1. Estudo analisa fatores que ocasionam erros laboratoriais

    Identificar os estudos sobre erros laboratoriais relacionados à segurança do paciente e discutir sua possibilidade de aplicação no Brasil foram os objetivos da dissertação de mestrado em Saúde Pública pela ENSP Erros laboratoriais e segurança do paciente, defendida pelo médico Wilson Shcolnik. O estudo se baseia na análise de nove artigos que descrevem eventos adversos decorrentes de erros laboratoriais nos Estados Unidos, na Itália e no Reino Unido e confirma que a fase pré-analítica - etapa entre a solicitação do clínico e a realização do exame no laboratório, incluindo, entre outros itens, cadastramento, orientação sobre coleta, recolhimento do material do paciente e transporte ao laboratório - é a responsável pela maior proporção de erro, variando entre 54,5% e 88,9% do total de incidentes.

  2. Tese da ENSP ganha Prêmio Capes 2011

    A tese de doutorado em Saúde Pública da ENSP Imunogenicidade e reatogenicidade das vacinas contra febre amarela: implicações para o Programa Nacional de Imunizações, do médico Guilherme Côrtes Fernandes, foi a vencedora na categoria Saúde Coletiva do Prêmio Capes de Tese 2011. Orientado pelo pesquisador da Escola Luiz Antonio Bastos Camacho, o propósito do estudo foi obter dados para responder questões relativas às estratégias do Programa Nacional de Imunizações necessárias à definição das políticas públicas para controle e prevenção da doença. Desde que o prêmio foi lançado em 2005, está foi a segunda vez que a ENSP teve trabalhos vencedores (2006 e 2011), além de uma menção honrosa em 2009. Trata-se de mais uma conquista do programa de Saúde Pública da Escola, que forma, há 35 anos, profissionais de alto nível para a docência e a pesquisa.