1. Palestras discutem conceitos do trabalho na infância

    Infância, trabalho e saúde: estas três palavras formaram o eixo das questões levantadas pelo seminário O Direito à Saúde no Trabalho a partir da concepção de infância, realizado no salão internacional da ENSP, no último dia 25 de agosto. A palestra foi ministrada por Valdinei Santos de Aguiar Júnior, aluno do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da Escola e orientando do pesquisador Luiz Carlos Fadel de Vasconcellos, do Grupo Direitos Humanos e Saúde, o Dihs. Participaram da mesa os professores Paulo Pena, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), e Carmen Maria Raymundo, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

  2. A gestão política no Rio de Janeiro em debate na ENSP

    O Departamento de Administração e Planejamento em Saúde (Daps/ENSP) promoverá, no dia 3 de setembro, mais uma sessão científica. A atividade debaterá a Gestão Política no Estado do Rio de Janeiro, com a participação da pesquisadora aposentada do departamento Silvia Gerschman. A sessão é aberta aos interessados e será realizada na sala 718 do prédio da ENSP, das 12h30 às 14 horas.

  3. Solenidade encerra o curso de Projetos Sociocomunitários

    No dia 11 de setembro, ocorrerá o encerramento da terceira turma do curso de Elaboração e Gestão de Projetos Sociocomunitários, promovido pelo Programa de Desenvolvimento em Gestão Social (PDGS/Dirad), em parceria com a Cooperação Social da Fiocruz e a Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz). A atividade está marcada para as 9 horas, no salão internacional da ENSP.

  4. Seminário destaca a vigilância em saúde do trabalhador

    Nessa quarta-feira (27/8), a partir das 10 horas, ocorrerá o seminário Olhares sobre a Vigilância em Saúde do Trabalhador (Visat), que contará com a participação de pesquisadores de referência do campo. Organizado pelas coordenadoras do curso de Mestrado Profissional em Vigilância em Saúde do Trabalhador da ENSP, Ana Braga e Jussara Brito, o evento será composto por duas mesas-redondas com os temas: Subsídios para a Visat na produção rural e A interdisciplinaridade nas ações de Visat, além de um debate sobre Qualificação da Informação sobre acidentes e agravos

  5. Profissionais de saúde participarão de oficina sobre hanseníase

    Na quinta-feira, dia 28 de agosto, profissionais de nível superior da área de saúde e profissionais do Território Integrado de Atenção à Saúde (Teias) - Escola Manguinhos realizam uma oficina de Hanseníase, no auditório do Museu da Vida, na Fundação Oswaldo Cruz. A atividade ocorrerá das 13h30 às 17h e terá palestras a respeito dos sinais e sintomas da doença, além de apresentar um panorama desse agravo no Brasil e no Estado do Rio de Janeiro. Confira a programação abaixo.

  6. Sessões científicas norteiam debates na ENSP em 25/8

    Na segunda-feira, 25 de agosto, serão relizadas duas sessões científicas na ENSP: 'A construção do direito à saúde no trabalho a partir da concepção de infância' e 'Medicina Baseada em Evidências: relacionamento centrado em cuidados e serviços de saúde científicamente informados'. A primeira atividade pretende refletir sobre a relação trabalho, saúde e infância na atualidade, além de  debater o campo das ações realizadas e as políticas para a área. A palestra será proferida por Valdinei Santos de Aguiar Júnior, aluno da ENSP no Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da Escola. A segunda sessão, por sua vez, contará com a com a exposição do professor da Faculdade de Medicina e Cirurgia da Universidade de Columbia e fundador e diretor do Departamento de Saúde Baseada em Evidências da Academia de Medicina de Nova Iorque, Peter C. Wyer. Ambas ativividades são abertas ao público e não necessitam de inscrição prévia. 

  7. Saúde no trabalho na concepção de infância em debate

    O Brasil é signatário de importantes tratados de proteção à infância e sobre o trabalho infantil. Apesar disso, essa ainda é uma prática corrente no Brasil e no mundo. Nos casos em que ele é combatido existem leis compensatórias, como escola em tempo integral, manutenção destas crianças e adolescentes na escola, políticas de geração de renda familiar, entre outras, porém estas não são insuficientes para dar conta do problema. Para refletir sobre a relação trabalho, saúde e infância na atualidade será realizada a palestra A construção do direito à saúde no trabalho a partir da concepção de infância. O encontro - marcado para o dia 25/8, às 13h30, no salão internacional da ENSP -, visa, ainda, demarcar a construção do direito à saúde no trabalho, a partir da proteção da infância no alvorecer da Revolução Industrial.

  8. Sessão debate medicina baseada em evidências

    No dia 25 de agosto será realizada, na ENSP, a sessão científica 'Medicina Baseada em Evidências: relacionamento centrado em cuidados e serviços de saúde científicamente informados'. A atividade contará com exposição do professor da Faculdade de Medicina e Cirurgia da Universidade de Columbia e fundador e diretor do Departamento de Saúde Baseada em Evidências da Academia de Medicina de Nova Yorque, Peter C Wyer. Sob a coordenação das pesquisadoras do Laboratório de Epidemiologia Clínica do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz) Sonia Lambert e Suzana Silva, o evento está marcado para 13h30, na sala 410 do prédio da ENSP, é aberto aos interessados, não necessitando de inscrição prévia. 

  9. ENSP debate o contexto internacional do tabaco

    Apresentar um panorama mundial sobre os desafios e perspectivas para o controle do tabaco no Brasil e no mundo foi o objetivo do seminário internacional realizado pelo Centro de Estudos sobre Tabaco e Saúde da ENSP/Fiocruz. A atividade contou com a participação de quatro lideranças mundiais no assunto: Roberto Iglesias, Stella Bialous, Tânia Cavalcante e Vera Luiza da Costa e Silva, cujas palestras abordaram a política de preços e impostos dos produtos derivados dessa substância, as estratégias inovadoras da indústria, as perspectivas da Política Nacional de Controle do Tabaco, além dos desafios para o controle do fumo no mundo, respectivamente. O evento, que encerrou as atividades do curso de atualização em Políticas de Controle do Tabagismo, no dia 15/8, teve como mediadora a coordenadora do Cetab/ENSP, Valeska Figueiredo.

  10. Hélio Fraga debate micobactérias não tuberculosas

    Segundo a pesquisadora do Centro de Referência Professor Hélio Fraga, Telma Goldenberg, as espécies mais prevalentes de micobactérias no Rio de Janeiro são as Mycobacterium Kansasii, que apresentam um crescimento progressivo a cada ano. Atualmente, cerca de 160 espécies integram este grupo, entre as quais estão as causadoras da hanseníase e da tuberculose (TB). O assunto foi tema de um debate, no dia 7/8, no auditório da instituição, no qual discutiu-se o papel das micobactérias não tuberculosas (MNTs) como agente causador de doenças no pulmão, pele, osso e gânglios. "Estamos falando de patógenos oportunistas, isto é, que se favorecem de condições imunodepressoras ou alterações estruturais pulmonares (DPOC, bronquiectasias e sequela de tuberculose)".