1. Defesas de tese doutorado em Epidemiologia em Saúde Pública nesta quarta-feira (15/8)

    No dia 15 de agosto, duas defesas de doutorado em Epidemiologia em Saude Pública, na ENSP. Análise da tendência temporal de mortalidade por doença pulmonar obstrutiva crônica nas capitais e regiões brasileiras, por Karla Dala Paula Torres, e Quantas mulheres fizeram aborto provocado nas capitais brasileiras? Resultados de um inquérito nacional com a aplicação de modelos hierárquicos utilizando informações indiretas baseadas na rede de contatos, por Natália Santana Paiva. Confira abaixo os horarios, locais e banca.
     

  2. 'Vidas ilegítimas ou quando a própria norma é violação': estudo da ENSP enfoca o aborto na América Latina

    Para refletir sobre os valores e princípios que formam as normas sobre aborto na América Latina, a aluna de doutorado da ENSP, Ana Cristina González Vélez, desenvolveu sua tese sob orientação do pesquisador Sergio Rego. Ela é ativista na questão do aborto há mais de dez anos, acompanhando o debate pela liberalização e a contramobilização em diferentes países, que também visa avançar na implementação das leis existentes e redução do aborto inseguro. A professora Arantza Campos, da Universidad del Pais Vasco, foi coorientadora do trabalho.