1. Revista elaborada em parceria com a Fiocruz destaca desafios da saúde nos países em desenvolvimento

    A Agenda 2030 das Nações Unidas inclui 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que devem ser alcançados por todos os países do mundo até 2030. O ODS número 3 busca assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos. De fato, esse objetivo reconhece a interdependência entre desenvolvimento e saúde e inclui metas como acabar com a epidemia de AIDS, tuberculose, malária e doenças tropicais negligenciadas, assim como combater hepatite, doenças transmitidas pela água e outras doenças transmissíveis. O ODS número 3 também prevê alcançar a cobertura universal de saúde, incluindo proteção financeira de risco, o acesso aos serviços de saúde essenciais de qualidade e acesso seguro, eficaz, de qualidade e a preços acessíveis a medicamentos essenciais e a vacinas para todos.

  2. Audiência pública debaterá situação do PAC Manguinhos, Alemão e Jacarezinho

    No dia 31 de agosto, acontecerá a Audiência Pública PAC Manguinhos, Alemão e Jacarezinho: questões habitacionais não resolvidas... Qual a solução?, às 14h, no auditório da Fesudeperj. Essa audiência, convocada pelo Núcleo de Terras e Habitação da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (Nuth), foi articulada pelos movimentos sociais das favelas de Manguinhos, Alemão e Jacarezinho, com base em suas ações com o Nuth. Os integrantes do Laboratório Territorial de Manguinhos (LTM), mediante os projetos da Unisuam e da Uerj, colaboram com os moradores das referidas favelas, em conjunto com a Defensoria Pública para resolver os problemas deixados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

  3. Entidades realizam reunião de articulação ampla em defesa do SUS

    Nesta terça-feira, 23/8, as entidades e movimentos em Defesa do SUS promovem uma reunião de articulação ampla para a construção de uma agenda de lutas. Na chamada para o evento, os organizadores destacam que "a necessidade da luta organizada em defesa dos direitos conquistados da classe trabalhadora no Brasil e contra o recuo civilizatório pretendido pelas forças do capital, que já estava posta desde há muito, torna-se agora vital, e continuará sendo no próximo ciclo de lutas que se inaugura, a despeito do desfecho da crise institucional que nos toma a atenção e a energia". A iniciativa convoca os movimentos e entidades a ocuparem as ruas e os espaços públicos construindo uma unidade de ação. A reunião está marcada para as 18h, na sede do Sindipetro-RJ, localizado na Avenida Passos, nº34, Centro.

  4. Em defesa do SUS, 54 entidades assinam carta a Temer, Maia e Renan

    A defesa pelo financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS) ganhou força na terça-feira (9/8) durante audiência pública na Ordem dos Advogados do Brasil. Uma carta assinada por 54 instituições e entidades de representatividade nacional pede a autoridades a priorização orçamentária federal para a saúde pública. De acordo com o documento, que será encaminhado ao presidente interino Michel Temer e aos presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e do Senado, Renan Calheiros, o objetivo do pedido de prioridade é garantir o preceito constitucional da universalidade, gratuidade e integralidade das ações e serviços de saúde, por meio do SUS.

  5. Fiocruz promove seminário sobre chikungunya no Rio

    A Fiocruz promoverá, na terça-feira (16/8), um encontro sobre experiências clínicas em casos de chikungunya em adultos e crianças, voltado para profissionais de saúde. O seminário acontecerá das 9h às 17h, no auditório do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), no campus de Manguinhos, no Rio de Janeiro. A doença tem ganhado evidência no meio científico e na mídia devido ao súbito aumento do número de casos e de mortes relacionadas no Brasil, além da confirmação da transmissão vertical para bebês, que pode levar a sequelas neurológicas e até à morte. O evento é gratuito e aberto ao público. 

  6. ENSP realizará mostra em seu 62º aniversário

    Em setembro, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca completará 62 anos. A programação da semana do aniversário terá diversas atividades. Uma delas será a mostra Experiências do Saber e do Cuidar, que é voltada para a comunidade ENSP e pretende compartilhar, em formatos mais coloquiais e artísticos, o trabalho e a produção realizados na Escola por seus colaboradores. Portanto, pesquisas e estudos desenvolvidos por professores, pesquisadores e alunos, assim como o trabalho diário executado na ENSP por demais funcionários, poderão ser compartidos com a Escola. 
     

  7. Brasil é referência mundial em amamentação

    A mortalidade de crianças menores de cinco anos no Brasil caiu 80%, passando de 66 para 12,9 para cada mil nascidos vivos entre 1990 e 2014. Um dos responsáveis por essa queda é o aleitamento materno. No Brasil, 41% das mães já mantêm a amamentação exclusiva até os primeiros seis meses de vida do bebê, dobro das taxas registradas nos Estados Unidos, Reino Unido e China. Além de promover saúde, o leite materno faz bem ao planeta, já que não precisa de outro recurso para ser ofertado às crianças. Essa é a mensagem da Semana Mundial da Amamentação deste ano, que traz importante reflexão dos diversos benefícios deste alimento natural, econômico e sustentável.

  8. SBPC lança site para enaltecer o papel de mulheres cientistas

    A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência lança um novo portal de divulgação científica, o <i>Ciência & Mulher</i>, voltado para as conquistas e descobertas de mulheres das diversas áreas da ciência. Para conquistar a paridade e combater a desigualdade entre gêneros na ciência, o site tem como objetivo estimular a produção científica por mulheres, seu ingresso e permanência nas carreiras acadêmicas e o pensamento crítico a respeito das questões de gênero no país.

  9. Opas: Brasil interrompe circulação endêmica do sarampo

    Após enfrentar um surto de sarampo em 2015 no Ceará, o Brasil completou neste mês um ano sem casos da doença. Com isso, o país interrompe a circulação endêmica dessa enfermidade infecciosa. A constatação foi feita pela presidente do Comitê Internacional de Avaliação e Documentação da Eliminação do Sarampo, Merceline Dalh-Regis. Esse resultado foi alcançado por meio de um esforço conjunto da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), do Ministério da Saúde e das Secretarias de Saúde do Estado do Ceará e dos municípios de Fortaleza e Caucaia, de Universidades e da Associação Brasileira de Enfermagem.