1. 'Saúde é Meu Lugar': evento apresentará mostra de vivências nos territórios

    Um grande público, um palco simples e o trabalho na saúde em destaque: assim vai ser a mostra de vivências nos territórios Saúde É Meu Lugar - Narrativas 2018, marcada para o dia 26 de novembro, na Tenda da CiênciaA mostra marca o encerramento do primeiro ciclo do projeto Saúde É Meu Lugar, que nos últimos dois anos promoveu 30 mostras presenciais envolvendo mais de 4 mil pessoas em todo o país, além de manter uma mostra online que conta atualmente com cerca de 1,5 mil experiências inscritas.

  2. Febre amarela: risco se aproxima e Ministério alerta para a vacinação

    A população que mora em áreas recomendadas para a vacina da febre amarela deve buscar a vacinação antes do início do verão, período de maior risco de transmissão da doença. O alerta do Ministério da Saúde se dá porque áreas recém-afetadas e com grande contingente populacional, como as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Minas Gerias e São Paulo, ainda possuem um quantitativo elevado de pessoas não vacinadas, ou seja, que estão sob risco de adoecer. A doença tem alta letalidade, em torno de 40%, o que torna a situação mais grave.

  3. Ministério da Saúde atualiza casos de sarampo

    O Ministério da Saúde atualizou, na quarta-feira (31/10), as informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde sobre a situação do sarampo no país. Até o dia 29 de outubro, foram confirmados 2.564 casos. Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo: no Amazonas são 2.126 casos confirmados e 7.611 em investigação, e em Roraima, são 345 casos confirmados e 50 em investigação.

  4. Países de todo o mundo assinam Declaração de Astana, que traça caminho para alcançar cobertura universal de saúde

    Países de todo o mundo assinaram na quinta-feira, 25 de outubro de 2018, a Declaração de Astana, prometendo fortalecer seus sistemas de atenção primária de saúde como um passo essencial para alcançar a cobertura universal de saúde. O documento reafirma a histórica Declaração de Alma-Ata de 1978 - primeira vez que líderes mundiais se comprometeram com o tema.

  5. Militância pelo banimento do amianto premia Fernanda Giannasi

    Fernanda Giannasi vai receber o prêmio Ramazzini 2018 por sua relevante contribuição e constante empenho pelo banimento do amianto no Brasil, e pelo pagamento de indenizações a famílias de trabalhadores que desenvolveram doenças em decorrência da exposição ao amianto. A premiação acontecerá no dia 3 de novembro, no âmbito da Giornate Ramazziniane 2018, que será realizada na Itália.

  6. ENSP lança Observatório para monitorar tendências da medicina

    Em 18 de outubro, data em que se celebra o Dia do Médico, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) lançará o Observatório da Medicina, uma plataforma digital conduzida por professores, pesquisadores e pós-graduandos em saúde sobre as questões que norteiam a profissão, sobretudo a respeito da prática médica, suas transformações e impactos sociais, culturais, tecnológicos, econômicos, laborais e no sistema de saúde do país. 
     

  7. Mais da metade dos jovens acompanhados no SUS têm alimentação inadequada

    Os adolescentes acompanhados pelos serviços de atenção básica, do SUS, estão se alimentando mal. Dados do SISVAN, apontaram que, em 2017, 55% deles consumiram produtos industrializados regularmente, como macarrão instantâneo, salgadinho de pacote ou biscoito salgado. Além disso, 42% desses jovens ingeriram hambúrguer e/ou embutidos; e 43% biscoitos recheados, doces ou guloseimas.