1. 'TB ainda é muito incidente, principalmente em populações vulneráveis', aponta pesquisador

    “No Brasil, todos os anos, morrem cerca de 4.500 pessoas por tuberculose. Esse número é maior que o de mortes na China por Covid-19, por exemplo”, destaca o chefe do Centro de Referência Professor Hélio Fraga da ENSP, Jesus Pais Ramos, neste 24 de março, data em que se faz referência ao Dia Mundial de Tuberculose. Neste momento de pandemia de coronavírus, a Organização Mundial de Saúde (OMS) ressalta a importância da continuidade em tratar das vítimas de TB: “As autoridades de Saúde devem manter o apoio aos serviços essenciais para a tuberculose, incluindo cuidados durante emergências, pois pessoas doentes com TB e Covid-19 poderão ter resultados piores no tratamento, sobretudo se a terapia para tuberculose for interrompida.”

  2. Estudo inédito analisa as causas de óbito no Sistema Penitenciário do RJ; tuberculose é um fator importante

    Um estudo inédito, realizado pelo Grupo de Pesquisa em “Saúde nas Prisões” da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, e coordenado por Alexandra Sánchez, por meio de cooperação técnica com o Ministério Público/RJ, analisou as causas de óbito no Sistema Penitenciário do Estado do Rio de Janeiro (2016-2017). Os resultados apontam que as doenças infecciosas foram responsáveis por 30% das mortes na população carcerária, seguidas pelas doenças do aparelho circulatório (22%), causas externas (12%) e as doenças do aparelho respiratório (10%). Dentre as infecciosas, destacam-se HIV/Aids (43%), tuberculose (40,7%) e septicemias (13%). Considerando os óbitos com menção à tuberculose em outras linhas da declaração de óbito, esse porcentual se eleva para 52%.
     

  3. Confira os materiais informativos da Fiocruz sobre o coronavírus

    Diante do cenário de pandemia referente ao coronavírus, foi criada uma página especial com informações sobre a doença, no Portal Fiocruz. O objetivo do mesmo é instruir a comunidade da Instituição para que possamos ter um ambiente seguro e saudável em meio ao Covid-19 e também estabelecer procedimentos para manutenção das atividades essenciais, visto que as atividades presenciais estão sendo interrompidas a pedido das autoridades de saúde do país.

  4. Coronavírus e a importância da soberania na produção e distribuição de medicamentos

    Em artigo, Jorge Bermudez, chefe do Departamento de Política de Medicamentos e Assistência Farmacêutica, NAF/ENSP. fala sobre o coronavírus e a importância da soberania na produção e distribuição de medicamentos. "O fortalecimento do SUS, e não seu sucateamento, deve ser a tônica a ser defendida, na contramão das medidas liberais que o governo federal vem implementando. Nossa capacidade de resposta a emergências, como o coronavírus, deixa clara a relevância de políticas sociais, da pesquisa, da ciência e tecnologia e da soberania nacional na produção de medicamentos."

  5. 'Cadernos de Saúde Pública' de março fala sobre resistência diante da conjuntura da saúde e ciência

    Cadernos de Saúde Pública de março fala sobre resistência e esperança. Na opinião das editoras da revista, Marilia Sá Carvalho, Luciana Dias de Lima e Cláudia Medina Coeli, atualmente, no Brasil, e também em muitas outras partes do mundo, vive-se uma conjuntura pouco favorável para a saúde e para a ciência, mas, “ao enfrentarmos momentos como esse, descobrimos energias novas e renováveis, para resistir e agir”.