1. Futuros do Brasil - Democracia: Qual futuro? é tema de conferência em 7/12

    Para onde vai a democracia no Brasil, em um cenário de retrocesso e perdas de direitos sociais garantidos na Constituição de 1988? Em novo evento da série Futuros do Brasil, o Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz (CEE-Fiocruz) convida para analisar a atual conjuntura do país o cientista político Wanderley Guilherme dos Santos. Professor aposentado de Teoria Política da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e pesquisador titular do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Iesp/Uerj), Wanderley Guilherme fará a conferência Democracia: qual futuro?, dia 7 de dezembro de 2016, às 13h, no auditório térreo da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz). O evento será também transmitido via internet, com participação do público que poderá enviar perguntas online ao conferencista.

  2. Sala de Convidados fala sobre Terapia Assistida por Animais

    Na terça-feira (6/12), o Sala de Convidados discute, ao vivo, às 11h, a Terapia Assistida por Animais, no Canal Saúde. O programa vai mostrar unidades de saúde que permitem a entrada de cães, gatos e aves para dar mais qualidade de vida aos pacientes e auxiliar na recuperação, além de falar sobre os diversos tipos de TAA existentes e seus benefícios. Terapia Assistida por Animais (TAA) é o nome que se dá a determinadas práticas terapêuticas que utilizam animais para auxiliar a dar mais qualidade de vida a pacientes de todas as faixas etárias em tratamentos específicos para diversos tipos de problemas. Já há comprovação científica dos benefícios trazidos pela convivência com animais, e as técnicas de TAA são empregadas por profissionais de saúde para ajudar no desenvolvimento físico, psíquico, cognitivo e social de pacientes. Animais podem ser usados em tratamentos fonoaudiológicos, fisioterapêuticos e psicológicos, por exemplo.
     

  3. Desafios da tríplice epidemia marcam abertura de seminário sobre dengue, chikungunya e zika

    Foi realizado, na Escola Nacional de Saúde Pública, entre os dias 1º e 2 de dezembro, o 2º Seminário Dengue, Chikungunya e Zika: Desafios na Atenção à Saúde na Chikungunya. O evento, que nesta edição destacou a preocupação dos especialistas com as dimensões que a epidemia de chikungunya pode apresentar no próximo verão no Brasil, teve como objetivo discutir uma proposta para capacitação de profissionais da área de Saúde na abordagem das três doenças. A mesa de abertura do encontro contou com representantes da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), do Ministério da Saúde, da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado (Consems/RJ), e da Fiocruz. 

  4. Um novo olhar sobre a gravidez na adolescência: tema do programa Ciência & Letras no Canal Saúde

    A discussão sobre gravidez na adolescência não é de hoje. Além dos aspectos socioculturais, existem relatos que atribuem a gravidez à falta de informação e ao acesso aos métodos contraceptivos, o que parece contraditório, já que estamos em pleno século 21 e as informações chegam muito rapidamente. O livro "Pronta para voar: um novo olhar sobre a gravidez na adolescência", traz uma nova forma de compreender os preconceitos, entender as emoções e os fatores culturais, oferecendo elementos para ajudar pais e filhas nesse momento de descobertas. Para conhecer um pouco mais sobre o livro, o apresentador do programa Ciência & Letras, Renato Farias, conversa com a autora, Diana Dadoorian e a pediatra do Instituto Nacional da Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), Olga Bastos. A exibição do programa é na próxima terça-feira (6/12), às 9h, no Canal Saúde.

  5. Fundação recebe aporte de R$ 23 milhões do BNDES

    A Fiocruz vai receber R$ 23 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para aplicar em ações estratégicas de enfrentamento da epidemia de zika, dengue e chikungunya, no âmbito da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin) do Ministério da Saúde. Os recursos do BNDES serão destinados ao desenvolvimento de kits de diagnóstico e ações de combate aos vetores de transmissão dos vírus. A participação do BNDES viabiliza a imediata realização de diversos projetos, antecipando resultados para a Saúde Pública e evitando maiores prejuízos à população, principalmente àquela em situação de maior vulnerabilidade social.

  6. Castelo da Fiocruz é iluminado de vermelho

    O Dia Mundial de Luta contra Aids (1º/12) será celebrado com a tradicional iluminação do Castelo Mourisco, em Manguinhos, com a cor vermelha, símbolo da campanha. Umas das primeiras instituições do país a se dedicar à pesquisa do HIV/Aids, a Fiocruz foi responsável por isolar pela primeira vez na América Latina o vírus HIV-1, ainda nos anos 1980, pocisionando-se como referência sobre a enfermidade no Brasil. 

  7. Retorno de Doenças Sexualmente Transmissíveis na pauta do Sala de Convidados

    Ás vésperas do Dia Mundial de Combate à Aids, celebrado em 1º de dezembro, o retorno de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), como a sífilis, a clamídia e a gonorreia, preocupa as autoridades de Saúde. Por isso o Sala de Convidados discute a volta das DSTs, nesta terça-feira (29/11), às 11h, ao vivo no Canal Saúde. O Sala de Convidados contará com as presenças do coordenador executivo da Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA), Salvador Correa; da pesquisadora do Laboratório de Pesquisa Clínica em DST e AIDS do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), Brenda Hoagland; e do médico infectologista e assessor da Gerência de DST da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS-RJ), Vinícius M. Menezes.

  8. Futuros do Brasil - Democracia: Qual futuro? é tema de conferência em 7/12

    Para onde vai a democracia no Brasil, em um cenário de retrocesso e perdas de direitos sociais garantidos na Constituição de 1988? Em novo evento da série Futuros do Brasil, o Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz (CEE-Fiocruz) convida para analisar a atual conjuntura do país o cientista político Wanderley Guilherme dos Santos. Professor aposentado de Teoria Política da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e pesquisador titular do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Iesp/Uerj), Wanderley Guilherme fará a conferência Democracia: qual futuro?, dia 7 de dezembro de 2016, às 13h, no auditório térreo da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz). O evento será também transmitido via internet, com participação do público que poderá enviar perguntas online ao conferencista.

  9. Relações internacionais da Fiocruz ganham novo boletim

    A Fiocruz inicia hoje uma nova etapa na comunicação internacional da instituição, com o lançamento do boletim Fiocruz Internacional. Editado pela Coordenadoria de Comunicação Social (CCS) em conjunto com o Centro de Relações Internacionais em Saúde (Cris/Fiocruz), a nova publicação reunirá notícias das atividades internacionais de todas as unidades da Fiocruz, destacando a atuação da Fundação em temas como saúde global, acordos de cooperação internacional, Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, convênios, cooperação sul-sul e muito mais.

  10. Falta de água e de tratamento de esgoto afeta principalmente mulheres

    Direito humano fundamental, o acesso à água segura e ao esgotamento sanitário não está disponível da mesma forma para homens, mulheres e outras identidades de gênero, mostra relatório da Organização das Nações Unidas (ONU). O estudo foi coordenado pelo pesquisador brasileiro Léo Heller, que é relator especial sobre o direito humano à água potável segura e ao esgotamento sanitário da instituição. Heller, que também coordena o Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas e Saneamento da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), contou que  verificou que em quase todas as localidades onde há falta ou má distribuição de serviços de saneamento são as mulheres que coletam água para manter a higiene do lar.