1. Inscrições abertas para especialização em Direitos Humanos e Saúde

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP/Fiocruz) está com inscrições abertas para a Especialização em Direitos Humanos e Saúde 2018. Desenvolvido pelo Departamento de Direitos Humanos, Saúde e Diversidade Cultural da ENSP, o curso oferece 20 vagas, destinado a profissionais relacionados com a área dos Direitos Humanos e da Saúde, e sua coordenação está a cargo das pesquisadoras Maria Helena Barros de Oliveira e Marise Freitas Alves, do Dihs/ENSP. As inscrições estão abertas até 4/1/2018 e devem ser feitas na Plataforma Siga LS (www.sigals.fiocruz.br).

  2. Mestrado profissional em Atenção Primária: inscrições até 27 de outubro

    Estão abertas, até 27 de outubro, as inscrições para o mestrado profissional em Atenção Primária à Saúde com ênfase na Estratégia de Saúde da Família. O curso é uma proposição da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS/Rio), e tem por finalidade fomentar a produção de novos conhecimentos e inovação na Atenção Primária à Saúde na cidade do Rio de Janeiro, integrando parcerias entre instituições acadêmicas e a rede municipal de saúde. Coordenado pelas pesquisadoras da ENSP/Fiocruz, Elyne Engstrom e Virginia Hortale, o curso é dirigido a profissionais de nível superior da área de saúde que atuam na Atenção Primária à Saúde no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, com a possibilidade de inclusão de profissionais que atuam na Atenção Primária da Saúde em outros municípios brasileiros. Acesse o edital e saiba mais sobre o curso. As inscrições devem ser feitas pela Plataforma Sigass.

  3. ENSP oferece curso de Vigilância em Saúde do Trabalhador em Porto Alegre

    Estão abertas até 19 de outubro as inscrições para o Curso Básico de Vigilância em Saúde do Trabalhador, na modalidade presencial, oferecido pelo Departamento de Direitos Humanos, Saúde e Diversidade Cultural da ENSP, em parceria com o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) de Porto Alegre. Coordenado pelo pesquisador Luiz Carlos Fadel, o curso tem por objetivo capacitar agentes públicos e representantes sindicais na Renast/SUS para o exercício de Vigilância em Saúde do Trabalhador e oferece 35 vagas. As inscrições devem ser feitas na Plaforma Siga EPS.

  4. Mestrado profissional em Atenção Primária: inscrições até 27 de outubro

    Estão abertas, até 27 de outubro, as inscrições para o mestrado profissional em Atenção Primária à Saúde com ênfase na Estratégia de Saúde da Família. O curso é uma proposição da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS/Rio), e tem por finalidade fomentar a produção de novos conhecimentos e inovação na Atenção Primária à Saúde na cidade do Rio de Janeiro, integrando parcerias entre instituições acadêmicas e a rede municipal de saúde. Coordenado pelas pesquisadoras da ENSP/Fiocruz, Elyne Engstrom e Virginia Hortale, o curso é dirigido a profissionais de nível superior da área de saúde que atuam na Atenção Primária à Saúde no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, com a possibilidade de inclusão de profissionais que atuam na Atenção Primária da Saúde em outros municípios brasileiros. Acesse o edital e saiba mais sobre o curso. As inscrições devem ser feitas pela Plataforma Sigass.

  5. Oficinas regionais debatem revisão da atual Política Nacional de Educação Permanente em Saúde

    A Secretaria de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde do Ministério da Saúde (SGTES/MS) está promovendo a revisão da atual Política Nacional de Educação Permanente em Saúde. Serão realizadas cinco oficinas, uma por região do país. Considerando o papel protagonista das Escolas de Saúde Pública na formação para o Sistema Único de Saúde (SUS) e a importância da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS) no direcionamento das ações para a educação na saúde, o Ministério convida toda a Redescola a participar das oficinas.

