1. Palestra internacional apresenta método que recria micróbios que povoam o trato gastrointestinal humano

    No dia 20 de outubro, a Fundação Oswaldo Cruz receberá a professora Emma Allen-Vercoe, da University of Guelph, no Canada, para a palestra "Becoming a microbiome mechanic: understanding gut microbial ecosystems to benefit health". A atividade tem apoio do Programa de pós-graduação de Biologia Celular e Molecular do IOC e será coordenada pelo pesquisador do Centro de Referência Professor Hélio Fraga, da ENSP/Fiocruz, Luis Caetano Martha Antunes. O evento está marcado para as 14h, no auditório Maria Deane, no pavilhão 26 do IOC/Fiocruz. A palestra, aberta ao público, será em inglês e não terá tradução simultânea.

  2. Alunas do Estágio Internacional Brasil-Cuba participarão de sessão aberta na ENSP

    A Assessoria de Cooperação Internacional (ACI) da ENSP promoverá na quinta-feira, dia 19 de outubro, sessão aberta com as alunas do Programa de Estágio Internacional para as Residências Médica e Multiprofissional em Saúde da Família 2017, criado a partir do acordo de cooperação que envolve ENSP/Fiocruz, Escola Nacional de Saúde Pública de Cuba (Ensap) e o Instituto Nacional de Higiene, Epidemiologia e Microbiologia (Inhem). O objetivo do encontro é apresentar as experiências da terceira turma de estágio em Cuba e prestar contas das atividades de cooperação de ensino em saúde entre os dois países. O encontro terá presença do diretor da ENSP, Hermano Castro, e dos membros da ACI da Escola. A sessão está marcada para as 13h30, na sala 410 da ENSP.

  3. Missão da Fiocruz vai a Cuba consolidar parcerias

    Uma missão da Fiocruz viajou a Cuba no final de setembro para avaliar e avançar com a histórica parceria da fundação com diferentes instituições de pesquisa, ensino, intercâmbio e desenvolvimento tecnológico do país caribenho. Integraram a missão o Vice-Presidente de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde da Fiocruz, Marco Antonio Carneiro Menezes, o Diretor da ENSP, Hermano Castro, o Assessor de Cooperação Internacional da ENSP, Eduardo de Azeredo Costa e o Pesquisador do CESTEH/ENSP, Frederico Peres. Na agenda, visitas e reuniões técnicas na Escola Nacional de Saúde Pública de Cuba, ENSAP, no Instituto Nacional de Higiene, Epidemiologia e Microbiologia, INHEM, no Instituto de Medicina Tropical Pedro Koury, IPK, na Faculdade de Tecnologias da Saúde, FATESA, esta última em uma articulação com a Direção da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV).

  4. Missão da Fiocruz vai a Cuba consolidar parcerias

    Uma missão da Fiocruz viajou a Cuba no final de setembro para avaliar e avançar com a histórica parceria da fundação com diferentes instituições de pesquisa, ensino, intercâmbio e desenvolvimento tecnológico do país caribenho. Integraram a missão o Vice-Presidente de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde da Fiocruz, Marco Antonio Carneiro Menezes, o Diretor da ENSP, Hermano Castro, o Assessor de Cooperação Internacional da ENSP, Eduardo de Azeredo Costa e o Pesquisador do CESTEH/ENSP, Frederico Peres. Na agenda, visitas e reuniões técnicas na Escola Nacional de Saúde Pública de Cuba, ENSAP, no Instituto Nacional de Higiene, Epidemiologia e Microbiologia, INHEM, no Instituto de Medicina Tropical Pedro Koury, IPK, na Faculdade de Tecnologias da Saúde, FATESA, esta última em uma articulação com a Direção da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV).

  5. Brasil avança nos estudos de utilização de medicamentos

    O Departamento de Política de Medicamentos e Assistência Farmacêutica (NAF/ENSP), o Instituto René Rachou (Fiocruz Minas) e a Universidade Federal de Minas Gerais promoveram, de 13 a 15 de setembro, no Rio de Janeiro, o seminário Estudos de utilização de medicamentos nos contextos dos países e sistemas de saúde (Drug Utilization Research in country and health system contexts). O evento internacional reuniu pesquisadores da Bélgica, Austrália, Suécia, Hungria e Colômbia e participantes de diferentes regiões do país para trocar experiências, fortalecer pesquisas e a formação no contexto dos estudos de utilização de medicamentos. "O seminário acontece desde 2013 e, de lá pra cá, nossos parceiros internacionais entenderam que o Brasil, apesar de algumas dificuldades na obtenção de dados, já trilhou um bom percurso para trabalhar na primeira linha de estudos de farmacoepidemiologia no mundo", analisou a pesquisadora do Naf/ENSP e da comissão organizadora do evento Claudia Garcia Serpa Osorio de Castro.

