1. Nove pôsteres da ENSP recebem menção honrosa no Abrascão

    Nove dos 56 pôsteres que receberam menção honrosa no 11º Congresso Mundial de Saúde Pública e no 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva são de alunos e pesquisadores da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. O anúncio foi feito pela coordenadora do Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde Jorge Carelli (Claves/DEMQS/ENSP/Fiocruz), Maria Cecília Minayo, durante a solenidade de encerramento do evento.

  2. Especialistas debatem produção de sentidos na Saúde

    Moacyr Scliar, da Faculdade Federal de Ciências Médicas de Porto Alegre, José Ricardo Ayres, do Departamento de Medicina Preventiva da USP, Kenneth Rochel, do Instituto de Medicina Social da Uerj, Paulo Buss, presidente da Fiocruz, e Naomar de Almeida Filho, reitor da Universidade Federal da Bahia (UFBa), foram os debatedores do painel Produção dos Sentidos da e na Saúde ou o que quer dizer, afinal, isso cujo nome é saúde?, que abordaram com grande abrangência a definição da saúde, sua evolução e sua relação com a doença. O painel foi realizado no último dia (25/08) do Abrascão.

  3. Cerimônia de encerramento do Abrascão premia Fiocruz

    O prêmio de melhor Instituição de Saúde Pública do Mundo concedido à Fiocruz, a posse do novo presidente da World Federation of Public Health Associations (WFPHA), Asib Nasim, e a divulgação dos 56 pôsteres que receberam menção honrosa foram os destaques da cerimônia de encerramento do 11º Congresso Mundial de Saúde Pública e do 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva. O presidente da Abrasco, Paulo Gadelha, os representantes da WFPHA, Cuauhtemoc Ruiz Matus e Theodor Abelin, o presidente da Fiocruz, Paulo Buss, e o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do MS, Moyses Gouldbaum, ressaltaram a importância dos congressos realizados no Rio de Janeiro e anunciaram o 12º Congresso, que acontecerá em Istambul, na Turquia, em 2009.

  4. Ambientes Saudáveis em debate no Abrascão

    Três diferentes estratégias para a promoção de ambientes saudáveis foram apresentadas no último dia (25/08) do 11º Congresso Mundial de Saúde Pública e no 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, entre elas o Plano Diretor Saudável que está em desenvolvimento pela Rede Brasileira de Habitação Saudável, coordenada pela pesquisadora do DSSA/ENSP, Simone Cynamon Cohen.

  5. Promoção da Saúde: experiências e intervenções

    Duas estratégias reais e uma visão subjetiva sobre Promoção da Saúde nortearam o painel Promoção da Saúde e Desenvolvimento Local: barreiras e respostas, coordenado pelo diretor da ENSP, Antônio Ivo de Carvalho, que teve como um dos expositores o pesquisador Marcelo Firpo (Cesteh/ENSP/Fiocruz). As apresentações, realizadas no último dia (25/08) do Congresso da Abrasco, levaram ao público experiências e intervenções no ambiente com sujeitos locais.

  6. Saúde pública na interseção entre ciência, mercado e política

    Um dos principais mentores intelectuais da Reforma Sanitária Brasileira, o italiano Giovanni Berlinguer foi a estrela do último dia do 11º Congresso Mundial de Saúde Pública e do 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, realizado no Rio de Janeiro de 21 a 25 de agosto. Em sua conferência Novas fronteiras em ciência e tecnologia: o que isso significa para a saúde coletiva?, Berlinguer falou da saúde pública como ponto de interseção entre ciência, mercado e política.

  7. Presidente da Abrasco faz balanço positivo dos dois congressos

    Cinco dias de debates, cerca de doze mil congressistas, mais de 360 atividades entre comunicações coordenadas, painéis, oficinas, fóruns e quase oito mil pôsteres expostos. Os números são gigantescos para os dois maiores congressos brasileiro e internacional de Saúde Pública, realizado no Rio de Janeiro de 21 a 25 de agosto. O presidente da Abrasco, Paulo Gadelha, falou da relevância do evento para a saúde pública e destacou os pontos importantes levantados nos congressos.

  8. Carta do Rio é divulgada no último dia do congresso

    Nesta sexta-feira (25/08), os participantes do 11º Congresso Mundial de Saúde Pública e do 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, representando 26 países, divulgaram a Carta do Rio com conclusões e indicações a respeito do fenômeno da globalização e seus efeitos sobre a saúde. Leia, a seguir, o texto completo.

  9. Organização social promove abaixo assinado pela homeopatia

    A organização social Homeopatia Ação Pelo Semelhante intensificou sua atuação pela aprovação da portaria 971 do Ministério da Saúde, que estabelece a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), consagrando o direito da população de escolher a homeopatia, a acupuntura e a fitoterapia como opções terapêuticas no SUS. A organização está promovendo um abaixo assinado de apoio à Portaria durante o 11º Congresso Mundial de Saúde Pública e no 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, no Rio de Janeiro, exigindo que a mesma seja regulamentada.

  10. Gestão clínica é debatida no Abrascão

    A tarde de quinta-feira (24/08) do Congresso de Saúde Pública da Abrasco reservou um espaço para discussão da gestão clínica. Duas pesquisadoras da ENSP, Margareth Portela e Creuza da Silva Azevedo, apresentaram trabalhos, acompanhadas do espanhol Jose Luis Navarro Espigares, do Hospital Universitário Virgen de Lãs Neives. As exposições mostraram três temas distintos e novos na saúde coletiva.