1. Ceensp sobre assistência farmacêutica marca aniversário de 63 anos da ENSP

    Uma edição especial Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP marcou as comemorações pelos 63 anos da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, realizadas de 4 a 6 de setembro. Com o tema Experiências em Assistência Farmacêutica no Brasil e na América do Sul, o Ceensp foi organizado em parceria com o Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz, e contou com a participação do presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Ronald Ferreira dos Santos, e da diretora do Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde (Isags), Carina Vance. O ex-diretor da ENSP e pesquisador do Departamento de Política de Medicamentos e Assistência Farmacêutica (NAF), Jorge Bermudez, foi o coordenador do debate. Na ocasião foi lançado o número temático da Revista Ciência & Saúde Coletiva Assistência Farmacêutica e Acesso a Medicamentos. Acesse a seção 63 Anos ENSP e saiba mais sobre tudo que rolou no aniversário da Escola.

  2. Ceensp sobre assistência farmacêutica marca aniversário de 63 anos da ENSP

    Uma edição especial Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP marcou as comemorações pelos 63 anos da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, realizadas de 4 a 6 de setembro. Com o tema Experiências em Assistência Farmacêutica no Brasil e na América do Sul, o Ceensp foi organizado em parceria com o Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz, e contou com a participação do presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Ronald Ferreira dos Santos, e da diretora do Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde (Isags), Carina Vance. O ex-diretor da ENSP e pesquisador do Departamento de Política de Medicamentos e Assistência Farmacêutica (NAF), Jorge Bermudez, foi o coordenador do debate. Na ocasião foi lançado o número temático da Revista Ciência & Saúde Coletiva Assistência Farmacêutica e Acesso a Medicamentos. Acesse a seção 63 Anos ENSP e saiba mais sobre tudo que rolou no aniversário da Escola.

  3. Confira a reportagem das atividades comemorativas dos 63 anos da ENSP

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) completou 63 anos de luta pela universalização da saúde pública no Brasil. Com o tema Democracia e Saúde. Saúde é Democracia, a Escola debateu o cenário nacional trinta anos depois da Constituinte. Durante três dias -  de 4 a 6 de setembro -, a ENSP recebeu convidados e organizou debates sobre a atual conjuntura do país. A Coordenação de Comunicação Institucional (CCI/ENSP), por meio de seu Núcleo Audiovisual, produziu uma vídeo-reportagem sobre as atividades comemorativas. Confira o vídeo e acompanhe todas as matérias do aniversário na seção 63 Anos ENSP.

  4. Confira a reportagem das atividades comemorativas dos 63 anos da ENSP

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) completou 63 anos de luta pela universalização da saúde pública no Brasil. Com o tema Democracia e Saúde. Saúde é Democracia, a Escola debateu o cenário nacional trinta anos depois da Constituinte. Durante três dias -  de 4 a 6 de setembro -, a ENSP recebeu convidados e organizou debates sobre a atual conjuntura do país. A Coordenação de Comunicação Institucional (CCI/ENSP), por meio de seu Núcleo Audiovisual, produziu uma vídeo-reportagem sobre as atividades comemorativas. Confira o vídeo e acompanhe todas as matérias do aniversário na seção 63 Anos ENSP.

  5. Centro de Estudos da ENSP e Revista Ciência & Saúde Coletiva debatem sobre vulnerabilidade

    Até o fim de 2017, segundo estudo do Banco Mundial, mais de 3,6 milhões de brasileiros estarão vivendo com menos de R$ 1 real por dia, juntando no mesmo cesto da pobreza-extrema histórias de vida de homens, mulheres e crianças marcadas pela carência absoluta e unidas pela vulnerabilidade de suas condições de vida. As formas como os conhecimentos da Saúde Coletiva devem promover ações para a mitigação dessa situação exige que se olhe estas mulheres, crianças e homens de frente, com novas concepções sobre as formas de trabalho e formação. Estes foram alguns dos conceitos transmitidos pelo professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM/USP), José Ricardo Ayres, convidado do Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcelos da ENSP, organizado em parceria com a Revista Ciência & Saúde Coletiva, como atividade de divulgação do número temático Política pública e papel institucional do Ministério da Saúde no Brasil. A apresentação do Ceensp na íntegra está diponível no Canal da ENSP no Youtube. 

