1. Buss recebe prêmio e promete lutar por eqüidade na saúde

    Aplaudido de pé por cerca de 1.500 pessoas que lotavam o auditório principal do Riocentro, Paulo Buss, presidente da Fiocruz, encerrou muito emocionado sua conferência Globalização, pobreza e saúde, após receber o prêmio Hugh Rodman Leavell Lecture, concedido pela Federação Mundial das Associações de Saúde Pública, instituição que reúne cerca de 70 associações. Buss criticou a globalização, apresentou dados mostrando o enorme fosso econômico e social que separa países ricos e pobres e terminou sua apresentação prometendo lutar pela eqüidade e pela paz entre os povos com foco na saúde. A cerimônia ocorreu no 11º Congresso Mundial de Saúde Pública e no 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, no Rio de Janeiro. A apresentação e o discurso de Paulo Buss estão disponíveis na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  2. Cebes elege nova diretoria durante evento

    O Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes/ENSP/Fiocruz) elege nesta quinta-feira (24/08), às 18h30min, sua nova Diretoria Nacional, durante Assembléia Geral que acontece dentro do 8˚ Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva e o 11˚ Congresso Mundial de Saúde Pública. Na ocasião, haverá prestação de contas da gestão 2003-2006 e análise da conjuntura e diretrizes para o Cebes. Conheça a plataforma da nova diretoria para a gestão do Cebes.

  3. Ministério da Saúde apresenta Atlas de indicadores de saúde

    Os brasileiros passam a contar, a partir desta terça-feira (22/08), com um instrumento para a análise de situação da saúde de toda a população, além de possibilitar o controle social de todos os segmentos do Sistema Único de Saúde (SUS). Trata-se do Atlas de Saúde do Brasil, que o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, apresenta no estande do MS instalado no 8o Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva da Abrasco.

  4. Futuras pandemias: como prevê-las?

    A preocupação com a ameaça de uma pandemia de influenza aviária serviu de inspiração para o painel Pandemias: previsões, acertos e prevenções, realizado na última terça-feira, 22, durante o 11º Congresso Mundial de Saúde Pública e o 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, no Riocentro. O debate contou com a participação dos pesquisadores da Fiocruz Claudia Torres Codeço e Cláudio Struchiner (ENSP/Fiocruz), além de Marta Pignatti, do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), e Eduardo Hage Carmo, do Ministério da Saúde e do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

  5. Programas sociais melhoram qualidade de vida da população

    Quatro diferentes pontos de vista abordaram o mesmo tema durante o painel Políticas Públicas e Enfrentamento das Desigualdades: respostas e desafios: como o governo brasileiro vem trabalhando na busca por melhores condições de vida para a população brasileira. O coordenador de Pós-Graduação da ENSP, Carlos Machado de Freitas, conduziu os debates na terça-feira (22/08), no Congresso da Abrasco, que contou com a participação de duas pesquisadoras da Escola: Sarah Escorel e Jeni Vaitsman. As quatro apresentações realizadas no painel Políticas Públicas e Enfrentamento das Desigualdades: respostas e desafios estão disponíveis na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  6. Diversidade e gravidade da violência afetam sociedades atuais

    Os desafios da violência para a Saúde Pública em três diferentes países foi um dos temas abordados na terça-feira (22/08), na sessão Grandes Debates, durante o 8˚ Congresso de Saúde Coletiva e 11˚ Congresso Mundial de Saúde Pública, no Rio de Janeiro. A coordenadora do Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde Jorge Carelli (Claves/DEMQS/ENSP/Fiocruz), Maria Cecília Minayo, participou da mesa, que contou, ainda, com as presenças de Seggane Musisi (Uganda) e Saul Franco (Colômbia).

  7. Fórum destaca conceitos e avanços da bioética

    No Fórum Bioética, Saúde Pública e Política de Saúde, questões como a necessidade da bioética, seus conceitos, sua aplicabilidade e a necessidade de integrá-la cada vez mais à saúde pública foram debatidas com a presença de convidados da Organização Mundial da Saúde, da Organização Pan-Americana de Saúde, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), da Universidade de Toronto e da Palliative Care & Family Physican, da Jamaica, na terça-feira (22/08), no primeiro dia do 8˚ Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva e 11˚ Congresso Mundial de Saúde Pública, no Riocentro (RJ).

  8. Atenção primária e perfil das famílias brasileiras são temas de palestra no Abrascão

    Na Comunicação Coordenada Atenção Primária: avaliação e marcos conceituais, realizada no primeiro dia do 8˚ Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva e do 11˚ Congresso Mundial de Saúde Pública, na terça-feira (22/08), os convidados Márcia Cristina Rodrigues Fausto, do Instituto Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz); Tayser Abu Mourad, do Ministério da Saúde de Israel; Alberto Lopes Najar, da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP/Fiocruz) e Maria Guadalupe Medina, do Instituto de Saúde Coletiva da UFBa, falaram sobre os princípios da atenção básica, sua aplicação no Programa de Saúde da Família e os moldes atuais da família brasileira.

  9. Painel aborda importância da participação popular na educação e na saúde

    Alunos, conferencistas e profissionais de saúde lotaram a sala G8, na terça-feira (22/08), no Riocentro, para assistir ao Painel A Saúde Coletiva na Perspectiva da Educação Popular e Saúde, coordenado por José Ivo dos Santos Pedrosa, da Secretaria de Ciências, Tecnologia e Ensino Superior, do Ministério da Saúde, e com as palestras de Eduardo Stotz, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), Eymard Mourão Vasconcelos, da Universidade Federal da Paraíba, Vera Lúcia de Azevedo Dantas, da Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza, e Helena Leal David, da Rede de Educação Popular e Saúde, que abordaram a importância dos movimentos sociais e da educação popular na saúde coletiva.

  10. Afro Mangue empolga com música de lata e galões

    Durante o 11º Congresso Mundial de Saúde Pública e o 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, que acontece até o dia 25/08 no Riocentro, várias manifestações culturais estarão acontecendo. A banda AfroMangue, formada por 11 jovens da comunidade de Vigário Geral, faz parte do projeto AfroReggae, e fez uma empolgante apresentação no dia 22/08, na hora do almoço.