1. Queimada de cana provoca asma em escolares de Campos (RJ)

    "Populações mais vulneráveis socioeconomicamente estão localizadas em setores censitários que estão sob maior influência dos focos de queimadas e apresentam maior número de escolares com sintomas de asma grave." O resultado foi extraído da dissertação de mestrado em Saúde Pública e Meio Ambiente pela ENSP da aluna Keila Valente de Souza, que analisou o impacto das queimadas de cana-de-açúcar na prevalência dos sintomas da doença no município de Campos dos Goytacazes (RJ), destacado atualmente pela representativa produção de petróleo. A pesquisa foi realizada sob a orientação do pesquisador Hermano Albuquerque de Castro, atual diretor da ENSP.

  2. Consultórios na Rua do RJ é tema de mestrado na ENSP

    No dia 16 de abril, apresentação da dissertação de mestrado profissional em Saúde Pública Análise das práticas das primeiras equipes de Consultório na Rua do RJ: caminhos para o exercício da Clínica Ampliada na perspectiva dos profissionais, por Laila Oliveira Louzada, na sala 927 da ENSP, a partir das 9 horas.

  3. O louco no hospital geral: tema de pesquisa da ENSP

    Com a proposição de explorar o imaginário sobre a loucura e suas possíveis implicações para o cuidado integral ao paciente com transtorno mental severo internado em unidades não-psiquiátricas do hospital geral, a aluna de mestrado em Saúde Pública da ENSP Marina Fernandes do Prado desenvolveu sua pesquisa, orientada pela pesquisadora Marilene de Castilho Sá. "A presença do louco no hospital geral (espaço de alta densidade/concentração tecnológica, elevada padronização de procedimentos e rotinas) e as construções imaginárias que ele tende a suscitar podem desestabilizar os pactos e as alianças inconscientes que os profissionais de saúde e gestores, como quaisquer membros de organizações, comumente estabelecem entre si, o que também desestabiliza a dinâmica organizacional", apontou ela. 

  4. Pesquisa analisa 'Síndrome de Burnout' em enfermeiros intensivistas

    Analisar a prevalência de Síndrome de Burnout (SB), segundo os aspectos psicossociais, sócio-demográficos e laborais de trabalhadores de enfermagem intensivistas de dois hospitais federais da região metropolitana do Rio de Janeiro, um universitário e outro geral, foi o foco da pesquisa do aluno de doutorado em Saúde Pública da ENSP Jorge Luiz Lima da Silva, realizada com 130 profissionais da área, sob a orientação da pesquisadora Liliane Reis Teixeira. Segundo Silva, os aspectos psicossociais referem-se a elementos do ambiente organizacional que sofrem influências das características individuais ao serem vivenciados pelos trabalhadores. "Estão relacionados ao macro contexto histórico, social de cada pessoa. O estresse é elemento-chave referente aos aspectos psicossociais."