1. ENSP apresenta resultados do projeto QualiSUS-Rede

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) apresentou recentemente os resultados do projeto QualiSUS-Rede, cuja finalidade é contribuir para a organização de Redes de Atenção à Saúde (RAS) no Brasil somando esforços permanentes de consolidação do Sistema Único de Saúde. O seminário, organizado pelo Laboratório de Situações Endêmicas Regionais (Laser/Densp/ENSP), buscou mostrar a importância do componente da avaliação na estruturação, implementação e direcionamento das Redes de Atenção à Saúde no SUS. Segundo os resultados da pesquisa, as regiões de Dourados e Cariri tiveram destaque na implementação das redes de atenção, de acordo com os critérios de verificação utilizados no estudo. Na ocasião, foi realizada também a conferência Perspectivas e desafios da articulação das redes de atenção à saúde com a regionalização, apresentada pela pesquisadora do Departamento de Administração e Planejamento em Saúde da ENSP, Luciana Dias de Lima. "É fundamental considerar os condicionantes da regionalização e da conformação de Redes de Atenção à Saúde no desenvolvimento de propostas para o avanço desses processos no SUS, afirmou a pesquisadora".

  2. Parceria que dá certo: academia e movimentos sociais se unem para formação em Saúde Pública voltada para o meio ambiente

    Os diretores da ENSP/Fiocruz e da EPSJV/Fiocruz, na companhia dos coordenadores do Mestrado Profissional em Trabalho, Saúde, Ambiente e Movimentos Sociais e do coordenador do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, falam sobre experiência exitosa de unir a academia aos movimentos sociais na formatura da primeira turma do curso. 

  3. Combate à TB: vídeos de encontro já estão disponíveis no Youtube da ENSP

    Realizado na ENSP no âmbito das comemorações pelo Dia Mundial de Combate à Tuberculose, o debate reuniu especialistas da área e tratou das diversas dimensões da cidadania. Além do sociólogo e diretor do Ibase, Cândido Grzybowski, o evento contou a presença da superintendente do Canal Saúde, Márcia Correa e Castro; de Wagner Oliveira, do Selo Fiocruz; da produtora e roteirista do documentário 'Diários de Tuberculose – epidemia oculta', Ieda Rozenfeld; do coordenador do Observatório Tuberculose Brasil da ENSP, Carlos Basília; e da figurinista e roteirista Bia Salgado. Confira as apresentações.

  4. Centro de Estudos da ENSP sobre saúde nas prisões está disponível em vídeo

    Estão disponíveis no Canal da ENSP no Youtube as apresentações do Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcelos que debateu A defesa do direito das pessoas privadas de liberdade à saúde: o papel do Ministério Público, realizado em 22 de junho, na ENSP. O encontro contou com a participação de Érica Puppim, do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, Bernard Larouzé, professor da Sorbonne Universités de Paris, além das pesquisadoras da ENSP Maria Cecília Minayo e Alexandra Sanches. A sessão promoveu o lançamento do número temático da Revista Ciência & Saúde Coletiva, da Abrasco, sobre saúde nas prisões. O Ceensp foi coordenado pela pesquisadora Maria do Carmo Leal (ENSP/Fiocruz).

  5. Debate que celebrou Dia da Conscientização sobre Ruído está disponível em vídeo

    O encontro celebrou o Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído e foi organizado pela Coordenação Estadual do Inad por intermédio da equipe do Projeto Ruído da Fiocruz, congregando especialistas no tema. Entre eles, pesquisadores da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP), representantes do Ministério Público, Inea, Polícia Militar e Inmetro, que apresentaram informações sob diferentes aspectos e "jogaram por terra" mitos referentes à poluição sonora, que fazem parte do imaginário social. Para além disso, diversos representantes do poder público exemplificaram, em ações, como agem no combate ao ruído ambiental. Em consenso, os convidados afirmaram ser a poluição sonora uma questão de educação.

  6. Curso da ENSP disponibiliza material didádico em vídeo

    O Curso de Aperfeiçoamento em Política e Gestão da Saúde Pública para o Ministério Público acaba de formar a sua primeira turma. A iniciativa, pioneira e simultaneamente desafiadora, foi uma construção coletiva que contou com a participação de representantes de três instituições: Comissão Permanente em Defesa da Saúde (Copeds), que integra o Grupo Nacional de Direitos Humanos (GNDH), do Ministério Público; a Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa, do Ministério da Saúde; e a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. O objetivo da formação, voltada para membros do Ministério Público e gestores, foi articular conhecimentos das principais políticas do campo da saúde, vis-à-vis a sua gestão, o ordenamento jurídico/administrativo e seus efeitos na sociedade, colaborando para o aprimoramento do exercício de suas atribuições, voltadas à defesa da dignidade da pessoa humana e da garantia do direito à saúde.

  7. Comunidade científica rechaça lei que permite pulverização aérea em zonas urbanas

    Na segunda-feira, 27 de junho, o presidente interino Michel Temer sancionou a Lei nº13.301/2016 que dispõe sobre medidas de controle do mosquito Aedes aegypti. Em seu conteúdo a lei permite a incorporação de mecanismos de controle vetorial, por meio de dispersão por aeronaves, mediante aprovação das autoridades sanitárias e da comprovação científica da eficácia da medida. Mesmo diante da negativa da comprovação científica da eficácia da medida pela Fiocruz, pela Campanha Permanente contra os Agrotóxicos e pela Vida, pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), pelo Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), pelo Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) e pelo Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), e pelo próprio Ministério da Saúde, a lei foi sancionada. Pesquisadores da ENSP alertam para o quão prejudicial a medida pode ser para a saúde humana e para o meio ambiente e reforçam a importância de se posicionar contra a medida participando do abaixo assinado eletrônico para marcar posição contrária. 

  8. Vídeos do XI Ciclo de Debates estão disponíveis no canal da ENSP no Youtube

    De 2 a 6 de maio, foi realizada, na ENSP, a 11ª edição do Ciclo de Debates - Conversando sobre a Estratégia de Saúde da Família. O evento discutiu as consequências da atual conjuntura política do país e a possibilidade do retrocesso democrático e dos direitos dos cidadãos, bem como a formação do profissional de saúde, desafios das políticas de saneamento e saúde mental e expansão da Estratégia de Saúde da Família, além da tradicional formatura da Residência Multiprofissional em Saúde da Família. As apresentações estão disponíveis no Canal da ENSP no Youtube.

  9. Apresentações do Ceensp sobre resíduos de agrotóxicos nos alimentos e doenças crônicas disponíveis no Youtube da ENSP

    Estão disponíveis, no Canal da ENSP no Youtube, as apresentações do Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos, que teve como tema Resíduos de agrotóxicos nos alimentos e Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), realizado em 25 de maio. A atividade buscou falar sobre a real situação do uso dos agrotóxicos no Brasil e o impacto do pesticida no consumo de água e dos alimentos. O Ceensp contou com a participação da professora do Departamento de Nutrição Social da UERJ e secretária executiva do Fórum Brasileiro de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (FBSSAN), Juliana Casemiro, do produtor de alimentos orgânicos Alcimar Espírito Santo e do pesquisador do Cesteh/ENSP, Luiz Cláudio Meirelles. O diretor da ENSP, Hermano Castro, coordenou o Centro de Estudos.