1. Opas/OMS disponibiliza publicações sobre saúde ambiental e substâncias químicas em português

    Duas publicações recentes da OMS sobre substâncias químicas e saúde ambiental já estão disponíveis em português. Ambas foram traduzidas pela Opas. A primeira, intitulada Não polua o meu futuro! O impacto do ambiente na saúde das crianças, aponta que, a cada ano, 361 mil meninas e meninos com menos de cinco anos perdem a vida por diarreia, como resultado da falta de acesso à água potável, saneamento e higiene. A publicação também mostra que, anualmente, 570 mil crianças na mesma faixa etária vão a óbito por infecções respiratórias, como pneumonia, que é uma doença atribuível à poluição do ar interno e externo e ao fumo passivo. 

  2. Vai viajar nas férias? Lembre-se de manter a vacinação em dia

    O Zé Gotinha está preocupado com a viagem dos brasileiros nessas férias. Por isso, faz um alerta: manter a caderneta de vacinação atualizada é fundamental para ter uma viagem saudável e tranquila. Pelo menos 10 dias antes da viagem, o turista deve atualizar a vacinação de acordo com as orientações do Calendário Nacional de Vacinação. Uma atenção especial deve ser dada para o sarampo, hepatites A e B, e a febre amarela. Orientações sobre a preparação, durante e pós-viagem, estão disponíveis no Portal do Viajante. 

  3. Comitê de Ética da ENSP debate vivências em ética em pesquisa

    O Comitê de Ética em Pesquisa da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (Cep/ENSP/Fiocruz) realizou o evento Vivências em ética em pesquisa: interlocução entre pesquisadores e o CEP. O objetivo da atividade foi a aproximação entre os pesquisadores e o Comitê de Ética. O evento debateu sobre o conhecimento científico e a valorização da população indígena, além das responsabilidades na condução de pesquisas no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Confira no Canal da ENSP, no Youtube, as apresentações.

  4. Mais Médicos prorroga inscrições para profissionais formados no exterior

    O Ministério da Saúde prorrogou as inscrições de brasileiros e estrangeiros formados no exterior (sem registro no Brasil) para participação no programa Mais Médicos. Os candidatos terão até domingo, dia 16 de dezembro, para enviar documentação à pasta federal e, assim, estarem aptos para validação da inscrição no Programa. A medida foi tomada devido a picos de instabilidade do site do programa causada pelo grande número de acessos, o que pode ter ocasionado dificuldades no momento da inscrição.

  5. Caso Marielle completa nove meses e ENSP segue cobrando solução de assassinatos

    Nesta sexta-feira, 14 de dezembro, completam nove meses que a vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes foram brutalmente assassinados. E seria, também, véspera de mais outro abominável homicídio, o do deputado federal eleito pelo PSOL, Marcelo Freixo. A Polícia Civil desarticulou um grupo de milicianos que planejava atacar o deputado na manhã desse sábado, quando ele participaria de uma reunião com militantes do partido no bairro de Campo Grande, zona oeste do Rio de Janeiro.

  6. MS lança Atlas com ações que podem reduzir morte por câncer ligado ao trabalho

    Evitar o contato com poeiras orgânicas, agrotóxicos, metais, solventes, produtos petroquímicos, radiação podem reduzir em até 37% os casos de alguns cânceres relacionados ao trabalho no país. Para subsidiar ações de prevenção à exposição ocupacional, o Ministério da Saúde lançou o Atlas do Câncer Relacionado ao Trabalho. A publicação, que é inédita, estima a doença ou evento relacionado à saúde que seria prevenido caso o fator de risco fosse eliminado.

  7. Sistema agroalimentar: produtor de doença, iniquidade social e injustiça ambiental

    O atual sistema agroalimentar é produtor de doença, iniquidade social e injustiça ambiental. As evidências disso se acumulam: da contaminação de alimentos e intoxicação de trabalhadores rurais por agrotóxicos, passando pela poluição do ar, dos rios e dos solos pelos resíduos de um sistema dependente dos combustíveis fósseis, chegando aos problemas gerados pelos hábitos alimentares nada saudáveis fomentados pela indústria alimentícia. 

  8. Dia Mundial de Luta contra Aids: óbitos diminuem e desafio da prevenção persiste

    Mundialmente, em 1º de dezembro, celebra-se o Dia de Luta Contra a Aids. No Brasil, chegamos a três décadas de luta contra a Aids e o HIV, com mais de um milhão de pessoas vivendo com HIV/Aids registradas. Nos últimos dez anos, os óbitos, por causa básica associada à Aids, têm se mantido em patamares muito altos. A cada ano, registra-se em média 40 mil novos casos de Aids. Os números absolutos são alarmantes e inadmissíveis para um país que já foi considerado referência mundial no controle do HIV/Aids. 

  9. Dia Mundial de Luta contra a Aids: Castelo da Fiocruz será iluminado de vermelho

    Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1981, o Castelo Mourisco da Fiocruz vem emprestando, ao longo dos anos, sua fachada centenária para expressar o posicionamento da instituição em temas relevantes para o Brasil e a saúde pública. De hoje (30/11) até o próximo domingo (2/12), será a vez de marcar o Dia Mundial de Luta contra a Aids, no dia 1º de dezembro. A data será celebrada com a tradicional iluminação do Castelo, na cor vermelha, símbolo da campanha.