1. Seminário sobre direito à saúde encerra curso direcionado ao MP

    Com o propósito de intensificar o diálogo entre os campos da Saúde Coletiva e da Justiça e, assim, contribuir para a efetivação do direito à saúde, a ENSP realizou - por meio de parceria entre a Comissão Permanente de Defesa da Saúde, do Grupo Nacional de Direitos Humanos, do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União e o Ministério da Saúde -, o curso de aperfeiçoamento em Política e Gestão da Saúde Pública para o Ministério Público, oferecido na modalidade a distância e envolvendo cerca de 140 alunos. Para marcar o fim desse ciclo, nos dias 30 e 31 de maio, será realizado o último encontro presencial do curso com o seminário A sustentabilidade do direito à saúde e do Sistema Único de Saúde. O encontro, fechado ao público, conta com a presença de representantes dos diversos órgãos envolvidos na parceria. 

  2. Saúde, sociedade e direitos humanos: inscrições abertas para curso de atualização na área

    O Departamento de Direitos Humanos, Saúde e Diversidade Cultural da ENSP (Dihs) está com inscrição aberta para o curso de atualização Saúde, Sociedade e Direitos Humanos. A capacitação é gratuita e destinada a estudantes e profissionais das áreas de Direito e Saúde, líderes comunitários, sindicalistas, entre outros. O curso discute os Determinantes Sociais da Saúde, consensuando uma concepção ampliada do processo saúde-doença. As relações do setor saúde com os outros campos do conhecimento e as noções de intersetorialidade e participação, essenciais à promoção da saúde.
     

  3. Novo curso a distância sobre segurança do paciente seleciona tutores até 23/5

    Estão abertas as inscrições de tutores para o curso de especialização em Segurança do Paciente para Profissionais da Rede de Atenção às Urgências e Emergências, oferecido na modalidade a distância. A chamada visa selecionar profissionais que atuarão na nova formação, cujo objetivo é proporcionar o desenvolvimento de competências e conhecimentos científicos acerca de questões da qualidade e da segurança do paciente enquanto questões-chave da prestação de cuidados de saúde. A seleção é voltada para profissionais com nível superior com especialização e comprovada experiência docente em processos educativos, bem como experiência em serviço nas áreas de: qualidade em saúde e/ou segurança do paciente. O pesquisador da ENSP e coordenador do curso, Walter Mendes, destacou que, em breve, o edital de seleção de alunos para esta nova formação será divulgado.

  4. Especialização e educação profissional: Escola oferece vagas em dois cursos

    Com o objetivo de aprofundar conhecimentos e habilidades técnicas em setores específicos do saber, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) está com inscrições abertas para trêss cursos - uma especialização lato sensu e dois cursos de educação profissional em saúde - atraindo estudantes brasileiros, latino-americanos e dos Países Africanos de Língua Portuguesa (Palops), e integrando o programa de formação baseado em competências. Este programa é percebido como fundamental para o aprimoramento do SUS e o fortalecimento das ações e serviços de saúde nas esferas local, nacional e, cada vez mais, global. Ao todo, são oferecidas 90 vagas. Os cursos são presenciais e as inscrições devem ser feitas na Plataforma Siga da Fiocruz. Confira a lista de oportunidades, os prazos de inscrição e os objetivos de cada um deles.

  5. EAD oferece mais de mil vagas em cursos de especialização a distância

    A Educação a Distância da ENSP está com inscrições abertas para alunos e tutores em dois cursos oferecidos no âmbito do convênio com a Universidade Aberta do Brasil, do Ministério da Educação (UAB/MEC). Os cursos de especialização Impactos da Violência na Escola e Gestão em Saúde disponibilizam ao todo mais de mil vagas. Confira as oportunidades e leia todas as informações disponíveis nos respectivos editais. 

