1. ENSP promove encontro internacional sobre formação em Saúde Pública

    Para fortalecer as capacidades formativas regionais em saúde pública do Brasil e de Cuba e discutir a formação na área a partir de experiências das principais escolas dos dois países, contribuindo assim para a criação de espaços colaborativos entre alunos, profissionais de saúde e professores, a ENSP vai realizar o I Colóquio Brasil-Cuba de Formação em Saúde Pública. O encontro, marcado para acontecer nos dias 8, 9 e 10 de dezembro, no auditório térreo da Escola, tem vagas limitas e as inscrições podem ser feitas até o dia 30 de novembro. O programa do colóquio inclui conferências, mesas redondas, debates e rodas de conversa.

  2. Curso que avalia impacto dos grandes empreendimentos na saúde será ofertado na Bahia

    De 9 a 13 de Novembro de 2015, o Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz (Fiocruz Bahia - CPqGM) sediará o Curso Internacional sobre Avaliação de Impacto a Saúde em Grandes Empreendimentos (AIS), coordenado pelos pesquisadores Sandra Hacon, Nelzair Vianna e Andre  Périssé. O curso será ministrado pelo professor Mirko Winkler, do Instituto de Medicina Tropical e Saúde Pública da Suíça, e que possui larga experiência sobre o tema, com trabalhos em países da África, Ásia e América do Sul. A iniciativa tem apoio do Projeto Inova ENSP, do Programa Ciência sem Fronteiras, da Secretaria Estadual de Saúde da Bahia e do Ministério da Saúde. 

  3. ENSP fortalece cooperação com instituições formadoras em saúde de Cuba

    Com o objetivo definir uma agenda de trabalho conjunto e cooperações entre a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca e instituições cubanas para o fortalecimento das capacidades formativas em saúde pública nos dois países, o diretor da ENSP, Hermano Castro, e o vice-diretor de Ambulatórios e Laboratórios da Escola, Marco Menezes, participam de uma missão técnica institucional em Cuba. Durante o encontro, eles cumpriram uma agenda de reuniões e conferências junto às principais instituições formadoras em saúde pública do país.

  4. Seminário internacional Direitos Humanos e Saúde segue com inscrições abertas

    Nos dias 24 e 25 de novembro, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) realizará mais uma edição do IX Seminário Internacional de Direito e Saúde e XIII Seminário Nacional Direito e Saúde, agora promovido pelo Departamento de Direitos Humanos, Saúde e Diversidade Cultural da ENSP (Dihs). O tema de 2015 debaterá Direitos Humanos e Povos Indígenas, como forma de destacar a necessidade de melhores condições de saúde, educação e saneamento e também protestar contra as mortes decorrentes das lutas pela posse da terra e a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215. Segundo reportagem da BBC Brasil, baseada em um levantamento da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), de 2007 a 2014 mais de 2.300 índios morreram por causas externas (acidentes ou violência) no país, dos quais mais de 800 foram vítimas de homicídio. As inscrições estão abertas até o dia 23/11 e devem ser feitas aqui.

  5. Seminário discutirá os Determinantes Sociais da Saúde na América Latina

    Entre os dias 16 e 18 de novembro, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), por meio do Centro de Estudos, Políticas e Informações sobre Determinantes Sociais da Saúde (Cepi-DSS), em parceria com o Centro de Relações Internacionais em Saúde da Fiocruz (Cris) e a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS) promoverá o Seminário Internacional Determinantes Sociais da Saúde, Intersetorialidade e Equidade Social na América Latina, no auditório do Museu da Vida na Fiocruz. O evento, que pretende estimular o debate sobre diferentes perspectivas analíticas e experiências territoriais em desenvolvimento, visa contribuir para a consolidação de estratégias de cooperação regional orientadas à equidade social. 

