1. IFF/Fiocruz publica posicionamento oficial sobre Resolução 293/2019 do Cremerj e respectiva exposição de motivos

    Como instituição que tem a missão de promover a saúde da mulher, da criança e do adolescente por meio de ações articuladas de pesquisa, ensino, atenção integral à saúde e avaliação de tecnologias, o Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira da Fundação Oswaldo Cruz (IFF/Fiocruz) vem manifestar, publicamente, seu posicionamento com relação à Resolução 293/2019 do Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj).

  2. Brumadinho: Pesquisadores avaliam impactos sobre a saúde após desastre

    Os pesquisadores do Observatório Nacional de Clima e Saúde do Icict/Fiocruz, Cristovam Barcellos e Diego Xavier, em parceria com o pesquisador do Cepedes/ENSP/Fiocruz, Mariano Andrade, conversaram com o Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz após o evento Desastre da Vale S. A. em Brumadinho - Impactos sobre a Saúde e desafios para a Gestão de Riscos. Na ocasião, eles analisaram os principais impactos que o desastre da Vale pode causar a população e a área atingida

  3. Reunião discute cooperações internacionais da Fiocruz

    O diretor da Agência Brasileira de Cooperação, embaixador Ruy Pereira, esteve na Fiocruz na sexta-feira (8/2) para discutir os próximos passos da parceria entre as duas instituições, que foi consolidada em um Protocolo de Intenções assinado em novembro. O embaixador reuniu-se com a presidente da Fundação, Nísia Trindade Lima, e outros representantes da instituição para tratar temas como a cooperação para prevenção e preparação de desastres, a rede de Bancos de Leite Humano, entre outros assuntos. 

  4. Fiocruz propõe ações de redução de impactos do desastre da Vale

    A Fiocruz divulgou, na terça-feira (5/2), um estudo que alerta para os impactos, causados à população, do desastre da mineradora Vale do Rio Doce em Brumadinho (MG). O estudo foi divulgado em um debate que contou com a presença dos pesquisadores responsáveis pelo trabalho. Entre os riscos estão a possibilidade de surtos de enfermidades, mudanças no bioma e agravamento de problemas crônicos de saúde, como hipertensão, diabetes e doenças mentais.

  5. Fiocruz investe em campanha pelo reconhecimento das diferenças

    O ano é 2018. O ser humano já viajou ao espaço, já pode se comunicar com qualquer lugar do mundo em tempo real, fabrica robôs, produz vacinas, desvendou o genoma humano, erradicou doenças. Fez o inimaginável, aprendeu o incompreensível. O ano é 2018. O homem voou alto, mas ainda precisa pôr em prática um dos mais básicos princípios da humanidade: o respeito à diversidade. 

  6. Fiocruz propõe ações de redução de impactos do desastre da Vale

    A Fiocruz divulgou, na terça-feira (5/2), um estudo que alerta para os impactos, causados à população, do desastre da mineradora Vale do Rio Doce em Brumadinho (MG). O estudo foi divulgado em um debate que contou com a presença dos pesquisadores responsáveis pelo trabalho. Entre os riscos estão a possibilidade de surtos de enfermidades, mudanças no bioma e agravamento de problemas crônicos de saúde, como hipertensão, diabetes e doenças mentais.

  7. Fiocruz celebra Dia Internacional das Mulheres na Ciência em 11/2

    A Fiocruz vai celebrar o Dia Internacional de Mulheres e Meninas na Ciência com uma roda de conversa com a participação de diversas pesquisadoras da instituição. O evento acontecerá no dia 11 de fevereiro, a partir das 9 horas, no auditório do Museu da Vida. A comemoração da data marca o compromisso da Fundação com a promoção da equidade de gênero na Ciência, em consonância com as diretrizes institucionais e com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) definidos na Agenda 2030. 

  8. Fiocruz instala sala de situação para apoiar saúde em Brumadinho

    Com o propósito de instalar uma sala de situação em saúde para planejar ações de apoio a todos os afetados pelo rompimento da barragem de Brumadinho, MG, e coordenar as respostas dos serviços de saúde nesse contexto emergencial, a Fiocruz articulou uma reunião com dirigentes, gestores e pesquisadores da instituição no Rio de Janeiro e em Minas Gerais. Entre as várias iniciativas destacadas, o encontro também apontou a necessidade de maior articulação com os movimentos sociais e comunitários da região. 

  9. Fiocruz apresenta estudos sobre os impactos imediatos do desastre em Brumadinhos

    Estudo realizado pela Fiocruz, que avaliou os impactos imediatos do desastre da mineradora Vale em Brumadinho, alerta para a possibilidade de surtos de doenças infecciosas - dengue, febre amarela e esquistossomose - mudanças no bioma e agravamento de problemas crônicos de saúde, como hipertensão, diabetes e doenças mentais. Mapas construídos pela Instituição permitiram identificar residências e unidades de saúde afetadas, comunidades potencialmente isoladas e as áreas soterradas pela lama. Os resultados serão apresentados nesta terça-feira, 5/02. 

  10. Fiocruz instala sala de situação para apoiar saúde em Brumadinho

    Com o propósito de instalar uma sala de situação em saúde para planejar ações de apoio a todos os afetados pelo rompimento da barragem de Brumadinho, MG, e coordenar as respostas dos serviços de saúde nesse contexto emergencial, a Fiocruz articulou uma reunião com dirigentes, gestores e pesquisadores da instituição no Rio de Janeiro e em Minas Gerais. Entre as várias iniciativas destacadas, o encontro também apontou a necessidade de maior articulação com os movimentos sociais e comunitários da região.