1. O desafio de incluir 3,5 bilhões de pessoas no acesso a medicamentos

    Artigo assinado pelos pesquisadores Jorge Bermudez, da Escola Nacional de Saude Pública Sergio Arouca da Fiocruz (ENSP/Fiocruz), e Viroj Tangcharoensathien, ministro da Saúde Pública da Tailândia, publicado no âmbito da 142ª Sessão do Conselho Executivo Organização Mundial de Saúde (OMS), realizado em Genebra no período de 22 a 27/01/2018, conclama líderes políticos e especialistas da área da Saúde a enfrentar os desafios relacionados ao acesso a medicamentos. No texto, Desafios globais em acesso a medicamentos para 2018 (Desafios globales en materia de acceso a medicamentos para el año 2018, em espanhol, e Heading off Global Action on Access to Medicines in 2018), os pesquisadores destacam que os serviços de saúde são inacessíveis a mais da metade da população mundial e que 3,5 bilhões de pessoas estão excluídas do acesso aos medicamentos essenciais.

  2. O desafio de incluir 3,5 bilhões de pessoas no acesso a medicamentos

    Artigo assinado pelos pesquisadores Jorge Bermudez, da Escola Nacional de Saude Pública Sergio Arouca da Fiocruz (ENSP/Fiocruz), e Viroj Tangcharoensathien, ministro da Saúde Pública da Tailândia, publicado no âmbito da 142ª Sessão do Conselho Executivo Organização Mundial de Saúde (OMS), realizado em Genebra no período de 22 a 27/01/2018, conclama líderes políticos e especialistas da área da Saúde a enfrentar os desafios relacionados ao acesso a medicamentos. No texto, Desafios globais em acesso a medicamentos para 2018 (Desafios globales en materia de acceso a medicamentos para el año 2018, em espanhol, e Heading off Global Action on Access to Medicines in 2018), os pesquisadores destacam que os serviços de saúde são inacessíveis a mais da metade da população mundial e que 3,5 bilhões de pessoas estão excluídas do acesso aos medicamentos essenciais.

  3. O fardo do mercúrio: seminário na ENSP debate uso na odontologia

    O mercúrio é um metal pesado. Tomado em sentido literal, isso quer dizer que se trata de um elemento químico de elevada densidade. Mas não apenas. Pesadas, robustas, ameaçadoras são também as consequências do mercúrio para a saúde e o meio ambiente. Altamente tóxico, quando inalado em forma de vapor ou consumido por meio de alimentos contaminados, pode atingir os sistemas nervoso central, urinário e cardiovascular, danificando rins, pulmões, tireoide, olhos e causando distúrbios neurológicos e comportamentais. Em mulheres grávidas, perpassa a placenta e pode comprometer o desenvolvimento do feto e acarretar problemas futuros nas crianças, como dificuldades de aprendizado, memorização e concentração. Para discutir o tema, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) realizou, entre os dias 9 e 10 de novembro de 2017, o seminário Os Aspectos Toxicológicos do Mercúrio sobre a Saúde Humana e o Ambiente, promovido pelo Programa de Saúde Pública e Meio Ambiente (PSPMA), da Escola, em parceria com a International Academy of Oral Medicine and Toxicology, capítulo Brasil. O seminário ocorreu no contexto da ratificação da Convenção de Minamata no Brasil e na controvérsia a respeito do uso da amálgama. Os vídeos do seminário estão disponíveis no Canal da ENSP no Youtube. Confira!

  4. ENSP recebe representantes do CDC para discutir resultados de projetos sobre HIV/Aids e zika

    No dia 5 de dezembro, a equipe de trabalho da pesquisadora Marly Marques da Cruz, docente do Departamento de Endemias Samuel Pessoa (Densp/ENSP/Fiocruz) e integrante do Laboratório de Avaliação de Situações Endêmicas Regionais (Laser/Densp), reuniu-se com representantes do Centers for Disease Control and Prevention (CDC) para apresentar o andamento dos projetos de pesquisa sobre Zika e HIV/Aids. Tais ações fazem parte do Acordo de Cooperação firmado entre ENSP/Fiocruz/Fiotec e CDC, com a parceria do Ministério da Saúde de Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde. 

  5. NAF/ENSP participa de workshop internacional sobre acesso a tecnologias sanitárias, patentes e preço

    De 5 a 7 de dezembro, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o Departamento de Políticas de Medicamentos e Assistência Farmacêutica da Escola Nacional de Saúde Pública (NAF/ENSP/Fiocruz) e o Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde (Isags/Unasul) promovem o workshop Acesso a tecnologias sanitárias, patentes e preços: consulta para o fortalecimento de capacidades no uso do direito da concorrência para promover o acesso a medicamentos. O evento internacional conta com a participação de representantes do Ministério da Saúde, do Escritório de Patentes e dos setores de Defesa da Concorrência de 12 países da América do Sul. A abertura foi realizada pelo chefe do NAF/ENSP/Fiocruz, Jorge Bermudez, com participação de representantes do PNUD e Isags. 

