1. Associação dos Expostos ao Amianto celebra decisão do STF em evento na ENSP

    O núcleo do Rio de janeiro da Associação Brasileira dos Expostos ao Amianto se reuniu na Escola Nacional de saúde Pública (ENSP/Fiocruz), na terça-feira (19/12), para celebrar a decisão do Supremo Tribunal Federal de banir o amianto em território nacional e promover um balanço das ações realizadas em 2017. Presente no encontro, a auditora fiscal do Trabalho e fundadora da Abrea, Fernanda Giannasi, afirmou que a decisão do Supremo é uma vitória dos trabalhadores, enquanto o diretor da ENSP, Hermano Castro, alertou a todos para a necessidade de criação de um sistema eficaz de vigilância, em razão de o câncer provocado pela exposição à fibra poder se manifestar décadas depois do contato.

  2. Paulo Amarante lança livro de memórias

    No dia 21 de dezembro, o pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) Paulo Amarante lançará o livro Lugares da Memória: causos, contos e crônicas sobre loucos e loucuras (Zagodoni Editora), que retrata a história da Reforma Psiquiátrica na visão de um dos seus mais importantes militantes e traz um misto de recordações, estórias e histórias, fantasias e desejos do pesquisador. A cerimônia será no Carioca Zen, na Rua Humaitá, 154 - Humaitá, das 16h às 20 horas.

  3. Seminário visa fortalecer fiscalização de produtos fumígenos

    Aprimorar e fortalecer as ações de controle e fiscalização dos produtos fumígenos, derivados ou não do tabaco. É este o objetivo do seminário nacional sobre o tema que a Anvisa está promovendo nos dias 28 e 29 de novembro. Além do aprimoramento, o seminário servirá para definir formas de monitoramento e avaliação e propor formas de parceria e troca de informações entre as Vigilâncias de estados e municípios e a Anvisa. O evento, que conta com representantes da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas/OMS), da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz e de diversas áreas da Anvisa, aborda marcos regulatórios aplicáveis à área de controle do tabaco, além de citar as condições de embalagens dos fumígenos e as advertências sanitárias, que consistem nas imagens e frases de advertências.

  4. Seminário visa fortalecer fiscalização de produtos fumígenos

    Aprimorar e fortalecer as ações de controle e fiscalização dos produtos fumígenos, derivados ou não do tabaco. É este o objetivo do seminário nacional sobre o tema que a Anvisa está promovendo nos dias 28 e 29 de novembro. Além do aprimoramento, o seminário servirá para definir formas de monitoramento e avaliação e propor formas de parceria e troca de informações entre as Vigilâncias de estados e municípios e a Anvisa. O evento, que conta com representantes da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas/OMS), da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz e de diversas áreas da Anvisa, aborda marcos regulatórios aplicáveis à área de controle do tabaco, além de citar as condições de embalagens dos fumígenos e as advertências sanitárias, que consistem nas imagens e frases de advertências.

  5. Relatório da OMS indica necessidade urgente de maior compromisso político para acabar com a tuberculose

    Os esforços globais para combater a tuberculose pouparam cerca de 53 milhões de vidas desde 2000 e reduziram a taxa de mortalidade pela doença em 37%, de acordo com o Global TB Report 2017, divulgado na segunda-feira (30/11) pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Apesar dessas conquistas, o último cenário é sombrio. A tuberculose continuou a ser a principal assassina infecciosa em 2016. Também é a principal causa de mortes relacionadas à resistência antimicrobiana e entre pessoas com HIV. O progresso na maioria dos países está paralisado e não é rápido o suficiente para atingir as metas globais ou preencher as lacunas persistentes nos cuidados e prevenção da doença. 

