1. Disponíveis on-line vídeos sobre saúde e ambiente

    Estão disponíveis on-line as apresentações do DSSA Debate realizado em homenagem ao dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho. Ao longo do mês a Escola Nacional de Saúde Pública, por intermédio do Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental (DSSA/ENSP), promoveu uma série de atividades que debateram questões sobre saúde e ambiente. Encerrando as comemorações, foram realizadas, no dia 30 de junho, as palestras Limitações e incertezas em estudo de impacto ambiental: consequências sobre a saúde e o ambiente e Cidade, Saneamento e Saúde. As apresentações podem ser acessadas no Canal da ENSP no Youtube, confira.

  2. Debate sobre jornalismo crítico e independente marca 62 anos da ENSP

    A escolha pelo tema dos 30 anos da 8ª Conferência Nacional de Saúde para celebrar seus 62 anos de luta pela universalização da Saúde Pública no país foi fundamental para trazer para o debate a questão da comunicação, ou melhor, o papel do jornalismo crítico e independente na construção de uma proposta democrática de saúde. Unindo atores responsáveis pela construção de uma proposta de comunicação em saúde para o país, a mesa-redonda contou com a participação do pesquisador aposentado da ENSP, Álvaro Nascimento, e do editor-chefe do Programa Radis, Rogério Lannes. Coordenada pela pesquisadora do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz), Janine Miranda Cardoso, a atividade reuniu não apenas o antigo, como também o atual editor-chefe da revista Radis – projeto mais longínquo de comunicação na área da saúde.

  3. ENSP debate o papel dos trabalhadores e estudantes na luta pela saúde em seus 62 anos

    Uma grande Roda de Conversa foi formada para debater O papel da saúde coletiva e dos trabalhadores e estudantes da saúde na luta pelo SUS no contexto atual durante as comemorações dos 62 anos da Escola Nacional de Saúde Pública. A atividade reuniu três atores com visões distintas, porém, complementares. Entre eles a pesquisadora do Departamento de Administração e Planejamento da ENSP, Cristiani Machado, o pesquisador da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio e membro do Fórum de Saúde do Rio Janeiro, que compõe a Frente Nacional Contra a Privatização da Saúde, André Dantas, e o representante do Ocupa SUS, o psicólogo Cleiber Silveira, mestrando em Saúde Pública pela ENSP. Numa dinâmica participativa, os convidados fizeram suas explanações, e todos os presentes também puderam expressar sua opinião. Na ocasião foi lançado o novo Portal de Ensino da ENSP, que, segundo a vice-diretora de Ensino, Tatiana Wargas, pretende dar visibilidade a esse campo tão fundamental da Escola.

  4. ENSP convida a todos para as comemorações dos seus 62 anos

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca completa 62 anos na luta pela universalização da saúde no país. Para comemora a data, a ENSP preparou uma semana repleta de atividades que pretendem discutir a importância histórica da 8ª Conferência Nacional de Saúde, além do atual momento político e da Saúde Pública brasileira. De 12 a 16 de setembro, a Escola terá o enorme prazer de abrir suas portas para debates e atividades culturais que tem a proposta de resgatar a essência da Reforma Sanitária.

  5. ENSP sediou simpósio preparatório para 7º Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas

    Pensando em refletir sobre o percurso e a atual situação da pesquisa em Ciências Humanas e Sociais em Saúde, identificando suas principais abordagens teórico-metodológicas, objetos e técnicas de pesquisa, além de suas principais contribuições para o campo da Saúde Coletiva e atuais desafios metodológicos e político-institucionais, a Comissão de Ciências Sociais e Humanas em Saúde da Abrasco e a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca realizaram, no dia 2 de setembro, o III Simpósio de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, com foco na pesquisa social no campo da Saúde Coletiva. A atividade promoveu uma apreensão mais aprofundada, de caráter epistemológico, que contemplou a pluralidade de enfoques e abordagens teórico-metodológicos e as especificidades nos modos de produção do conhecimento, apresentando uma agenda para o futuro.

  6. Vítimas das obras dos Jogos Olímpicos Rio 2016 recebem homenagens da Fiocruz

    O Centro de Estudo da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), em parceria com outras instituições, homenageou os 11 trabalhadores que perderam a vida nas obras das Olimpíadas Rio 2016. Além de saudar as vítimas e prestar solidariedade às famílias, o evento também alertou a sociedade a respeito das mortes e acidentes graves ocorridos nas obras dos grandes eventos, como também exigir a criação de instrumentos que proporcionem condições de segurança e saúde aos trabalhadores por parte das autoridades. O ato contou com a participação de representantes do Cesteh e de centrais sindicais que contribuíram para a realização da homenagem. Na ocasião, a 'ENSP TV' conversou com familiares das vítimas e representantes da saúde do trabalhador acerca da importância de evitar riscos à saúde dos trabalhadores e, principalmente, sobre o que é preciso ser feito para que não hajam mais mortes nas obras dos grandes eventos.

  7. Vítimas das obras dos Jogos Olímpicos Rio 2016 recebem homenagens da Fiocruz

    O Centro de Estudo da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP), em parceria com outras instituições, homenageou os 11 trabalhadores que perderam a vida nas obras das Olimpíadas Rio 2016. Além de saudar as vítimas e prestar solidariedade às famílias, o evento também alertou a sociedade a respeito das mortes e acidentes graves ocorridos nas obras dos grandes eventos, como também exigir a criação de instrumentos que proporcionem condições de segurança e saúde aos trabalhadores por parte das autoridades. O ato contou com a participação de representantes do Cesteh e de centrais sindicais que contribuíram para a realização da homenagem. Na ocasião, a 'ENSP TV' conversou com familiares das vítimas e representantes da saúde do trabalhador acerca da importância de evitar riscos à saúde dos trabalhadores e, principalmente, sobre o que é preciso ser feito para que não hajam mais mortes nas obras dos grandes eventos.