1. Pesquisa analisa a saúde do trabalhador da saúde

    Um Centro de Atenção Psicossocial (Caps), localizado em um bairro do subúrbio do município do Rio de Janeiro, com perfil de atendimentos a usuários de baixa renda e em funcionamento há cinco anos, foi o espaço escolhido para o desenvolvimento da dissertação de mestrado em saúde pública Profissionais do Centro de Atenção Psicossocial: a saúde do trabalhador da saúde, defendida por Vladimir Athayde, na ENSP. Com este pano de fundo e o Caps como elemento central, a pesquisa mostrou que, na unidade estudada, as condições de trabalho são bastante insatisfatórias, repercutindo tanto no serviço prestado quanto na saúde dos seus próprios trabalhadores.

  2. Lixo: uma análise de percepções e práticas sociais

    Quais são as percepções da sociedade em relação ao lixo? Foi na busca de responder essa e outras questões relacionadas aos resíduos sólidos que a bióloga Caroline Porto de Oliveira defendeu a dissertação Lixo: problemas, caminhos possíveis e práticas diárias na percepção do cidadão no programa de Saúde Pública da ENSP. O trabalho concluiu que o lixo, na quantidade produzida e da forma como é tratado atualmente, é considerado fonte de grande impacto ambiental, como contaminação atmosférica, do solo e dos corpos hídricos, aumento na probabilidade de enchentes e impacto na fauna através da sua ingestão. Ao abordar a composição, o plástico foi considerado o componente mais prejudicial, seguido pelo vidro, metais e papéis.