  6. Centro de Estudos da ENSP e Revista Ciência & Saúde Coletiva debatem sobre vulnerabilidade

    Até o fim de 2017, segundo estudo do Banco Mundial, mais de 3,6 milhões de brasileiros estarão vivendo com menos de R$ 1 real por dia, juntando no mesmo cesto da pobreza-extrema histórias de vida de homens, mulheres e crianças marcadas pela carência absoluta e unidas pela vulnerabilidade de suas condições de vida. As formas como os conhecimentos da Saúde Coletiva devem promover ações para a mitigação dessa situação exige que se olhe estas mulheres, crianças e homens de frente, com novas concepções sobre as formas de trabalho e formação. Estes foram alguns dos conceitos transmitidos pelo professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM/USP), José Ricardo Ayres, convidado do Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcelos da ENSP, organizado em parceria com a Revista Ciência & Saúde Coletiva, como atividade de divulgação do número temático Política pública e papel institucional do Ministério da Saúde no Brasil. A apresentação do Ceensp na íntegra está diponível no Canal da ENSP no Youtube. 

  7. Jornalista americano fala sobre drogas psiquiátricas e transtornos mentais

    O expressivo aumento do uso de psicofármacos (antidepressivos, antipsicóticos e ansiolíticos), ao longo das últimas décadas, conduz a uma indagação: se essas drogas, supostamente eficazes, vêm sendo cada vez mais consumidas, por que aumentam os registros de transtornos mentais? A busca por uma resposta resultou no livro Anatomia de uma epidemia - Pílulas mágicas, drogas psiquiátricas e o aumento assombroso da doença mental (Editora Fiocruz), do jornalista americano Robert Whitaker, que tem prefácio dos pesquisadores Paulo Amarante e Fernando Freitas, do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Laps/Ensp/Fiocruz).

  8. Cep/ENSP debate questões éticas do filme 'A vida imortal de Henrietta Lacks'

    O Comitê de Ética em Pesquisa da ENSP está comemorando - ao longo de 2017 - seus 20 anos de atuação. Desde abril desse ano o Cep/ENSP promoveu atividades que debateram, entre outros assuntos, os direitos dos participantes de pesquisa no Brasil, a questão das pesquisas envolvendo seres humanos que lidam diretamente com coleta e análise de materiais biológicos, além da vulnerabilidade e sua interface nas pesquisas com seres humanos. A última atividade comemorativa realizada pelo Comitê de Ética foi o Cinebioética, com a exibição do filme 'A vida imortal de Henrietta Lacks', que conta a história de uma descendente de escravos, nascida em 1920, em uma fazenda de tabaco no interior da Virgínia, região sudeste dos Estado Unidos da América, e que descobre aos 30 anos, casada e mãe de cinco filhos, que tinha um câncer no colo do útero. Após a exibição do filme, houve debate com a participação do professor da Universidade da Região de Joinville (Univille) Paulo Henrique França. 

  9. Cep/ENSP debate questões éticas do filme 'A vida imortal de Henrietta Lacks'

    O Comitê de Ética em Pesquisa da ENSP está comemorando - ao longo de 2017 - seus 20 anos de atuação. Desde abril desse ano o Cep/ENSP promoveu atividades que debateram, entre outros assuntos, os direitos dos participantes de pesquisa no Brasil, a questão das pesquisas envolvendo seres humanos que lidam diretamente com coleta e análise de materiais biológicos, além da vulnerabilidade e sua interface nas pesquisas com seres humanos. A última atividade comemorativa realizada pelo Comitê de Ética foi o Cinebioética, com a exibição do filme 'A vida imortal de Henrietta Lacks', que conta a história de uma descendente de escravos, nascida em 1920, em uma fazenda de tabaco no interior da Virgínia, região sudeste dos Estado Unidos da América, e que descobre aos 30 anos, casada e mãe de cinco filhos, que tinha um câncer no colo do útero. Após a exibição do filme, houve debate com a participação do professor da Universidade da Região de Joinville (Univille) Paulo Henrique França. 

  10. 'O SUS é nosso, ninguém tira da gente, direito garantido não se compra e não se vende!'

    A Fiocruz recebeu o Conselho Nacional de Saúde a fim de discutir temas fundamentais para o Sistema Único de Saúde diante do atual contexto político e econômico do país. Durante a 61ª Reunião Extraordinária do CNS, foi debatida a revisão da Política Nacional de Atenção Básica, além de relançada a Carta de Direitos dos Usuários do SUS. Na ocasião, houve grande manifestação dos profissionais da Saúde contra a perda de direitos e os ataques ao SUS. Centenas de agentes comunitários de saúde, médicos, enfermeiros, dentistas, entre outros profissionais que atuam na atenção básica se mobilizaram pela garantia dos direitos conquistados.