1. Ciclo de Debates discutiu os descaminhos na Atenção Primária

    A luta contra a PEC da Morte (PEC 241) e a Portaria 83/2018 foram o tema central de discussão do terceiro dia do Ciclo de Debates - Conversando sobre a Estratégia de Saúde da Família. A integrante do Centro Brasileiro de Estudos em Saúde (Cebes) e do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Liu Leal, e o presidente da Federação Nacional de Agentes Comunitários de Saúde e de Combate a Endemias (Fenasce), Luiz Cláudio de Souza, foram os convidados. “Estamos vivendo um conjunto de adversidades”, afirmou Liu Leal. Confira os vídeos, na íntegra, da mesa-redonda Descaminhos na Atenção Primária: a atual Política Nacional de Atenção Básica e a Portaria nº 83/2018.

  2. Ciclo de Debates discutiu os descaminhos na Atenção Primária

    A luta contra a PEC da Morte (PEC 241) e a Portaria 83/2018 foram o tema central de discussão do terceiro dia do Ciclo de Debates - Conversando sobre a Estratégia de Saúde da Família. A integrante do Centro Brasileiro de Estudos em Saúde (Cebes) e do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Liu Leal, e o presidente da Federação Nacional de Agentes Comunitários de Saúde e de Combate a Endemias (Fenasce), Luiz Cláudio de Souza, foram os convidados. “Estamos vivendo um conjunto de adversidades”, afirmou Liu Leal. Confira os vídeos, na íntegra, da mesa-redonda Descaminhos na Atenção Primária: a atual Política Nacional de Atenção Básica e a Portaria nº 83/2018.

  3. Ciclo de Debates discutiu conjuntura da Estratégia de Saúde da Família no Rio

    O quarto dia do XIII Ciclo de Debates Conversando sobre a Estratégia de Saúde da Família, realizado de 7 a 11 de maio, foi dedicado a discutir um panorama atual da estratégia no município do Rio de Janeiro. Como convidados, estiveram presentes Daniele Menezes, do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Mirian Makeba, e Leonardo Graver, superintendente de Atenção Primária da Secretária Municipal de Saúde. Em pauta, as conquistas da atenção primária na última década, a expansão da rede e a recente ameaça que essa expansão sofre com cortes de gastos e o atual desmonte de direitos que vem se dando na esfera pública brasileira. A atividade foi coordenada por Vanessa Costa e Silva, pesquisadora da ENSP.

  4. Cesteh/ENSP debate realidade e desafios dos acidentes de trabalho no Brasil

    O Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da Escola Nacional de Saúde Pública (Cesteh/ENSP) promoveu, no dia 3 de maio, o evento Acidentes de Trabalho no Brasil: realidades e desafios, em memória ao Dia Mundial das Vítimas de Acidentes de Trabalho e Doenças do Trabalho, lembrado em 28 de abril, e em comemoração ao Dia do Trabalhador, celebrado mundialmente em 1º de Maio. Participaram do debate a coordenadora Geral de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde, Karla Freire Baêta, a professora da Universidade Federal da Bahia, Vilma Santana, e o representante da diretoria executiva do Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, Luiz Oliveira. O evento foi coordenador pela pesquisadora do Cesteh/ENSP, Élida Hennington. Na ocasião, foi realizada uma exposição de fotografias da construção do prédio do Cesteh (Pavilhão 1º de Maio). Confira no Canal da ENSP no Youtube as apresentações na íntegra. 

  5. Cesteh/ENSP debate realidade e desafios dos acidentes de trabalho no Brasil

    O Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da Escola Nacional de Saúde Pública (Cesteh/ENSP) promoveu, no dia 3 de maio, o evento Acidentes de Trabalho no Brasil: realidades e desafios, em memória ao Dia Mundial das Vítimas de Acidentes de Trabalho e Doenças do Trabalho, lembrado em 28 de abril, e em comemoração ao Dia do Trabalhador, celebrado mundialmente em 1º de Maio. Participaram do debate a coordenadora Geral de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde, Karla Freire Baêta, a professora da Universidade Federal da Bahia, Vilma Santana, e o representante da diretoria executiva do Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, Luiz Oliveira. O evento foi coordenador pela pesquisadora do Cesteh/ENSP, Élida Hennington. Na ocasião, foi realizada uma exposição de fotografias da construção do prédio do Cesteh (Pavilhão 1º de Maio). Confira no Canal da ENSP no Youtube as apresentações na íntegra. 

