visam, principalmente, reduzir as doenças ocupacionais, os acidentes, além de proporcionar melhor qualidade de vida aos profissionais. Há 30 anos, o Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da Escola Nacional de Saúde Pública (Cesteh/ENSP) vem atuando nas mais diversas frentes relacionadas a área, que vão desde a formação de recursos humanos no âmbito do SUS até o desenvolvimento de estudos e pesquisas sobre a relação trabalho, saúde e ambiente, bem como a proposição e avaliação de políticas públicas. Para celebrar a data o Cesteh, que possui uma história que muitas vezes se confunde com a trajetória da Saúde do Trabalhador no país, promoveu a sessão científica Panorama atual da Saúde do Trabalhador no Brasil, que contou a apresentação do especialista em medicina do trabalho, René Mendes.

  5. Pesquisador da Suíça fala sobre Avaliação de Impacto à Saúde

    Na terça-feira, dia 14 de abril, o salão internacional da ENSP recebeu o professor Mirko Winkler, do Instituto de Medicina Tropical e Saúde Pública da Suíça, para a palestra Avaliação de Impacto à Saúde em grandes empreendimentos em países tropicais. Esse modelo de avaliação, conhecido pela sigla AIS, consite numa metodologia para calcular impactos, positivos e negativos, que empreendimentos e políticas de desenvolvimento, como hidrelétricas, projetos de agronegócio e mineração, entre outros, possam trazer para a saúde da população. Winkler, que está no Brasil por meio do programa Ciências Sem Fronteiras e colaborará com os programas de pós-graduação da ENSP nos próximos 24 meses, trouxe na bagagem uma larga experiência sobre o tema, adquirida em países da África, da Ásia e da América do Sul.

  6. Sessão científica debate panorama da saúde do trabalhador no Brasil

    Panorama atual da saúde do trabalhador no Brasil será o tema da próxima sessão científica do Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), no dia 15 de abril. A atividade contará com a participação do professor especialista em medicina do trabalho René Mendes, é aberta a todos os interessados e não necessita de inscrição prévia. O encontro está marcado para as 9 horas, na sala 32 do prédio do Cesteh.

  7. Parceria estimula formação continuada de Agentes Comunitários de Saúde

    A última sessão científica promovida pelo Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF/ENSP) apresentou o projeto Produção de recursos educacionais e a utilização das redes sociais para a formação continuada dos Agentes Comunitários de Saúde, desenvolvido pelos pesquisadores do Laboratório de Comunicação Celular do Instituto Oswaldo Cruz (IOC), Renato Matos Lopes, Antônio Augusto Fidalgo Neto e Luis Anastácio Alves. A iniciativa estimula a discussão de temas e assuntos relevantes voltados à prática dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), com base em metodologias ativas de ensino que incluem a problematização e o uso da aprendizagem baseada em problemas. Unidade Básica de Saúde na Fiocruz, o Centro de Saúde Escola conta, entre seus profissionais, com o trabalho dos Agentes Comunitários que atuam principalmente na Estratégia de Saúde da Família (ESF). Assim, a parceira pretende contribuir para o aprimoramento da formação continuada desse agentes.

  8. Especialista fala sobre impacto na saúde em grandes empreendimentos

    A Avaliação de Impacto à Saúde (AIS) é uma metodologia que engloba a identificação, predição e avaliação das esperadas mudanças nos riscos na saúde (podendo ser tanto negativas como positivas, individual ou coletivas), causadas por uma política, um programa, um plano ou projetos de desenvolvimento em uma população definida. A AIS tem sido recomendada como uma ferramenta para estimar como as políticas, programas, projetos e demais empreendimentos possam ter impacto sobre a saúde pública e sobre as desigualdades na saúde. Através de uma parceria entre os programas de Pós-Graduação Stricto Sensu de Saúde Pública e Saúde Pública e Meio Ambiente, a Escola vai receber, na terça-feira, 14 de abril, o professor Mirko Winkler, do Instituto de Medicina Tropical e Saúde Pública da Suíça para a palestra Avaliação de Impacto à Saúde em grandes empreendimentos em países tropicais. A atividade, em português, está marcada para 14 horas, no salão internacional, e é aberta a todos os interessados.

  9. Sessão científica debate panorama da saúde do trabalhador no Brasil

    Panorama atual da saúde do trabalhador no Brasil será o tema da próxima sessão científica do Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), no dia 15 de abril. A atividade contará com a participação do professor especialista em medicina do trabalho René Mendes, é aberta a todos os interessados e não necessita de inscrição prévia. O encontro está marcado para as 9 horas, na sala 32 do prédio do Cesteh.

  10. Pesquisador equatoriano aborda relação entre ciência e luta

    "Utopia e consciência, no campo e na cidade, a saúde se conquista com luta e liberdade". Foram com essas palavras que os alunos do mestrado profissional Trabalho, Saúde, Ambiente e Movimentos Sociais encerram a mística - uma pedagogia dos gestos com símbolos, por meio da expressão cultural, como parte da educação do campo -, que deu início a palestra do médico equatoriano, mestre em Medicina Social, Jaime Breilh, que esteve na ENSP em 26 de março. A relação entre ciência e luta foi um dos temas abordados por Breilh, que ressaltou a importância de uma ciência crítica para a construção de práticas emancipadoras. Segundo o epidemiologista, para tenhamos uma sociedade verdadeiramente saudável, é necessário uma profunda reforma no sistema de saúde, além de transformações na agricultura e no modelo de produção vigente.