1. Estratégia Saúde da Família: recursos humanos em debate

    A ampliação da cobertura de Estratégia Saúde da Família (ESF) é uma das apostas para a melhoria da assistência básica nos municípios brasileiros. O tema é o alvo da pesquisa Estudos de Caso sobre a Implementação da Estratégia Saúde da Família em Quatro Grandes Centros Urbanos, realizada pelo Núcleo de Estudos Político-Sociais em Saúde da ENSP (Nupes/Daps/ENSP/Fiocruz). A pesquisa, que teve a vice-diretora de pós-graduação da ENSP, Maria Helena Mendonça, como uma de suas coordenadoras, também analisa a implantação do ESF do ponto de vista dos recursos humanos em saúde.

  2. Galeria revela imagens do evento realizado pela Abrasco em Salvador

    O I Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde, em Salvador, Bahia, reuniu cerca de 1.500 pessoas de todos os estados brasileiros. Dentre as atividades desenvolvidas durante o evento estão conferências, mesas de debate, colóquios, simpósios, seminários, oficinas e apresentações orais de trabalhos inscritos no Congresso. Ainda nos dias do encontro, concomitantemente aos eventos científicos, aconteceram, no Centro de Convenções, diversos lançamentos editoriais.

  3. Participação popular: a frágil relação entre Conselhos e Conferências

    Conferências e conselhos de saúde no Brasil: o que sabemos, o que queremos? foi o tema da exposição da pesquisadora da ENSP Sarah Escorel na mesa Participação Social e SUS: os avanços necessários, no último dia do I Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde da Abrasco. Na palestra, a pesquisadora do Núcleo de Estudos Político-Sociais em Saúde (Nupes/ENSP) abordou a baixa produção científica no campo da saúde sobre a participação popular, apresentou dados sobre os conselhos municipais do país e criticou a cultura política que privilegia formas clientelistas e particularistas de resolução de conflitos no Brasil. Acesse na Biblioteca Multimídia da ENSP o áudio e as apresentações.

  4. Carta de Salvador pede mais investimentos para saúde pública

    Lançada no encerramento do I Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde da Abrasco, a Carta de Salvador, segundo o presidente da Associação, Luiz Facchini, é um importante instrumento para subsidiar o debate eleitoral no campo da saúde pública brasileira. De acordo com o documento, a proporção dos gastos públicos em saúde não chega a 3% do PIB, o que é, segundo as mesmas experiências, muito pouco. O balanço deste primeiro congresso foi positivo e superou todas as expectativas da Abrasco, tanto em número de trabalhos inscritos como em número de participantes. Confira, na Biblioteca Multimídia da ENSP, a Carta de Salvador e o áudio da solenidade de encerramento do congresso.

  5. Abrasco 2010 lança 12 livros sobre política, planejamento e gestão

    Foram 12 as publicações lançadas no I Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde da Abrasco, em Salvador (BA). Desse total, três foram organizadas por pesquisadores da ENSP/Fiocruz. Os lançamentos ocorreram nos dias 25 e 26 de agosto no hall de entrada do evento. Os livros estão disponíveis para venda na livraria da Abrasco.

  6. Abrasco 2010 aponta dilemas e desafios da gestão estadual do SUS

    Coordenada pela pesquisadora Elizabeth Artmann (Daps/ENSP), a mesa de debates Gestão do SUS no âmbito estadual: dilemas e desafios reuniu três pontos de vista durante as exposições. Enquanto Maria Alícia Ugá (Daps/ENSP) apresentava um panorama do SUS no Rio de Janeiro, mas que serve de entendimento para o que acontece nos demais estados da federação, João Scatena, da UFMT, falou sobre o desafio da regionalização em saúde e o gestor Heider Pinto abordou a questão do financiamento nas três esferas de governo. Confira os áudios na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  7. Políticas de saúde: elemento de regulação de relações sociais

    Na mesa que abordou os referenciais teóricos e as abordagens das políticas de saúde, os expositores Ana Luiza Vianna, da USP, Geraldo Giovanni, da Unicamp, e Silvia Gerschmann, da ENSP, fizeram um resgate do histórico das políticas de saúde no Brasil, mencionando suas principais transformações, as formas de análise e a importância de ações que reforcem a necessidade de debater o campo. A conferência fez parte de uma das sessões do I Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde. Confira os áudios na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  8. Planejamento e gestão: dois eixos da área de políticas públicas

    De certa forma, as áreas de gestão e de planejamento são continuidades da área de políticas públicas, incluindo também as práticas, disse o pesquisador Gastão Wagner, da Unicamp, em discurso que norteou a primeira mesa-redonda no segundo dia do I Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde. A atividade, cujo tema foi Política, Planejamento e Gestão, também contou com a presença do pesquisador da ENSP Francisco Javier Uribe Rivera e do professor do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia Jairnilson Paim. Os áudios estão disponíveis na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  9. Especialistas debatem rumos da saúde pública no Brasil

    Na tarde do segundo dia (25/8) do I Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão em Saúde da Abrasco, uma das mesas de debates mais concorridas foi Perspectivas para a Saúde no século XXI, que reuniu o pesquisador da ENSP Adolfo Chorny, a pesquisadora da Unisantos-SP Amélia Cohn e o pesquisador do Ipea-DF Jorge Abrahão de Castro. Em pauta, três diferentes visões sobre os parâmetros que situam a saúde pública no século atual. Os áudios estão disponíveis na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  10. Abrasco 2010 homenageia expoentes da Reforma Sanitária brasileira

    Foi homenageando personalidades marcantes da história da Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (Abrasco) e do cenário da saúde pública brasileira, especialmente das áreas do planejamento e gestão, que o I Congresso da Abrasco sobre essa temática teve início, na noite de 23/8, em Salvador (BA). Dentre os agraciados estava o pesquisador da ENSP/Fiocruz Adolfo Chorny, radicado no país há trinta e quatro anos e trabalhando por uma saúde mais justa e equânime para a população. A solenidade de abertura contou ainda com palestra do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que traçou um panorama da saúde pública brasileira nos oito anos do governo Lula. Acesse o áudio na Biblioteca Multimídia da ENSP.