1. 'Reformulação dos marcos legais deve preceder discussão sobre a privatização da Cedae'

    A 'ENSP TV' reuniu pesquisadores do Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental (Dssa) e o engenheiro da Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico (Agenersa), Pedro Pequeno, para um debate sobre a privatização da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), que poderá acontecer como parte do acordo entre o governo do Estado do Rio de Janeiro e o Governo Federal para a liberação de recursos para o estado. Os pesquisadores Maria José Sales, Tatsuo Shubo e Marcelo Motta Veiga representaram o Dssa/ENSP. Assista nos vídeos abaixo (parte 1 e parte 2) a conversa sobre as vantagens e desvantagens de uma possível "privatização do saneamento" no Rio de Janeiro.

  2. Roberto Leher, reitor da UFRJ, ministrará aula inaugural da ENSP

    Quem produz, quem avalia e, principalmente, a quem interessa o conhecimento científico? Essas são algumas das perguntas que balizarão a aula inaugural do ano letivo da ENSP, no dia 15 de março, que será ministrada por Roberto Leher, reitor da UFRJ. Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (USP), Leher é reconhecido por suas pesquisas na área das políticas públicas em educação e por fazer uma crítica contundente da forma como é avaliada e conduzida a produção científica no Brasil. A atividade está marcada para o auditório térreo da ENSP, às 13h30.

  3. ENSP discute seu Projeto Político Pedagógico

    Buscando cada vez mais estreitar laços entre docentes e discentes, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) reformulou, entre os anos de 2014 e 2015, seu Projeto Político Pedagógico (PPP), no qual estão presentes valores e princípios que orientam a formação institucional. O documento - que teve seus valores e princípios pactuados - encontra-se aberto à discussão e aceita contribuições. Segundo a Vice-diretora de Ensino da ENSP, Tatiana Wargas, o Projeto Político Pedagógico de uma Escola sela o compromisso entre a instituição, professores e alunos em relação aos objetivos dos cursos ofertados por ela. "A ideia é que o PPP expresse aquilo que a instituição de ensino tem como premissa. A ENSP, enquanto Escola de Pós-graduação em Saúde Pública, precisa delimitar seu papel dentro da Pós, saber de que formação em Saúde Pública está-se falando e, principalmente, saber que tipo de formação estamos oferecendo aos nossos alunos", explicou Tatiana.

  4. Artigo analisa desafios das ações saúde mental na atenção básica

    Discutir os desafios para a implementação das ações de saúde mental na Estratégia Saúde da Família (ESF), na perspectiva da desinstitucionalização e territorialização do cuidado, foi o principal objetivo do artigo Saúde Mental e Atenção Básica: território, violência e o desafios das abordagens psicossociais, publicado no primeiro volume de 2017 da Revista Trabalho, Educação e Saúde (volume 15, número 1). Desenvolvido pela mestre em Saúde Pública pela ENSP, Renata Ruiz Calicchio, e pela doutoranda em Saúde Pública da Escola, Renata Veloso Vasconcelos, em parceria com pesquisadores da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, e da Secretaria Municipal de Saúde de Duque de Caxias, o artigo aponta que é necessário o debate da inclusão das ações de saúde mental na ESF no Rio de Janeiro, em uma perspectiva da saúde mental na rede pública pensada dentro dos territórios e indissociável das condições de vida nos lugares.

  5. Boletim do Cecovisa destaca aumento de 50% no total de monografias da Farmacopeia Brasileira

    Já está disponível a nova edição do boletim do Centro Colaborador em Vigilância Sanitária (Cecovisa). Um dos destaques é a publicação da 6ª edição da Farmacopeia Brasileira, que reúne requisitos de segurança e qualidade de medicamentos. A edição da Farmacopeia Brasileira, prevista para ser publicada neste ano de 2017, receberá 326 novas monografias, o que representa um aumento de cerca de 50% em relação à edição anterior. A Farmacopeia Brasileira é um documento oficial que lista, por meio de monografias, os requisitos mínimos para a garantia da qualidade e da segurança dos medicamentos comercializados no país, sejam eles de referência, genéricos, similares, fitoterápicos, dentre outros.

  6. ENSP debate pensamento de Pierre Bourdieu

    Um dos grandes nomes da sociologia do século XX, Pierre Bourdieu foi tema de um seminário realizado em dezembro de 2016, na ENSP. O evento foi organizado por uma parceria da Escola  com o Instituto de Estudos Sociais e Políticos da UERJ e do Colégio Brasileiro de Altos Estudos da UFRJ e teve apoio do Consulado Geral da França no Rio de Janeiro e do Instituto Français/Maison de France. 

  7. Artigo analisa desafios das ações saúde mental na atenção básica

    Discutir os desafios para a implementação das ações de saúde mental na Estratégia Saúde da Família (ESF), na perspectiva da desinstitucionalização e territorialização do cuidado, foi o principal objetivo do artigo Saúde Mental e Atenção Básica: território, violência e o desafios das abordagens psicossociais, publicado no primeiro volume de 2017 da Revista Trabalho, Educação e Saúde (volume 15, número 1). Desenvolvido pela mestre em Saúde Pública pela ENSP, Renata Ruiz Calicchio, e pela doutoranda em Saúde Pública da Escola, Renata Veloso Vasconcelos, em parceria com pesquisadores da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, e da Secretaria Municipal de Saúde de Duque de Caxias, o artigo aponta que é necessário o debate da inclusão das ações de saúde mental na ESF no Rio de Janeiro, em uma perspectiva da saúde mental na rede pública pensada dentro dos territórios e indissociável das condições de vida nos lugares.