1. Regionalização e conformação de Redes pautaram seminário na ENSP

    Ao final de 2016, o Departamento de Administração e Planejamento em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública (Daps/ENSP) organizou o seminário Desafios da Regionalização e Conformação de Redes de Atenção em Contexto de Desigualdades Territoriais. A atividade reuniu pesquisadores da ENSP e outras instituições de ensino e pesquisa que debateram, entre outros assuntos, desigualdade e fragmentação de políticas e sistemas de saúde, desigualdade e diversidade territorial, desafios de governança regional no SUS, além de desafios da integração na atenção básica. O primeiro dia do evento, 12 de dezembro, contou com a participação de Asa Cristina Laurell, umas das pesquisadoras mais representativas da corrente da medicina social latino-americana, que apresentou uma reflexão sobre as redes de atenção nos sistemas de saúde latino-americanos. 

  2. Regionalização e conformação de Redes pautaram seminário na ENSP

    Ao final de 2016, o Departamento de Administração e Planejamento em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública (Daps/ENSP) organizou o seminário Desafios da Regionalização e Conformação de Redes de Atenção em Contexto de Desigualdades Territoriais. A atividade reuniu pesquisadores da ENSP e outras instituições de ensino e pesquisa que debateram, entre outros assuntos, desigualdade e fragmentação de políticas e sistemas de saúde, desigualdade e diversidade territorial, desafios de governança regional no SUS, além de desafios da integração na atenção básica. O primeiro dia do evento, 12 de dezembro, contou com a participação de Asa Cristina Laurell, umas das pesquisadoras mais representativas da corrente da medicina social latino-americana, que apresentou uma reflexão sobre as redes de atenção nos sistemas de saúde latino-americanos. 

  3. Regionalização e conformação de Redes pautaram seminário na ENSP

    Ao final de 2016, o Departamento de Administração e Planejamento em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública (Daps/ENSP) organizou o seminário Desafios da Regionalização e Conformação de Redes de Atenção em Contexto de Desigualdades Territoriais. A atividade reuniu pesquisadores da ENSP e outras instituições de ensino e pesquisa que debateram, entre outros assuntos, desigualdade e fragmentação de políticas e sistemas de saúde, desigualdade e diversidade territorial, desafios de governança regional no SUS, além de desafios da integração na atenção básica. O primeiro dia do evento, 12 de dezembro, contou com a participação de Asa Cristina Laurell, umas das pesquisadoras mais representativas da corrente da medicina social latino-americana, que apresentou uma reflexão sobre as redes de atenção nos sistemas de saúde latino-americanos. 

  4. Regionalização e conformação de Redes pautaram seminário na ENSP

    Ao final de 2016, o Departamento de Administração e Planejamento em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública (Daps/ENSP) organizou o seminário Desafios da Regionalização e Conformação de Redes de Atenção em Contexto de Desigualdades Territoriais. A atividade reuniu pesquisadores da ENSP e outras instituições de ensino e pesquisa que debateram, entre outros assuntos, desigualdade e fragmentação de políticas e sistemas de saúde, desigualdade e diversidade territorial, desafios de governança regional no SUS, além de desafios da integração na atenção básica. O primeiro dia do evento, 12 de dezembro, contou com a participação de Asa Cristina Laurell, umas das pesquisadoras mais representativas da corrente da medicina social latino-americana, que apresentou uma reflexão sobre as redes de atenção nos sistemas de saúde latino-americanos. 

  5. Acesse os vídeos da ENSP no canal do YouTube

    A ENSP possui um canal no YouTube no qual disponibiliza vídeos produzidos pelo Núcleo Audiovisual da Escola. Além de reportagens sobre aulas e eventos realizados na Escola, o espaço também apresenta entrevistas, projetos, entre outras produções com um conteúdo voltado para o campo da saúde pública.

  6. Centro de Estudos da ENSP discutiu política de comunicação da Fiocruz

    Tratada como área estratégica desde os tempos em que os pioneiros da Fiocruz registravam e publicavam suas expedições científicas, a comunicação da fundação vem passando por uma série de transformações importantes nas últimas décadas, o que fez surgir a necessidade uma política própria para o setor. Em discussão desde junho de 2015, a Política de Comunicação da Fiocruz esteve em consulta pública até o último dia 9 de setembro e agora aguarda que a câmara técnica responsável analise todo conteúdo enviado colaborativamente nesta consulta, para apresentá-lo ao Conselho Deliberativo da Fiocruz. Entre outros eventos em que se discutiu o tema, foi realizado no dia 5 de setembro um debate no Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP (Ceensp), com a participação de Rogério Lannes, coordenador do programa Radis e do vice-diretor do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica (Icict/Fiocruz), Rodrigo Murtinho.

  7. Disponíveis on-line vídeos sobre saúde e ambiente

    Estão disponíveis on-line as apresentações do DSSA Debate realizado em homenagem ao dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho. Ao longo do mês a Escola Nacional de Saúde Pública, por intermédio do Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental (DSSA/ENSP), promoveu uma série de atividades que debateram questões sobre saúde e ambiente. Encerrando as comemorações, foram realizadas, no dia 30 de junho, as palestras Limitações e incertezas em estudo de impacto ambiental: consequências sobre a saúde e o ambiente e Cidade, Saneamento e Saúde. As apresentações podem ser acessadas no Canal da ENSP no Youtube, confira.

  8. Debate sobre jornalismo crítico e independente marca 62 anos da ENSP

    A escolha pelo tema dos 30 anos da 8ª Conferência Nacional de Saúde para celebrar seus 62 anos de luta pela universalização da Saúde Pública no país foi fundamental para trazer para o debate a questão da comunicação, ou melhor, o papel do jornalismo crítico e independente na construção de uma proposta democrática de saúde. Unindo atores responsáveis pela construção de uma proposta de comunicação em saúde para o país, a mesa-redonda contou com a participação do pesquisador aposentado da ENSP, Álvaro Nascimento, e do editor-chefe do Programa Radis, Rogério Lannes. Coordenada pela pesquisadora do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz), Janine Miranda Cardoso, a atividade reuniu não apenas o antigo, como também o atual editor-chefe da revista Radis – projeto mais longínquo de comunicação na área da saúde.