1. Cine Saúde faz homenagem ao Dia Mundial de Luta Antimanicomial

    Na quinta-feira, 24/5, às 14h, acontecerá uma nova sessão do projeto Cine Saúde. O filme deste mês de maio é Nise – O coração da loucura. Segundo o coordenador do Laboratório Internet, Saúde e Sociedade, do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF/ENSP) e idealizador do projeto, André Pereira Neto, este filme foi escolhido como uma homenagem ao Dia Nacional de Luta Antimanicomial, comemorado nesta sexta-feira, 18/5. “Em 2018, comemoramos também o segundo ano de funcionamento do Centro de Atenção Psicossocial Carlos Augusto Magal (Caps-Manguinhos). Para tanto, traremos para o debate o psicólogo Washington Barros, que é integrante do Caps e trabalhou com Nise da Silveira. A exibição é aberta ao público em geral e acontecerá na sala Mário Sayeg, localizada perto da entrada do Centro de Saúde.

  2. 'Intervenção militar não é proposta, é tática midiática', afirma Luciana Boiteux

    Na terça-feira, 8 de maio, o XIII Ciclo de Debates - Conversando sobre a Estratégia de Saúde da Família discutiu a Intervenção Militar no Rio de Janeiro: interferências no contexto do território da saúde, evento que teve participação da professora da Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Luciana Boiteux, do Delegado de polícia civil do Estado do Rio de Janeiro, Orlando Zaccone, e da pós doutoranda da Universidade Federal Fluminense (UFF), Renata Souza. Antes do debate foram apresentados vídeos em homenagem à memória de Marielle Franco. A mesa foi coordenada pela residente da ENSP Clara Camatta. Na ocasião, Luciana Boiteux lamentou o fato de o Brasil ter menos de 3% da população mundial, mas responder por quase 13% dos assassinatos no mundo.

  3. ENSP e Procuradoria Regional do Trabalho do RS realizam pesquisa com trabalhadores expostos ao asbesto

    Visando avaliar a exposição de trabalhadores ao asbesto em uma empresa de fibrocimento da cidade de Sapucaia do Sul, no Rio Grande do Sul, e os efeitos dessa exposição à saúde humana, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca acaba de assinar um termo de cooperação técnica com a Procuradoria Regional do Trabalho da 4ª Região para a realização de tal pesquisa. O termo foi assinado pelo diretor da ENSP, Hermano Castro, e pela procuradora do trabalho, Aline Zerwes Bottari Brasil durante o II Seminário Internacional Brasil Sem Amianto, ocorrido em São Paulo, na segunda quinzena de maio. Castro é coordenador adjunto do estudo, sendo a coordenação geral de responsabilidade da pesquisadora do Centro de Estudos do Trabalhador e Ecologia Humana, Maria Juliana Moura Corrêa. 

  4. 'Intervenção militar não é proposta, é tática midiática', afirma Luciana Boiteux

    Na terça-feira, 8 de maio, o XIII Ciclo de Debates - Conversando sobre a Estratégia de Saúde da Família discutiu a Intervenção Militar no Rio de Janeiro: interferências no contexto do território da saúde, evento que teve participação da professora da Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Luciana Boiteux, do Delegado de polícia civil do Estado do Rio de Janeiro, Orlando Zaccone, e da pós doutoranda da Universidade Federal Fluminense (UFF), Renata Souza. Antes do debate foram apresentados vídeos em homenagem à memória de Marielle Franco. A mesa foi coordenada pela residente da ENSP Clara Camatta. Na ocasião, Luciana Boiteux lamentou o fato de o Brasil ter menos de 3% da população mundial, mas responder por quase 13% dos assassinatos no mundo.

  5. Cine Saúde faz homenagem ao Dia Mundial de Luta Antimanicomial

    Na quinta-feira, 24/5, às 14h, acontecerá uma nova sessão do projeto Cine Saúde. O filme deste mês de maio é Nise – O coração da loucura. Segundo o coordenador do Laboratório Internet, Saúde e Sociedade, do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF/ENSP) e idealizador do projeto, André Pereira Neto, este filme foi escolhido como uma homenagem ao Dia Nacional de Luta Antimanicomial, comemorado nesta sexta-feira, 18/5. “Em 2018, comemoramos também o segundo ano de funcionamento do Centro de Atenção Psicossocial Carlos Augusto Magal (Caps-Manguinhos). Para tanto, traremos para o debate o psicólogo Washington Barros, que é integrante do Caps e trabalhou com Nise da Silveira. A exibição é aberta ao público em geral e acontecerá na sala Mário Sayeg, localizada perto da entrada do Centro de Saúde.

  6. 'Intervenção militar não é proposta, é tática midiática', afirma Luciana Boiteux

    Na terça-feira, 8 de maio, o XIII Ciclo de Debates - Conversando sobre a Estratégia de Saúde da Família discutiu a Intervenção Militar no Rio de Janeiro: interferências no contexto do território da saúde, evento que teve participação da professora da Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Luciana Boiteux, do Delegado de polícia civil do Estado do Rio de Janeiro, Orlando Zaccone, e da pós doutoranda da Universidade Federal Fluminense (UFF), Renata Souza. Antes do debate foram apresentados vídeos em homenagem à memória de Marielle Franco. A mesa foi coordenada pela residente da ENSP Clara Camatta. Na ocasião, Luciana Boiteux lamentou o fato de o Brasil ter menos de 3% da população mundial, mas responder por quase 13% dos assassinatos no mundo.

  7. Cine Saúde faz homenagem ao Dia Mundial de Luta Antimanicomial

    Na quinta-feira, 24/5, às 14h, acontecerá uma nova sessão do projeto Cine Saúde. O filme deste mês de maio é Nise – O coração da loucura. Segundo o coordenador do Laboratório Internet, Saúde e Sociedade, do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF/ENSP) e idealizador do projeto, André Pereira Neto, este filme foi escolhido como uma homenagem ao Dia Nacional de Luta Antimanicomial, comemorado nesta sexta-feira, 18/5. “Em 2018, comemoramos também o segundo ano de funcionamento do Centro de Atenção Psicossocial Carlos Augusto Magal (Caps-Manguinhos). Para tanto, traremos para o debate o psicólogo Washington Barros, que é integrante do Caps e trabalhou com Nise da Silveira. A exibição é aberta ao público em geral e acontecerá na sala Mário Sayeg, localizada perto da entrada do Centro de Saúde.

  8. Debate pede revogação da Pec dos gastos e critica mercantilização da saúde

    Uma das ações mais criticadas do atual governo, a PEC 95, medida que congelou os gastos públicos por 20 anos e ficou conhecida como "PEC dos gastos", será um dos temas do seminário Mercado de serviços de saúde: o problema vira solução. O evento, que tem como mote o pedido pela revogação da Proposta de Emenda à Constituição, pretende discutir as consequência dela na saúde, em um cenário em que cada vez mais se prioriza a mercantilização dos serviços em detrimento de políticas que busquem ampliar o acesso universal da população à saúde.

     

  9. Debate pede revogação da Pec dos gastos e critica mercantilização da saúde

    Uma das ações mais criticadas do atual governo, a PEC 95, medida que congelou os gastos públicos por 20 anos e ficou conhecida como "PEC dos gastos", será um dos temas do seminário Mercado de serviços de saúde: o problema vira solução. O evento, que tem como mote o pedido pela revogação da Proposta de Emenda à Constituição, pretende discutir as consequência dela na saúde, em um cenário em que cada vez mais se prioriza a mercantilização dos serviços em detrimento de políticas que busquem ampliar o acesso universal da população à saúde.