  6. ENSP e Ministério da Saúde promovem Curso Internacional de Avaliação de Impacto à Saúde

    O Programa de Pós-graduação de Saúde Pública e Ambiente da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) em parceria com o Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (DSAST/SVS/MS), promovem, de 21 de novembro à 1º de dezembro de 2017, o Curso Internacional de Avaliação de Impacto à Saúde: princípios e práticas, na Gerencia de Regional em Brasília da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz Brasília). O curso será realizado no âmbito do Programa de Pós-Graduação do Mestrado Profissional de Política Públicas em Saúde da Escola Fiocruz de Governo e foi formulado em estreita colaboração com o Programa de Pós-Graduação de Saúde Pública e Ambiente da ENSP e com o Instituto Tropical de Saúde Pública da Suíça (Swiss Tropical and Public Health Institute - Swiss TPH).

  7. ENSP e Ministério da Saúde promovem Curso Internacional de Avaliação de Impacto à Saúde

    O Programa de Pós-graduação de Saúde Pública e Ambiente da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) em parceria com o Departamento de Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (DSAST/SVS/MS), promovem, de 21 de novembro à 1º de dezembro de 2017, o Curso Internacional de Avaliação de Impacto à Saúde: princípios e práticas, na Gerencia de Regional em Brasília da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz Brasília). O curso será realizado no âmbito do Programa de Pós-Graduação do Mestrado Profissional de Política Públicas em Saúde da Escola Fiocruz de Governo e foi formulado em estreita colaboração com o Programa de Pós-Graduação de Saúde Pública e Ambiente da ENSP e com o Instituto Tropical de Saúde Pública da Suíça (Swiss Tropical and Public Health Institute - Swiss TPH).

  8. Seminário Internacional encerra atividades debatendo experiências viáveis de desmedicalização

    Experiências viáveis e seguras de desmedicalização psiquiátricas foi o tema em debate no último dia de atividades do seminário Internacional A Epidemia das Drogas Psiquiátricas: Causas, Consequências e Alternativas, realizado, na ENSP/Fiocruz, durante três dias (30 e 31/10 e 1º/11), e que contou com a participação de diversos palestrantes nacionais e internacionais detentores de experiências e evidências científicas concretas de alternativas viáveis e seguras à desmedicalização. Coordenada por Francisco Netto, coordenador executivo do Programa Álcool, Crack e outras Drogas (PACD) da Fiocruz, a mesa contou com a participação de três grandes nomes: Robert Whitaker, Laura Delano e Jaakko Seikkula. O evento internacional teve coordenação do pesquisador Paulo Amarante, do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial da ENSP/Fiocruz.

  9. Uso do mercúrio na odontologia pauta seminário internacional na ENSP

    O uso do mercúrio em amálgama dentário e seus potenciais riscos toxicológicos à saúde, no âmbito do trabalho e no ambiente, vêm recebendo destaque especial no Brasil e demais países signatários da Convenção de Minamata. Comprometidos a tomar medidas específicas para a redução, controle e eliminação do metal em processos industriais, artesanais e de serviço, os países têm suscitado discussões sobre o banimento ou uso seguro do mercúrio visando à redução do risco não apenas destinado a pacientes e profissionais, mas também ao meio ambiente. O tema estará na pauta do seminário internacional Os Aspectos Toxicológicos do Mercúrio sobre a Saúde Humana e o Ambiente, promovido, nos dias 9 e 10 de novembro, pelo Programa de Saúde Pública e Meio Ambiente (PSPMA), da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), em parceria com a International Academy of Oral Medicine and Toxicology, capítulo Brasil. Acesse a programação do seminário na íntegra. Faça a inscrição aqui.

  10. Método que aposta no diálogo com pacientes psiquiátricos reduz uso de medicamentos

    O diálogo, a escuta compreensiva e a valorização das experiências sócio-interacionais podem ser grandes aliadas do tratamento de pessoas que apresentam comportamentos psicóticos, favorecendo a redução do uso de medicamentos e a compreensão das causas do problema. Este é o fundamento do Diálogo Aberto, abordagem apresentada pelo psicólogo finlandês Jaakko Seikkula, no segundo dia do seminário internacional A Epidemia das Drogas Psiquiátricas: Causas, Danos e Alternativas, realizado entre os dias 30 de outubro e 1 de novembro de 2017, na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz). O pesquisador abordou o comportamento psicótico e os atuais desafios para o tratamento, dizendo que o comportamento psicótico é mais comum do que se pensa. "Não acredito na existência da psicose enquanto categoria clínica. Não há nada que defina que essas pessoas que apresentam comportamentos psicóticos sejam qualitativamente diferentes das pessoas que não apresentam", afirmou Jaakko.