1. Ceensp debaterá medicamentos para doenças raras (alteração de local)

    O Centro de Estudos da ENSP de 25/3 terá como tema Medicamentos para doenças raras, eficiência econômica versus equidade social. São consideradas raras doenças crônicas sérias, degenerativas e que normalmente colocam a vida em risco; doenças incapacitantes, que comprometem a qualidade de vida devido à falta de autonomia; doenças em que o nível de dor e de sofrimento do indivíduo e da sua família é elevado; e doenças para as quais não existe uma cura efetiva, mas os sintomas podem ser tratados para melhorar a qualidade de vida e a esperança de vida. A atividade será coordenada pelo pesquisador da ENSP Claudio Cordovil que recentemente assinou artigo sobre o assunto. Marcado para 13h30, na sala 410 da Escola, o Ceensp contará com a participação dos professores da Faculdade de Medicina da Uerj Denizar Vianna e Fernando Aith e da representante do Instituto Canguru Marlene Sturm. O encontro é aberto a todos os interessados e não necessita inscrição prévia. 

  2. Ceensp debaterá medicamentos para doenças raras (alteração de local)

    O Centro de Estudos da ENSP de 25/3 terá como tema Medicamentos para doenças raras, eficiência econômica versus equidade social. São consideradas raras doenças crônicas sérias, degenerativas e que normalmente colocam a vida em risco; doenças incapacitantes, que comprometem a qualidade de vida devido à falta de autonomia; doenças em que o nível de dor e de sofrimento do indivíduo e da sua família é elevado; e doenças para as quais não existe uma cura efetiva, mas os sintomas podem ser tratados para melhorar a qualidade de vida e a esperança de vida. A atividade será coordenada pelo pesquisador da ENSP Claudio Cordovil que recentemente assinou artigo sobre o assunto. Marcado para 13h30, na sala 410 da Escola, o Ceensp contará com a participação dos professores da Faculdade de Medicina da Uerj Denizar Vianna e Fernando Aith e da representante do Instituto Canguru Marlene Sturm. O encontro é aberto a todos os interessados e não necessita inscrição prévia. 

  3. Assista ao Centro de Estudos sobre crise no abastecimento de água

    No dia 4 de março, a ENSP promoveu o seu primeiro Centro de Estudos (Ceensp) em 2015. Em debate: Ceensp: Crise no abastecimento de água: problema ambiental ou de gestão?. A atividade contou com a participação da pesquisadora do Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental da ENSP, Bianca Dieile, da professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Ana Lucia Nogueira de Paula Britto e do representando do Conselho Estadual de Recursos Hídricos do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Décio Tubbs Filho. Assista aos vídeos.

  4. Controle social deve gerir políticas hídricas

    Desde que afetou a região economicamente mais desenvolvida do país, a crise da água vem sendo tema de diversas discussões não só entre a sociedade civil em geral, como também por parte do governo. No intuito de compreender o assunto, o primeiro Centro de Estudos da ENSP de 2015 discutiu se a crise no abastecimento de água é um problema ambiental ou de gestão. Para isso, a atividade reuniu três especialistas na área, que trouxeram para o debate questões como a governança da água, a intermitência de água nos Planos Municipais de Saneamento Básico, além da origem da crise. Na ocasião, a pesquisadora do Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental (DSSA/ENSP), Bianca Dieile, enfatizou que a gestão da água precisa e deve passar por controle social. "Decisões sérias precisam ser tomadas e a população deve estar inserida nelas". A atividade, realizada no salão internacional da Escola, no dia 4 de março, foi coordenada pela pesquisadora do DSSA Rosália Maria de Oliveira.

  5. Controle social deve gerir políticas hídricas

    Desde que afetou a região economicamente mais desenvolvida do país, a crise da água vem sendo tema de diversas discussões não só entre a sociedade civil em geral, como também por parte do governo. No intuito de compreender o assunto, o primeiro Centro de Estudos da ENSP de 2015 discutiu se a crise no abastecimento de água é um problema ambiental ou de gestão. Para isso, a atividade reuniu três especialistas na área, que trouxeram para o debate questões como a governança da água, a intermitência de água nos Planos Municipais de Saneamento Básico, além da origem da crise. Na ocasião, a pesquisadora do Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental (DSSA/ENSP), Bianca Dieile, enfatizou que a gestão da água precisa e deve passar por controle social. "Decisões sérias precisam ser tomadas e a população deve estar inserida nelas". A atividade, realizada no salão internacional da Escola, no dia 4 de março, foi coordenada pela pesquisadora do DSSA Rosália Maria de Oliveira.

