1. Assista a íntegra da palestra de Marilena Chauí na abertura do ano letivo ENSP

    "Virada para seu próprio umbigo, mas sem saber onde este se encontra, a universidade operacional opera e por isso mesmo não age. Não surpreende, então, que esse operar coopera com sua contínua desmoralização pública e degradação". Essa foi uma das muitas afirmações da filósofa Marilena Chauí durante a aula de abertura do ano letivo da ENSP em 2015, realizada em 18 de março. Marilena Chauí ‘inflamou’ o auditório lotado do Museu da Vida/Fiocruz, dissertando por quase duas horas sobre o processo por meio do qual a universidade pública brasileira vem sendo transformada e descaracterizada, desde os anos 1970, quando deixa de ser uma instituição social para se tornar uma organização. Confira a íntegra de sua palestra em vídeo.

  2. Assista ao Centro de Estudos sobre crise no abastecimento de água

    No dia 4 de março, a ENSP promoveu o seu primeiro Centro de Estudos (Ceensp) em 2015. Em debate: Ceensp: Crise no abastecimento de água: problema ambiental ou de gestão?. A atividade contou com a participação da pesquisadora do Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental da ENSP, Bianca Dieile, da professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Ana Lucia Nogueira de Paula Britto e do representando do Conselho Estadual de Recursos Hídricos do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Décio Tubbs Filho. Assista aos vídeos.

  3. Assista a palestra de Anita Prestes realizada em 12 de março na ENSP

    Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, a Escola Nacional de Saúde Pública recebeu a historiadora brasileira Anita Leocádia Prestes, na quinta-feira (12/3), para a palestra Leocádia e Olga Benário Prestes - exemplos de rebeldia feminina. Na ocasião, Anita retratou a trajetória de vida dessas duas mulheres marcadas pela indignação com as injustiças sociais e de apoio às posições revolucionárias de Luiz Carlos Prestes. A apresentação já está disponível on-line e pode ser assistida na íntegra no Canal da ENSP no YouTube.

  4. Oficina de trabalho dá início à cooperação entre Fiocruz e SES/MT

    Assessores técnicos da Secretaria de Saúde do Mato Grosso estiveram na ENSP firmando as bases de um acordo de cooperação técnico-científica com a Fiocruz para reorganizar as ações do SUS no Estado. Durante a oficina, realizada no início de fevereiro, foram estabelecidas diretrizes para a elaboração de um diagnóstico da situação de saúde na região, que servirá para a construção de políticas voltadas para o campo da assistência farmacêutica, da judicialização da saúde e para o enfrentamento de doenças negligenciadas, com especial atenção para a hanseníase, bem como a oferta de cursos voltados para a qualificação profissional, uma das expertises da Escola. As negociações foram conduzidas pelo pesquisador da ENSP e médico do Centro de Saúde Ziadir Coutinho.

  5. Pesquisadora da ENSP fala sobre HIV/Aids no Brasil

    Testagem e tratamento para o HIV/Aids foi o tema do programa do Canal Saúde Sala de Convidados, do qual a pesquisadora do Departamento de Ciências Sociais da ENSP Monica Malta participou. Monica foi uma das convidadas e falou sobre a epidemia da doença no Brasil e das estratégias da área da saúde para o seu combate. Recentemente, o Ministério da Saúde lançou nova campanha contra o HIV/Aids voltada para o público jovem e a estratégia tem foco na prevenção, testagem e tratamento.  

  6. Evento debate a Translação do Conhecimento em Saúde Pública

    Para apresentar as inciativas de pesquisas aplicadas e intervencionais no âmbito global, fruto de parceria da Fiocruz com as Universidades de Montreal e de Nova Lisboa, a Rede Saúde Manguinhos realizou um ciclo de oficinas de trabalho. O encontro contou com a participação da doutora em Saúde da Comunidade e docente do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Universidade de Montreal, Louise Potvin, que também é editora do Canadian Journal of Public Health. Assista ao vídeo Translação do Conhecimento em Saúde Pública: iniciativas da Fiocruz (em português com legendas em inglês), produzido pelo Programa de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Saúde Pública da Vice-Presidência de Pesquisa e Laboratórios de Referência (PDTSP/VPPLR). Além de Louise Potvin, o vídeo traz ainda a exposição da coordenadora do PDTSP e pesquisadora da ENSP Isabela Soares Santos.

  7. Centro Hélio Fraga da ENSP comemora 30 com novo mestrado profissional

    Em comemoração aos 30 anos do Centro de Referência Professor Helio Fraga (CRPHF/ENSP) foi realizada, no dia 17 de dezembro, a aula inaugural do mestrado profissional em Epidemiologia e Controle da Tuberculose, desenvolvido por meio de consórcio entre a Escola Nacional de Saúde Pública, a Vice-presidência de Ensino, Informação e Comunicação da Fiocruz e o Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães (CPqAM/Fiocruz Pernambuco). A atividade contou com a participação do professor titular do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA) Maurício Barreto, que avaliou o controle da tuberculose no século XXI, as novas tecnologias e riscos inerentes à doença, além citar a relação dos determinantes sociais da saúde no processo saúde-doença. Na ocasião, foi descerrada uma placa em homenagem aos 30 anos de história do Hélio Fraga, criado em 1984 pela Campanha Nacional contra a Tuberculose. 

  8. Tuberculose: a doença que faz parte da trajetória da humanidade

    O pesquisador do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA) Maurício Barreto foi o expositor convidado para a palestra comemorativa dos 30 anos do Centro de Referência Prof. Hélio Fraga da ENSP e que deu início ao mestrado profissional em Epidemiologia e Controle da Tuberculose. Após o descerramento da placa em homenagem a data, teve início a exposição Controlando a tuberculose no século XXI: novas tecnologias, novos riscos e os persistentes determinantes sociais. "Quando entendemos o que é a tuberculose, conseguimos perceber esse mestrado como uma maneira de entender o mundo, pois a tuberculose faz parte da trajetória da humanidade", considerou o professor. Maurício descreveu a doença, sua transmissão e a maneira como ela infecta o pulmão. Ele ressaltou ainda que a TB é uma doença crônica e que todo modelo de cuidado utilizado no tratamento da tuberculose poder ser aplicado para o tratamento de outras doenças crônicas.