1. Pesquisador da ENSP fala sobre doenças ligadas ao amianto

    O Programa Ligado em Saúde, do Canal Saúde, recebeu o pesquisador do Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ENSP) Francisco Pedra para falar sobre o amianto e as doenças associadas a ele. Durante a entrevista, Pedra alertou que desde 1960 é sabido que o amianto é cancerígeno. No entanto, ainda existe dificuldade de reconhecimento e diagnóstico por parte dos médicos.
     

  2. Centro de Estudos Miguel Murat sobre absenteísmo está disponível no vídeo

    No dia 13/5, a ENSP promoveu, através do Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos, o debate Fatores associados ao absenteísmo e possíveis intervenções, tendo como expositoras a professora da Faculdade de Saúde Pública da USP Frida Marina Fischer e a coordenadora do Laboratório de Educação em  Ambiente e Saúde do IOC/Fiocruz, Lúcia Rotenberg. O encontro buscou esclarecer os fatores que levam à ausência do funcionário no ambiente de trabalho, sejam por atrasos ou faltas constantes, muitas vezes associadas a problemas de saúde. As palestras de ambas as convidadas já estão disponíveis no Canal da ENSP no YouTube.

  3. Palestra de Mirko Winkler na ENSP pode ser assistida no YouTube

    A ENSP recebeu, no dia 14/4, o professor Mirko Winkler, do Instituto de Medicina Tropical e Saúde Pública da Suíça para a palestra Avaliação de Impacto à Saúde em grandes empreendimentos em países tropicais. A atividade foi realizada através de uma parceria entre os programas de Pós-Graduação Stricto Sensu de Saúde Pública e Saúde Pública e Meio Ambiente da Escola. Esse modelo de avaliação, conhecido pela sigla AIS, consite numa metodologia para calcular impactos, positivos e negativos, que empreendimentos e políticas de desenvolvimento, como hidrelétricas, projetos de agronegócio e mineração, entre outros, possam trazer para a saúde da população. A palestra está disponível no canal da ENSP no YouTube.

  4. Vídeos de Ceensp sobre saúde indígena disponíveis no YouTube

    Já está disponível no canal da ENSP no YouTube as exposições realizadas durante o Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP com o tema Indígenas nas estatísticas nacionais de saúde. O encontro, realizado em 8 de abril, teve como convidados os pesquisadores da Escola Andrey Moreira Cardoso e Carlos Coimbra Jr. e a pesquisadora do IBGE Nilza Pereira. Assista aos vídeos.

  5. Vídeos de Ceensp sobre medicamentos para doenças raras disponíveis na internet

    O Centro de Estudos Miguel Murat de Vasconcellos da ENSP, realizado em 25 de março, teve como tema Medicamentos para doenças raras, eficiência econômica versus equidade social. A atividade contou com exposições do pesquisador da Escola Claudio Cordovil, do professor da Faculdade de Medicina da Uerj Fernando Aith e da representante do Instituto Canguru Marlene Sturm. Confira os vídeos no canal da ENSP no YouTube.

  6. ENSP auxilia na elaboração de propostas de leis ambientais

    A Escola Nacional de Saúde Pública recebeu o deputado estadual Carlos Minc para uma reunião com o intuito de apresentar pesquisas da ENSP na área ambiental, que possam subsidiar projetos de lei e até mesmo políticas públicas. Entre os assuntos discutidos estiveram a exposição de trabalhadores ao benzeno e ao amianto, a questão dos grandes empreendimentos e a qualidade das areias das praias, praças e creches. Para o deputado, a parceria com a Escola é fundamental para a construção de políticas efetivas.

  7. Assista a íntegra da palestra de Marilena Chauí na abertura do ano letivo ENSP

    "Virada para seu próprio umbigo, mas sem saber onde este se encontra, a universidade operacional opera e por isso mesmo não age. Não surpreende, então, que esse operar coopera com sua contínua desmoralização pública e degradação". Essa foi uma das muitas afirmações da filósofa Marilena Chauí durante a aula de abertura do ano letivo da ENSP em 2015, realizada em 18 de março. Marilena Chauí ‘inflamou’ o auditório lotado do Museu da Vida/Fiocruz, dissertando por quase duas horas sobre o processo por meio do qual a universidade pública brasileira vem sendo transformada e descaracterizada, desde os anos 1970, quando deixa de ser uma instituição social para se tornar uma organização. Confira a íntegra de sua palestra em vídeo.