1. Sala de situação é criada para acompanhar consequências do temporal no Rio

    A Presidência da Fiocruz criou, na terça-feira (9/4), a sala de situação Tormenta no Rio, com o objetivo de agilizar a comunicação entre gestores, pesquisadores e técnicos da instituição, tendo em vista o surgimento de um cenário emergencial gerado pelos fortes temporais que assolaram o Rio de Janeiro esta semana. Entre as ações previstas estão a coleta e o fornecimento de informações que garantam a segurança da comunidade Fiocruz – incluindo a infraestrutura dos campi –, além de articulações com órgãos públicos que possam contribuir para mitigar os danos provocados pelas chuvas à população da cidade.

  2. Confira as atividades coordenadas pela ENSP na Conferência de Promoção da Saúde

    Confira as atividades da ENSP nesta terça-feira, 9/4, na I Conferência de Promoção da Saúde da Fiocruz. Entre elas estão roda de conversa e feira de produtos orgânicos, atividades sobre a saúde do trabalhador, vacinas e outras. O evento é uma iniciativa do Programa de Pesquisa Translacional em Promoção da Saúde - FioPromoS - e tem como objetivo, incentivar a reflexão sobre os desafios teóricos e práticos da Promoção da Saúde, na perspectiva do fortalecimento do SUS, além de fortalecer as ações desenvolvidas institucionalmente neste campo de atuação.
     

  3. Fundação lança Coleção de Saúde, Ambiente e Sustentabilidade da Série Fiocruz

    Como parte da programação do 2º Ciclo de Debates de Saúde, Ambiente e Sustentabilidade, a Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde (VPAAPS) promoveu o lançamento da Coleção de Saúde, Ambiente e Sustentabilidade da Série Fiocruz – Documentos institucionais na última quarta-feira (27/3). A publicação foi apresentada pelo coordenador da área de Saúde e Ambiente da VPAAPS e do evento, Guilherme Franco. Agrotóxicos e saúde; biodiversidade e saúde; clima e saúde; grandes empreendimentos e saúde; saúde dos povos do campo, da floresta e água; saúde do trabalhador; e histórico e governança são os sete assuntos destacados na Coleção.

  4. Fiocruz divulga pesquisa sobre parto e desigualdades em saúde

    A Fiocruz Mato Grosso do Sul apresentará um painel da pesquisa Como se nasce no Brasil? Parto e desigualdades em saúde materno infantil. O encontro marcará a abertura da aula inaugural dos programas de doutorado em Epidemiologia, Equidade e Saúde Pública e de mestrado profissional em Saúde da Família na unidade. Será realizado, nesta sexta-feira (15/3), na Escola de Saúde Pública Dr. Jorge David Nasser, e contará com a participação da presidente da Fundação, Nísia Trindade.
     

  5. Saúde, ambiente e sustentabilidade é tema de debate na Fiocruz Brasília

    A Fiocruz Brasília sediará o Ciclo de Debates de Saúde, Ambiente e Sustentabilidade no dia 27 de março. O evento busca produzir, disseminar e compartilhar conhecimentos e tecnologias sobre o tema, para o fortalecimento e a consolidação do Sistema Único de Saúde e a promoção da saúde e da qualidade de vida da população brasileira. O ciclo é promovido pela Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde (VPAAPS) da Fiocruz.

  6. Mulheres e Meninas na Ciência é o tema do Sala de Convidados

    No dia 11 de fevereiro foi celebrado o Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência, data criada em 2015 pela Organização das Nações Unidas (ONU) para promover a equidade de gênero na ciência, provocar reflexões e estimular as mulheres no mundo científico. Na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o Dia das Mulheres e Meninas na Ciência foi marcado por uma roda de conversa aberta ao público com pesquisadoras da instituição, que contou com a presença da presidente da Fundação, Nísia Trindade Lima, primeira mulher a ocupar o cargo. 

  7. Chikungunya entrou no Brasil um ano antes do previsto

    Segundo pesquisas científicas, o vírus da chikungunya chegou ao Brasil pelo menos um ano antes do que foi detectado pelos sistemas de vigilância em saúde pública. A descoberta é de pesquisadores da Escola de Saúde Pública Mailman, da Universidade de Columbia, e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em artigo publicado pelo periódico acadêmico Scientific Reports, do Grupo Nature. A intenção da pesquisa é auxiliar nas tomadas de decisões em saúde pública baseada em evidências, uma vez que o resultado leva a crer que pacientes foram diagnosticados erroneamente no país, sobretudo, no Rio de Janeiro, por todo esse período de não identificação do novo vírus.