1. Saúde e desenvolvimento: dialéticas contemporâneas em debate

    Esta mesa aborda um dos temas centrais do congresso, pois discute o compromisso da ciência, tecnologia e inovação com o direito à saúde. As relações do desenvolvimento com a área da saúde são temas em evidência atualmente, com um grande avanço nos debates. Também serão tema do Fórum Global de Pesquisa em Saúde, que será realizado em Cuba, destacou o presidente da Abrasco, José Carvalheiro, na abertura do painel Saúde e desenvolvimento: dialéticas contemporâneas e políticas públicas, expressando a importância e a dimensão que o tema vem adquirindo nos últimos tempos. O painel foi uma das atividades do IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva.

  2. Lula discursa para mais de 2 mil pessoas no Congresso da Abrasco

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou das homenagens aos centenários de nascimento de Josué de Castro e da descoberta da doença de Chagas no quarto dia (3/11) do IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva da Abrasco, em Recife. Lula recebeu das mãos do presidente da Comissão Científica do Congresso, Eduardo Freese, e do presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha, uma escultura e uma placa especial para marcar o momento. O presidente discursou para o público, que lotou os dois andares do Teatro Guararapes, ao lado da ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, e do ministro da Saúde, José Gomes Temporão. Biblioteca Multimídia da ENSP.

  3. Estudos comparam incidência de cárie e tuberculose em indígenas

    Dois estudos comparativos sobre o índice de cáries e tuberculose em populações indígenas e não indígenas foram apresentados na mesa Epidemiologia, ambiente e políticas públicas em saúde indígena, coordenada pelo pesquisador Ricardo Ventura (ENSP/Densp), na segunda-feira (2/11), no IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, em Recife. O debate girou em torno da importância da construção de políticas públicas e da atenção à saúde indígena. O áudio da apresentação está disponível na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  4. Impactos do ambiente na saúde são debatidos no congresso

    As complexidades e incertezas que permeiam o campo da saúde ambiental fizeram parte dos temas debatidos no IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, em Recife. Contaminações químicas, poluições ambientais, transgênicos e impactos ambientais decorrentes da presença de usinas e hidrelétricas estiveram presentes na mesa. A ENSP foi representada pelas doutorandas Maria Clara Coelho Câmara e Lúcia de Oliveira Fernandes - esta última do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, que atua em cooperação com a ENSP na área da saúde ambiental.

  5. Gestão de recursos humanos em saúde tem destaque em Recife

    Participantes do IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, que acontece em Recife, debateram experiências no campo de recursos humanos em saúde no Brasil e no Mercosul durante a comunicação coordenada Problemas históricos e questões contemporâneas das profissões e da gestão do trabalho no SUS. Um dos trabalhos - desenvolvido pelo Observatório de Recursos Humanos em Saúde da ENSP/Fiocruz e que diagnostica a situação de sete categorias profissionais na área da saúde prioritárias no Mercosul - foi apresentado pela pesquisadora da Neuza Maria Moysés. Confira, na Biblioteca Multimídia da ENSP, o áudio da apresentação.

  6. Impacto do agronegócio sobre ambiente e saúde: desafios à produção de conhecimento

    O grupo de trabalho (GT) Saúde e Ambiente da Abrasco convocou, na manhã de domingo (1/11), um debate sobre o processo produtivo do agronegócio e suas relações e consequências para a saúde pública e o meio ambiente no IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. Na mesa, coordenada pela pesquisadora da Universidade Federal do Ceará, Raquel Rigotto, os palestrantes Vicente Almeida (Embrapa), Marcelo Firpo (ENSP/Fiocruz), Wanderlei Pignati (UFMT) e Lia Giraldo (CPqAM/Fiocruz) falaram do macrofenômeno do agronegócio e sua relação com a economia, a produção industrial, a política, a pesquisa e a necessidade de transição para um novo modelo agroecológico no país.

  7. Sessão debate importância do agente comunitário de saúde para sociedade

    Na tarde do primeiro dia do IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva da Abrasco, em Recife, a importância da profissão do agente comunitário de saúde (ACS) e a relação entre Estado e comunidade foi tema de uma das comunicações coordenadas. As quatro exposições trabalharam a visão desses profissionais, por eles mesmos, e de que forma são reconhecidos nas comunidades em que estão inseridos. Confira o áudio dessa atividade na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  8. Ações de Vigilância Sanitária em pauta no Abrascão 2009

    Com o tema Ações e práticas integradoras em vigilância sanitária, teve início, no dia 1/11, a primeira das 106 comunicações coordenadas realizadas no IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva da Abrasco, em Recife. Os dois expositores foram Rodrigo Lino de Brito, da Anvisa, e Ana Célia Pessoa da Silva, da ENSP/Fiocruz. Confira, na Biblioteca Multimídia da ENSP, o áudio completo da sessão.

  9. Auditório lotado na cerimônia de abertura do Abrascão 2009

    No ano em que completa 30 anos, a Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (Abrasco) realiza, em Recife, o IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva discutindo a relação de saúde, ciência, tecnologia e inovação. A solenidade de abertura aconteceu na noite de domingo (1/11), no Teatro Guararapes, com mais de duas mil pessoas lotando o Centro de Convenções de Pernambuco. A noite foi de protestos, música e resgate da história da saúde coletiva brasileira. Confira o áudio da abertura na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  10. Abrasco celebra 30 anos realizando IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva

    Os números refletem a importância do IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva para a comunidade da área da saúde no país. De 31/10 a 4/11, Recife receberá quase sete mil pessoas para mais um congresso da Abrasco. Ao todo, serão apresentados quase 5.500 trabalhos nos cindo dias de discussão. Entre os destaques da programação, uma homenagem especial a Josué de Castro e ao centenário da descoberta da doença de Chagas, que contará com a participação do presidente Lula, no dia 3 de novembro. Pesquisadores e alunos da ENSP participarão do evento em várias atividades.