  6. Segunda entrada do doutorado em Epidemiologia da ENSP: inscrições prorrogadas até 16/5

    Foram prorrogadas, até o dia 16 de maio, o prazo de inscrições para segunda entrada para 2016 no doutorado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Epidemiologia em Saúde Pública da ENSP (exclusiva para candidatos brasileiros). A chamada pública está disponível na Plataforma SigaSS. O curso, criado em 2007 e credenciado pelo Conselho Federal de Educação, é, atualmente, coordenado pela pesquisadora do Departamento de Epidemiologia e Métodos Quantitativos (Demqs/ENSP) Letícia de Oliveira Cardoso. Confira os orientadores, as vagas e as linhas de pesquisa disponíveis.

  7. Novo curso a distância sobre segurança do paciente seleciona tutores até 23/5

    Estão abertas as inscrições de tutores para o curso de especialização em Segurança do Paciente para Profissionais da Rede de Atenção às Urgências e Emergências, oferecido na modalidade a distância. A chamada visa selecionar profissionais que atuarão na nova formação, cujo objetivo é proporcionar o desenvolvimento de competências e conhecimentos científicos acerca de questões da qualidade e da segurança do paciente enquanto questões-chave da prestação de cuidados de saúde. A seleção é voltada para profissionais com nível superior com especialização e comprovada experiência docente em processos educativos, bem como experiência em serviço nas áreas de: qualidade em saúde e/ou segurança do paciente. O pesquisador da ENSP e coordenador do curso, Walter Mendes, destacou que, em breve, o edital de seleção de alunos para esta nova formação será divulgado.

  8. Segunda entrada do doutorado em Epidemiologia da ENSP: inscrições prorrogadas até 16/5

    Foram prorrogadas, até o dia 16 de maio, o prazo de inscrições para segunda entrada para 2016 no doutorado do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Epidemiologia em Saúde Pública da ENSP (exclusiva para candidatos brasileiros). A chamada pública está disponível na Plataforma SigaSS. O curso, criado em 2007 e credenciado pelo Conselho Federal de Educação, é, atualmente, coordenado pela pesquisadora do Departamento de Epidemiologia e Métodos Quantitativos (Demqs/ENSP) Letícia de Oliveira Cardoso. Confira os orientadores, as vagas e as linhas de pesquisa disponíveis. 

  9. Laboratório da ENSP oferece capacitação em vigilância em saúde na atenção básica

    A Escola Nacional de Saúde Pública, por intermédio do Laboratório de Monitoramento Epidemiológico de Grandes Empreendimentos (LabMep), está com inscrições abertas para o curso de Capacitação em Vigilância em Saúde na Atenção Básica. Ao todo, são oferecidas 50 vagas, sendo 25 para o município de Niterói, e 25 para a turma que contempla os municípios de Tanguá, Rio Bonito, Casimiro de Abreu e Silva Jardim. Direcionado à qualificação de gestores e profissionais que atuam na Vigilância em Saúde e na Atenção Básica, o curso tem o objetivo de contribuir para o aperfeiçoamento do processo de trabalho na área de vigilância em saúde na dimensão territorial/local. A capacitação é coordenada pelo pesquisador da ENSP Luciano Toledo. Os candidatos do município de Niterói poderão se inscrever até 30/5. Para as demais localidades, as inscrições estarão abertas até 6/6. Ambas devem ser feitas na Plataforma SIGAEPS.

  10. Saúde do trabalhador: curso aprimora políticas em São Paulo

    O Seminário de Avaliação e Acompanhamento do Curso de Especialização a Distância em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana do Município de São Paulo, promovido pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) e a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMSSP), teve início nesta terça-feira (10/5), na cidade de São Paulo, e contou com participação do secretário municipal de Saúde (SMS-SP), Alexandre Padilha, e do diretor da ENSP/Fiocruz, Hermano Castro. O evento, que se estende até quarta-feira (13/5), abordará os desafios que norteiam a Política de Saúde do Trabalhador e Trabalhadora, como também apresentará os trabalhos de conclusão de curso de 143 especialistas em saúde do trabalhador. "Pretendemos que os TCCs gerem ações que contribuam para o aprimoramento das políticas na área de saúde do trabalhador do município", almejou Rita Mattos, coordenadora do curso.