1. Curso de formação de técnicos de farmácia do RJ está com inscrições abertas

    Estão abertas, até o dia 16 de fevereiro de 2016, as inscrições para o curso de formação continuada em saúde para técnicos de farmácia dos serviços farmacêuticos na atenção primária da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS/RJ). A formação, oferecida pela ENSP em parceria com a SMS/RJ, tem até 30 vagas disponíveis para profissionais de nível médio com atuação como técnico de farmácia nos serviços farmacêuticos da atenção primária na SMS/RJ. 

  2. Edital fomenta pesquisa sobre zika, chicungunya e dengue

    Com o objetivo de somar esforços a outras iniciativas já em andamento, anunciadas pelo governo do estado, a Fundação, divulgou o edital que visa fomentar pesquisas sobre as doenças disseminadas pelo mosquito Aedes aegypti. Intitulado Programa Pesquisa em Zika, Chikungunya e Dengue no Estado do Rio de Janeiro - 2015, a iniciativa poderá ser ampliada com esforços e apoio financeiro de outros órgãos públicos, do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), do Ministério da Saúde (MS) e/ou do Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa (Confap). O montante inicial de recursos alocados no edital é de R$ 10 milhões, a serem repassados ao longo de dois anos.

  3. MS e Rede Unida abrem chamada para projetos sobre SUS

    A Rede Unida, em parceria com o Ministério da Saúde, acaba de divulgar a chamada para submissão de propostas para o projeto Vivências e Estágios na Realidade do SUS – edição verão 2016. A chamada fica aberta até 24/11 e aceita propostas tanto para imersão quanto para a realização de seminários e oficinas de reflexão sobre o projeto. Para cada uma das duas possibilidades, existem orientações específicas sobre o público alvo, o cronograma de execução, as ofertas de financiamento e os modelos de projetos para submissão. 

  4. CNPq seleciona projetos em Ciências Humanas Sociais e Sociais Aplicadas

    O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) investirá um total de R$ 2 milhões em projetos nas áreas de Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas. As propostas aprovadas terão o valor máximo de R$ 30 mil. Os recursos serão destinados ao financiamento de itens de custeio e capital. A submissão dos projetos pode ser feita até o dia 11 de novembro de 2015 e os resultados devem ser divulgados a partir de dezembro deste ano.

  5. Edital apoia pesquisa sobre mudanças climáticas e recursos hídricos

    A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) divulgou o edital nº 19/2015, referente ao Programa de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica em Mudanças Climáticas e seus Impactos sobre os Recursos Hídricos, em parceria com a Agência Nacional de Águas (ANA), que seleciona propostas para implantação de projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação e cooperação acadêmica com vistas à formação de recursos humanos e geração de conhecimento sobre mudanças climáticas e de usos da terra e seus impactos sobre os recursos hídricos no Brasil.

  6. Ministério da Justiça e PNUD selecionam iniciativas para mapear dados de homicídio doloso no Brasil

    De 1980 a 2000, a taxa de homicídios no Brasil aumentou 130%, atingindo o registro de 27 mortes para cada 100 mil habitantes, segundo dados do IBGE. Em números absolutos, isso significa que quase 600 mil pessoas foram assassinadas nesses 20 anos. Para deter o crescimento dessa estatística, o Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), desenvolveu edição especial do projeto Pensando a Segurança, com foco em homicídios. O objetivo da iniciativa é realizar um diagnóstico para compreender a dinâmica da violência nos municípios que apresentam as maiores taxas de homicídio do Brasil.

  7. Ministério divulga edital para pesquisa com foco na melhoria da qualidade de vida dos brasileiros

    O Ministério da Saúde abriu chamamento público para projetos em 23 linhas de pesquisa em temas estratégicos para o Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo é fortalecer o SUS e contribuir para a melhoria das condições de saúde da população brasileira. Entre os temas propostos estão o impacto do Programa Mais Médicos em áreas vulneráveis, as principais causas de morte materna entre os povos indígenas, a investigação sobre a situação vacinal nas capitais brasileiras, o impacto da implantação das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e avaliação da qualidade da atenção hospitalar no país. Ao todo, o Ministério irá disponibilizar R$ 23,5 milhões para o desenvolvimento das pesquisas.

  8. Ministério divulga edital para pesquisa com foco na melhoria da qualidade de vida dos brasileiros

    O Ministério da Saúde abriu chamamento público para projetos em 23 linhas de pesquisa em temas estratégicos para o Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo é fortalecer o SUS e contribuir para a melhoria das condições de saúde da população brasileira. Entre os temas propostos estão o impacto do Programa Mais Médicos em áreas vulneráveis, as principais causas de morte materna entre os povos indígenas, a investigação sobre a situação vacinal nas capitais brasileiras, o impacto da implantação das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e avaliação da qualidade da atenção hospitalar no país. Ao todo, o Ministério irá disponibilizar R$ 23,5 milhões para o desenvolvimento das pesquisas.