  6. A Política Nacional de Saúde Mental e Outras Drogas

    A audiência pública para discutir os desafios e limites da Política Nacional de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas, realizada nesta terça-feira (24/10), na Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados, foi acompanhada de perto pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) e pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), representada pelo presidente de honra da Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme) e vice-presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Paulo Amarante. Criada pela Lei nº 10.216/2001, a política é um marco na proteção e na defesa dos direitos humanos, ao consolidar modelo humanizado de atenção à saúde mental, priorizando reabilitação psicossocial e a reinserção social das pessoas em sofrimento psíquico ou dependência química.
     

  7. Enceramento Epi2017: solidariedade e trabalho coletivo como linha de base

    Produzir uma epidemiologia com rigor metodológico e com qualidade na intervenção social, promovendo conhecimento que embase políticas transformadoras para a sociedade brasileira, sem perder, por isso, a dimensão solidária, humilde e da confiança da comunidade científica do campo e da Saúde Coletiva. Essas ideias atravessaram a cerimônia de encerramento do X Congresso Brasileiro de Epidemiologia, realizada na noite de 11 de outubro, na Plenária Antonieta de Barros, no CentroSul, Florianópolis. A mesa de encerramento foi composta por Antonio Boing, presidente do Congresso; Maria Amélia Veras, coordenadora da Comissão de Epidemiologia da Abrasco, e Leonor Pacheco, da direção da Abrasco, representando o presidente Gastão Wagner. A condução do cerimonial ficou por cargo de Thiago Barreto, secretário-executivo interino da Associação.

  8. Controle do tabaco é tema de mesa-redonda no X Congresso Brasileiro de Epidemiologia

    "O Brasil estabeleceu uma política fantástica no embargo a aditivos de tabaco. Agora é inovar para diminuir a prevalência". A fala do pesquisador estadunidense Jeffrey Drope abriu a mesa-redonda Controle do tabaco: novos desafios para o século 21, presente na programação do X Congresso Brasileiro de Epidemiologia, promovido pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco). A discussão seguiu por três temáticas: política econômica e o controle do tabaco no mundo e no Brasil; cigarros eletrônicos e novos dispositivos: uma ameaça ou uma oportunidade para o controle do tabagismo?; e propaganda indireta de tabaco e imagens em programas de TV aberta, visando o controle do tabaco no contexto mundial e brasileiro como problema de Saúde Pública. A mediadora do debate foi Ana Luiza de Lima Curi Hallal, professora do Departamento de Saúde Pública da UFSC (SPB/UFSC).
     

  9. Abrascão 2018: seminários regionais vão construir documento de debate

    Faltam nove meses para o 12º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, que acontecerá de 24 a 29 de julho de 2018, no campus da Fiocruz, em Manguinhos, no Rio de Janeiro. Como este será um congresso processo, o Abrascão 2018 já começou e uma série de seminários, cursos e atividades regionais serão realizados em universidades, unidades de serviços e pesquisa para para fomentar o debate e a construção de um projeto comum em defesa da sociedade. "Para isto, entre outras coisas, realizaremos 11 seminários regionais pelo país entre outubro desse ano e abril de 2018. Cada seminário terá uma mesa de debate pela manhã e à tarde uma oficina, em que se construirá um texto curto, de 5 páginas ou pouco mais, com um breve diagnóstico (compreensão do desafio) e sugestão de estratégias para enfrentar os problemas do tema em questão. O objetivo é levarmos para o Abrascão um Caderno sobre SUS, direitos e democracia", explica Gastão Wagner, presidente da Abrasco. O site do 12º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva entrará no ar no dia 5 de outubro.

  10. Ato em defesa dos direitos dos Pós-Graduandos acontece nesta sexta-feira (29/9) na Fiocruz

    Nesta sexta-feira, 29 de setembro, será realizado na Fiocruz o 2º Ato em defesa dos direitos dos Pós-Graduandos, pela garantia dos recursos para Ciência e Tecnologia. O Ato, organizado pela Associação de Pós-Graduandos da Fiocruz (APG Fiocruz - RJ), marcado para às 13 horas, na Tenda da Ciência Virginia Schall, é aberto a toda a comunidade científica e contará com a presença do presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Mário Borges. Acesse a página do evento no Facebook e participe.