  6. Aula aberta sobre intervenções complexas em saúde pública nesta segunda-feira (7/5)

    O Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) promoverá, de 7 a 9 de maio, o curso de curta duração com abrangência internacional Avaliação de efetividade de intervenções complexas em Saúde Pública. O curso busca discutir metodologias e modelos analíticos para avaliar a efetividade de intervenções complexas em saúde, direcionadas para redução das iniquidades em saúde. Voltado especialmente aos alunos de mestrado e doutorado da Escola, o curso terá aula inaugural aberta, com a presença da professora e pesquisadora do Centro de Desenvolvimento e Avaliação de Políticas e Tecnologias em Saúde Pública da Universidade do Vale, Colômbia, Ligia Malagon de Salazar. A aula será transmitida on-line no Canal da ENSP no Youtube.

  7. Aula aberta sobre intervenções complexas em saúde pública nesta segunda-feira (7/5)

    O Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) promoverá, de 7 a 9 de maio, o curso de curta duração com abrangência internacional Avaliação de efetividade de intervenções complexas em Saúde Pública. O curso busca discutir metodologias e modelos analíticos para avaliar a efetividade de intervenções complexas em saúde, direcionadas para redução das iniquidades em saúde. Voltado especialmente aos alunos de mestrado e doutorado da Escola, o curso terá aula inaugural aberta, com a presença da professora e pesquisadora do Centro de Desenvolvimento e Avaliação de Políticas e Tecnologias em Saúde Pública da Universidade do Vale, Colômbia, Ligia Malagon de Salazar. A aula será transmitida on-line no Canal da ENSP no Youtube.

  8. Aula aberta sobre intervenções complexas em saúde pública nesta segunda-feira (7/5)

    O Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) promoverá, de 7 a 9 de maio, o curso de curta duração com abrangência internacional Avaliação de efetividade de intervenções complexas em Saúde Pública. O curso busca discutir metodologias e modelos analíticos para avaliar a efetividade de intervenções complexas em saúde, direcionadas para redução das iniquidades em saúde. Voltado especialmente aos alunos de mestrado e doutorado da Escola, o curso terá aula inaugural aberta, com a presença da professora e pesquisadora do Centro de Desenvolvimento e Avaliação de Políticas e Tecnologias em Saúde Pública da Universidade do Vale, Colômbia, Ligia Malagon de Salazar. A aula será transmitida on-line no Canal da ENSP no Youtube.

  9. Falta de orçamento ou erros de gestão? Evento na ENSP discutiu a crise da saúde no Rio de Janeiro

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) promoveu o debate A crise na saúde do município do Rio de Janeiro: onde estamos e para onde vamos? O evento, realizado em 10 de abril, deu seguimento à discussão iniciada em novembro de 2017, ocasião em que o município sofria com demissões, salários atrasados, falta de insumos, medicamentos, exames complementares e a ausência de contratos de manutenção e limpeza na área de saúde. Sob a coordenação do Fórum de Saúde do Rio de Janeiro, o evento contou com a participação dos representantes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS/RJ), do Tribunal de Contas do município do Rio de Janeiro, e da Comissão de Saúde da Câmara Municipal do Rio. As apresentações estão disponíveis no canal da ENSP no Youtube.

  10. Falta de orçamento ou erros de gestão? Evento na ENSP discutiu a crise da saúde no Rio de Janeiro

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) promoveu o debate A crise na saúde do município do Rio de Janeiro: onde estamos e para onde vamos? O evento, realizado em 10 de abril, deu seguimento à discussão iniciada em novembro de 2017, ocasião em que o município sofria com demissões, salários atrasados, falta de insumos, medicamentos, exames complementares e a ausência de contratos de manutenção e limpeza na área de saúde. Sob a coordenação do Fórum de Saúde do Rio de Janeiro, o evento contou com a participação dos representantes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS/RJ), do Tribunal de Contas do município do Rio de Janeiro, e da Comissão de Saúde da Câmara Municipal do Rio. As apresentações estão disponíveis no canal da ENSP no Youtube.