  6. ENSP discute critérios de formação e apresenta diagnóstico brasileiro em encontro da Resp/Unasul

    Para discutir e elaborar critérios de qualidade e currículos mínimos comuns em saúde pública para nível médio (técnico) e de graduação na região sul-americana, os integrantes da secretaria executiva da Resp/Unasul estiveram no Equador e participaram de oficina sobre o tema. Na ocasião, o diretor da ENSP e secretário executivo da Rede, Hermano Castro, e o vice-diretor de Escola de Governo da Escola e secretário executivo alterno da Resp, Frederico Peres, apresentaram uma síntese da formação em saúde pública na América do Sul, feita a partir de um levantamento realizado pela secretaria executiva junto aos países. Na reunião também foi discutido um plano de trabalho da Rede para o ano de 2016. 

  7. O direito da favela: Boaventura lança livro no Brasil

    Sociólogo português, diretor do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES), em Portugal, e coordenador doutorado do internacional Direitos Humanos, Saúde Global e Políticas da Vida, desenvolvido a partir do convênio entre Fiocruz e CES, Boaventura de Souza Santos está no Brasil para lançar o livro O Direito dos Oprimidos, uma versão da sua tese de doutorado defendida na Universidade de Yale (EUA) sobre o direito no Jacarezinho, uma favela do Rio de Janeiro. "Boa", como é chamado por muitos parceiros brasileiros, também é colaborador do Departamento de Direitos Humanos, Saúde e Diversidade Cultural da Escola Nacional de Saúde Pública (Dihs/ENSP/Fiocruz). O lançamento, que será no sábado, às 14 horas, na Quadra da Escola de Samba do Jacarezinho, homenageará o líder comunitário Irineu Guimarães, parceiro e principal interlocutor do sociólogo durante sua experiência no país. 

  8. Escola traça acordo com Universidade de Washington

    Tuberculose, doenças infecciosas e mudanças globais são os temas de interesse prioritários na cooperação a ser estabelecida entre a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca e a Universidade de Washington. Para celebrar o acordo, apresentar as instituições, trocar experiências e tratar o possível intercâmbio de docentes e discentes, a ENSP recebeu a pesquisadora americana Kristie Ebi, representante da UW. O encontro teve a presença do vice-diretor de Escola de Governo, Frederico Peres, da assessora de Cooperação Internacional, Ana Laura Brandão, e ainda de integrantes do Centro de Relações Internacionais da Fiocruz (Cris). A previsão é que no mês de novembro os integrantes da Escola assinem o convênio oficial em Washington.  

  9. Mestranda da ENSP apresenta projeto sobre promoção da saúde na Colômbia

    A partir de uma avaliação do programa Academia da Saúde, do Ministério da Saúde, a aluna de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da ENSP Monique Padilha foi convidada a participar do I Seminário Internacional de Saúde Pública, promovido pela Universidad de Cundinamarca, da Colômbia. O encontro acontecerá nos dias 29 e 30 de outubro na cidade de Girardot (Colômbia). A palestra de Monique, intitulada Determinantes sociales de la salud y de su confrontación en el território a través de las estrategias de promoción de la salud local faz parte da linha temática Determinantes sociais, sanitários e ambientais

  10. Lancet: comissão de medicamentos dialoga com países da América Latina

    Veronika Wirtz, pesquisadora da Universidade de Boston (EUA) e uma das organizadoras da Comissão Lancet de Medicamentos Essenciais - que reúne especialistas de diversos países para analisar os avanços, os principais problemas e traçar uma agenda de prioridades na área de medicamentos -, fará uma apresentação, via webinar, no dia 23 de outubro, às 14 horas. A exposição tem o propósito de facilitar o diálogo com os profissionais da América do Sul e América Latina, além de apresentar o progresso das ações da Comissão. A pesquisadora Vera Lúcia Luiza, do departamento de Política de Medicamento e Assistência Farmacêutica da ENSP (NAF/ENSP), é a única representante do continente entre os especialistas. A iniciativa é uma organização conjunta do NAF/ENSP com o ISAGS.