  6. Brasil avança nos estudos de utilização de medicamentos

    O Departamento de Política de Medicamentos e Assistência Farmacêutica (NAF/ENSP), o Instituto René Rachou (Fiocruz Minas) e a Universidade Federal de Minas Gerais promoveram, de 13 a 15 de setembro, no Rio de Janeiro, o seminário Estudos de utilização de medicamentos nos contextos dos países e sistemas de saúde (Drug Utilization Research in country and health system contexts). O evento internacional reuniu pesquisadores da Bélgica, Austrália, Suécia, Hungria e Colômbia e participantes de diferentes regiões do país para trocar experiências, fortalecer pesquisas e a formação no contexto dos estudos de utilização de medicamentos. "O seminário acontece desde 2013 e, de lá pra cá, nossos parceiros internacionais entenderam que o Brasil, apesar de algumas dificuldades na obtenção de dados, já trilhou um bom percurso para trabalhar na primeira linha de estudos de farmacoepidemiologia no mundo", analisou a pesquisadora do Naf/ENSP e da comissão organizadora do evento Claudia Garcia Serpa Osorio de Castro.

  7. Estudo associa segregação a hipertensão e diabetes

    Uma pesquisa inédita realizada pela Fiocruz e mais cinco centros de pesquisa do país revela que indivíduos que moram em vizinhanças mais segregadas economicamente - locais com maior concentração de responsáveis pelo domicílio com renda menor do que 3 salários mínimos -  têm 26% mais chance de apresentarem hipertensão e 50% mais de desenvolverem diabetes, comparados a pessoas que residem em áreas menos segregadas. O estudo foi publicado na edição de agosto da Social Science & Medicine, uma das mais respeitadas revistas científicas do mundo.
     

  8. ENSP coordena programa de formação em saúde pública na fronteira Brasil-Uruguai

    Uma iniciativa inovadora de formação baseada nos princípios da aprendizagem significativa. Assim pode ser definido o Programa de Formação em Saúde Pública para a Área de Fronteira Brasil-Uruguai, elaborado e oferecido por docentes da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), pela parte brasileira, e da Universidad de la República (UDELAR), pela parte uruguaia. O Programa se insere no marco de um acordo de cooperação trilateral entre os Ministérios da Saúde de Brasil e Uruguai e a Agência de Cooperação Técnica do Governo Alemão, e tem por objetivo fortalecer os programas e serviços de vigilância em saúde na área de fronteira entre os dois países sul-americanos, com ênfase na vigilância do HIV/AIDS.

  9. ENSP coordena programa de formação em saúde pública na fronteira Brasil-Uruguai

    Uma iniciativa inovadora de formação baseada nos princípios da aprendizagem significativa. Assim pode ser definido o Programa de Formação em Saúde Pública para a Área de Fronteira Brasil-Uruguai, elaborado e oferecido por docentes da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), pela parte brasileira, e da Universidad de la República (UDELAR), pela parte uruguaia. O Programa se insere no marco de um acordo de cooperação trilateral entre os Ministérios da Saúde de Brasil e Uruguai e a Agência de Cooperação Técnica do Governo Alemão, e tem por objetivo fortalecer os programas e serviços de vigilância em saúde na área de fronteira entre os dois países sul-americanos, com ênfase na vigilância do HIV/AIDS.

  10. Publicação reúne experiências internacionais de atenção primária em saúde

    O estudo que analisou a Implementação da Estratégia Saúde da Família em Quatro Grandes Centros Urbanos, realizado pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, da Fiocruz, integra um conjunto de iniciativas de Atenção Primária Integral à Saúde (CPHC), de diferentes países da África, Ásia, América Latina, América do Norte e Europa, reunidas no livro Revitalizing Health for All: Case Studies of the Struggle for Comprehensive Primary Health Care. As experiências incluídas na publicação originam-se de um conjunto de pesquisas-ação, com a participação de pesquisadores de nível sênior, júnior e de gestores da área de saúde. O capítulo brasileiro é assinado pela egressa do Programa de Saúde Pública da ENSP Patty Fidelis de Almeida, pela pesquisadora da ENSP Ligia Giovanella e pelo ex-assessor do Departamento de Atenção Básica, do Ministério da Saúde, Berardo Augusto Nunan.