  6. Curso de Atualização sobre cuidados paliativos encerra inscrições

    O Departamento de Direitos Humanos, Saúde e Diversidade Cultural da Escola Nacional de Saúde Pública (Dihs/ENSP) encerrou as inscrições para o Curso de Atualização Cuidados Paliativos: Uma Reflexão na Perspectiva do Direito, Saúde e Cidadania. As inscrições foram abertas nesta segunda-feira, 2 de outubro, mas em poucas horas todas as vagas disponíveis foram preenchidas. O principal objetivo do curso é estimular a necessidade de formação de profissionais da saúde nessa temática e num futuro próximo colaborar para criação de uma rede de atenção em cuidados paliativos no âmbito da Saúde Pública do Estado do Rio de Janeiro. Desde sua primeira edição mais de 500 profissionais e estudantes da área da saúde foram matriculados.  

  7. Mestrado profissional em Atenção Primária: inscrições até 27 de outubro

    Estão abertas, até 27 de outubro, as inscrições para o mestrado profissional em Atenção Primária à Saúde com ênfase na Estratégia de Saúde da Família. O curso é uma proposição da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS/Rio), e tem por finalidade fomentar a produção de novos conhecimentos e inovação na Atenção Primária à Saúde na cidade do Rio de Janeiro, integrando parcerias entre instituições acadêmicas e a rede municipal de saúde. Coordenado pelas pesquisadoras da ENSP/Fiocruz, Elyne Engstrom e Virginia Hortale, o curso é dirigido a profissionais de nível superior da área de saúde que atuam na Atenção Primária à Saúde no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, com a possibilidade de inclusão de profissionais que atuam na Atenção Primária da Saúde em outros municípios brasileiros. Acesse o edital e saiba mais sobre o curso. As inscrições devem ser feitas pela Plataforma Sigass.

  8. Mestrado profissional em Atenção Primária: inscrições até 27 de outubro

    Estão abertas, até 27 de outubro, as inscrições para o mestrado profissional em Atenção Primária à Saúde com ênfase na Estratégia de Saúde da Família. O curso é uma proposição da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS/Rio), e tem por finalidade fomentar a produção de novos conhecimentos e inovação na Atenção Primária à Saúde na cidade do Rio de Janeiro, integrando parcerias entre instituições acadêmicas e a rede municipal de saúde. Coordenado pelas pesquisadoras da ENSP/Fiocruz, Elyne Engstrom e Virginia Hortale, o curso é dirigido a profissionais de nível superior da área de saúde que atuam na Atenção Primária à Saúde no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, com a possibilidade de inclusão de profissionais que atuam na Atenção Primária da Saúde em outros municípios brasileiros. Acesse o edital e saiba mais sobre o curso. As inscrições devem ser feitas pela Plataforma Sigass.

  9. Programas de pós-graduação se destacam em avaliação da Capes

    Mais uma vez os cursos de pós-graduação da Fiocruz se destacaram na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Nove programas aumentaram a sua nota - sendo seis cursos com nota máxima - e 20 ficaram com notas iguais ou acima de 5, o que significa um desempenho muito bom. Foram avaliados 42 cursos da Fundação, de mestrado acadêmico e doutorado, e mestrado profissional, alguns em rede ou em colaboração com outras instituições. Os programas de pós-graduação em Saúde Pública e Epidemiologia em Saúde Pública, da ENSP, receberam nota 6. A pós em Saúde Pública e Meio Ambiente obteve nota 5, enquanto o programa de Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva foi avaliado com nota 4. Os mestrados profissionais em Saúde Pública e Epidemiologia em Saúde Pública receberam nota máxima.
     

  10. Programas de pós-graduação se destacam em avaliação da Capes

    Mais uma vez os cursos de pós-graduação da Fiocruz se destacaram na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Nove programas aumentaram a sua nota - sendo seis cursos com nota máxima - e 20 ficaram com notas iguais ou acima de 5, o que significa um desempenho muito bom. Foram avaliados 42 cursos da Fundação, de mestrado acadêmico e doutorado, e mestrado profissional, alguns em rede ou em colaboração com outras instituições. Os programas de pós-graduação em Saúde Pública e Epidemiologia em Saúde Pública, da ENSP, receberam nota 6. A pós em Saúde Pública e Meio Ambiente obteve nota 5, enquanto o programa de Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva foi avaliado com nota 4. Os mestrados profissionais em Saúde Pública e Epidemiologia em Saúde Pública receberam nota máxima.