1. Justiça Ambiental reúne ciência e ativismo

    Justiça Ambiental e Saúde: Ciência e Ativismo em Busca da Transformação foi o tema do evento promovido pela ENSP no dia 14/6. Na abertura, o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha,  parabenizou a qualidade dos participantes e classificou o momento como especial, carregado pela expectativa da Rio+20. "Esse evento compõe o esforço que a Fundação vem galgando na área de ambiente, e o fortalecimento do movimento de justiça ambiental ajuda a reduzir a iniquidade, a assimetria". Na sua missão, origem e trajetória, a Fiocruz tem forte compromisso com a justiça social e as mesas do encontro deram foco aos movimentos populares e experiências da África, América Latina e Europa. As apresentações do evento estão disponíveis na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  2. Divulgado vencedor do concurso Quero Ver Toninha

    O jornal O Globo publicou, nesta segunda-feira (18/6), o resultado do concurso de cartazes Quero ver Toninha, que integra a campanha visando à preservação da espécie de golfinho mais ameaçada no Brasil. O leitor Alexandre Esteves Neves, de 38 anos, foi o grande vencedor e sua obra ficará lado a lado com os cartazes sobre sustentabilidade feitos por trinta grandes designers do mundo, que participam da exposição Glob-All Mix, com curadoria do designer Felipe Taborda.

  3. Rio+20: impactos e desafios das mudanças climáticas

    Debatendo dois temas que estão diretamente relacionados – mudanças climáticas e desastres –, o último dia de atividades do seminário Saneamento e Saúde Ambiental: reflexões para a Rio+20 promoveu ampla discussão sobre mudanças do clima e cidades saudáveis; saúde ambiental e os desafios das megacidades; indicadores de vulnerabilidade e os impactos das mudanças climáticas; medidas de mitigação da mudança do clima nas cidades e seu impacto para saúde; estratégias de mobilização comunitária para chuvas fortes; e desastres e sustentabilidade. A atividade, realizada durante toda a quinta-feira (14/6), contou com a participação de diversos especialistas nos temas debatidos, além de dois colaboradores do Painel Internacional de Mudanças Climáticas (IPCC) da ONU.

  4. Um mundo em busca do desenvolvimento sustentável

    As palestras do seminário de Saneamento e Saúde Ambiental: reflexões sobre a Rio+20 têm enfatizado a importância da participação popular para o desenvolvimento das ações de saneamento, e as mesas apresentadas durante a quarta-feira (13/6) não foram diferentes. A parte da manhã debateu a economia verde e destacou que este conceito atualmente é visto como uma manobra para promover o crescimento da demanda mundial por tecnologias ambientais e não enfrenta a lógica de produção capitalista. Já a mesa da tarde, Cidade e Habitação Saudável, contou com apresentações de quatro palestrantes que se complementaram ao destacar a importância do papel dos indivíduos na construção de um ambiente saudável e a necessidade de a habitação atuar como um agente da saúde de seus moradores e usuários.

  5. Pesquisadores e alunos representam a ENSP na Rio+20

    A Escola Nacional de Saúde Pública, representada pelos pesquisadores, docentes e alunos do programa de pós-graduação em Saúde Pública e Meio Ambiente irá participar de diversas atividades na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que acontece de 13 a 22 de junho, no Rio de Janeiro. Os representantes estarão presentes em conferências, atividades culturais, campanhas e stands expondo as pesquisas da instituição nas áreas de saúde pública e meio ambiente.

     

  6. Água e esgoto em debate para a Rio+20

    O segundo dia (12/6) de atividades do seminário Saneamento e Saúde Ambiental: Reflexões sobre a Rio+20 promoveu amplas discussões sobre água, esgoto e resíduos. Ao longo de oito exposições, divididas em duas mesas de atividades, foram abordados temas como vigilância ambiental, a relação da água com a saúde pública, o biomonitoramento e a situação dos corpos hídricos na região metropolitana do Rio de Janeiro, o papel da Comlurb na limpeza urbana, soluções para a destinação correta de resíduos no Rio de Janeiro e a gestão com sustentabilidade ambiental para a água a resíduos sólidos.

  7. Cynamon: trajetória influencia políticas de saneamento

    "Toda e qualquer questão de saneamento deve ter o envolvimento da comunidade para garantia de sucesso; e a educação é uma grande ferramenta para isso". Foi utilizando os ideais do fundador do departamento de Saneamento e Saúde Ambiental da ENSP, Szachna Eliasz Cynamon (in memoriam) - grande homenageado do dia -, que o coordenador geral de Engenharia Sanitária da Funasa, José Antonio da Motta Ribeiro, falou sobre a importância da participação popular nas ações de saneamento. A tarde do primeiro dia (11/6) do Seminário Saneamento e Saúde Ambiental foi marcada pela exposição das ações de saneamento rural no Brasil e pelas homenagens ao idealizador da primeira patente tecnológica internacional da Fiocruz, com o lançamento da sua biografia As aventuras de um sanitarista bandeirante.

  8. Mudanças climáticas e desastres em debate no seminário de saneamento

    Mudanças Climáticas e Desastres são os temas das duas mesas que acontecerão na quinta-feira (14/6) no seminário Saneamento e Saúde Ambiental: reflexões sobre a Rio+20, realizado pela ENSP. A primeira atividade começa às 9 horas na Tenda da Ciência, no Campus Fiocruz. O seminário busca criar um espaço de discussão sobre temas que serão abordados na Rio+20 e têm interface com as áreas de saneamento e saúde ambiental, exatamente quando toda a sociedade está com a atenção voltada para esse evento mundial.

  9. Movimento pelas toninhas conquista área de preservação

    A campanha pela preservação da toninha - realizada pela Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz), jornal O Globo e WWF-Brasil - ganhou a adesão do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e resultou em importante conquista para a conservação da espécie: a criação de uma área de proteção para o pequeno cetáceo com a ampliação do Parque Nacional de Jurubatiba, na Região Norte Fluminense. A notícia foi divulgada pelo jornal O Globo nesta quarta-feira (13/6), dia da abertura da Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que acontece no Rio de Janeiro até 22/6 e deverá contribuir para definir a agenda do desenvolvimento sustentável para as próximas décadas.

  10. Agenda total: o ponto de encontro Rio+20

    Agenda Total é uma plataforma tecnológica embarcada na nuvem que busca facilitar o diálogo virtual e permitir o compartilhamento de informações e conteúdos relacionados com os eventos da Conferência. Com o auxílio de potente banda larga de internet, o ambiente  disponibiliza agendas de eventos, notícias, fóruns, wiks, chat, enquetes, postagem de documentos, vídeos, fotos em alta resolução, videoconferências e reuniões on-line, tudo integrado às redes sociais.