  6. Primeiro Ceensp de 2015 debaterá a crise no abastecimento de água

    A falta de água em algumas regiões brasileiras é um problema real e antigo, o nordeste do país, por exemplo, sofre com ela há muitos anos. Atualmente, a crise hídrica vem assombrando também a região sudeste do país. São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro são os três estados mais atingidos pela crise no abastecimento de água. Em São Paulo, a situação é ainda pior, desde que o nível do Sistema Cantareira - que abastece cerca de 6,5 milhões de pessoas na capital - começou a baixar gradativamente. Mas será que a crise no abastecimento de água é um problema ambiental ou de gestão? Para entender a questão, o primeiro Centro de Estudos da ENSP em 2015 debaterá a crise no abastecimento de água. A atividade está marcada para o dia 4 de março, a partir das 13h30, no salão Internacional da Escola e é aberta a todos os interessados.

  7. Primeiro Ceensp de 2015 debaterá a crise no abastecimento de água

    A falta de água em algumas regiões brasileiras é um problema real e antigo, o nordeste do país, por exemplo, sofre com ela há muitos anos. Atualmente, a crise hídrica vem assombrando também a região sudeste do país. São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro são os três estados mais atingidos pela crise no abastecimento de água. Em São Paulo, a situação é ainda pior, desde que o nível do Sistema Cantareira - que abastece cerca de 6,5 milhões de pessoas na capital - começou a baixar gradativamente. Mas será que a crise no abastecimento de água é um problema ambiental ou de gestão? Para entender a questão, o primeiro Centro de Estudos da ENSP em 2015 debaterá a crise no abastecimento de água. A atividade está marcada para o dia 4 de março, a partir das 13h30, no salão Internacional da Escola e é aberta a todos os interessados.

  8. Poluição sonora: um barulho em nossas vidas

    O Centro de Estudos da ENSP de 19/11 teve a questão da poluição sonora como tema. Para isso recebeu o chefe do Laboratório de Ensaios Acústicos do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Laena/Inmetro), Marco Antonio Nabuco de Araújo, a coordenadora do Serviço de Audiologia do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), Márcia Soalheiro, e a pesquisadora da Coordenação de Saúde do Trabalhador da Fiocruz, Martha Ribeiro Valle Macedo. Na ocasião, o chefe do Laena explicou que existem diversos tipos de poluição sonora e que o barulho causado por ela está presente na vida de todos. Ele defendeu também que o Estado precisa se posicionar sobre a questão e realizar ações efetivas de enfrentamento.

  9. Fios de resistência: mestrado sobre movimentos sociais debate saúde no campo

    Foi numa terça-feira de sol ameno, talvez uma das últimas antes da chegada de um verão que promete ser quente. Sob o ainda mais fresco ar condicionado da sala de número 32 do Cesteh, um grupo de cerca de trinta pessoas, em sua maioria jovens, agitava a atmosfera com suas vozes, risos, bandeiras e chapéus. Tratava-se de um encontro de alunos do mestrado profissional em Trabalho, Saúde, Ambiente e Movimentos Sociais, inaugurado este ano na ENSP. Enquanto o grupo, formado por pessoas das mais diversas regiões do Brasil, debatia  agroecologia, SUS e  a saúde do campo, outros ventos, em outros cantos, faziam circular o nome da senadora Kátia Abreu, uma aliada do agronegócio, como a provável ministra da agricultura do segundo mandato de Dilma Rouseff.

  10. Ceensp abordará os surtos de micobactérias no Brasil

    Micobactérias são bactérias do gênero Mycobacterium, que inclui mais de 150 espécies, inclusive a M. tuberculosis, agente causador da tuberculose e a M. leprae, da hanseníase. E são elas o foco do próximo Centro de Estudos da ENSP. Com o tema Os surtos de micobactérias no Brasil, o Ceensp terá como expositores Suzie Marie Gomes (Anvisa), Rafael Duarte (UFRJ) e José Luis de Souza Varella (Cremerj). A atividade está marcada para 26/11, às 13h30, no Centro de Referência Prof. Hélio Fraga (CRPHF/ENSP) e é aberta a todos os interessados.