1. Pesquisador da ENSP fala sobre novos registros de agrotóxicos permitidos pelo Ministério da Agricultura

    O pesquisador do Cesteh/ENSP, Luiz Claudio Meirelles, concedeu entrevista ao site HuffPost Brasil, na qual fala sobre a liberação de novos registros, ainda mais tóxicos, permitidos pelo Ministério da Agricultura. Como uma de suas primeiras medidas, o Ministério liberou o uso de 28 diferentes agrotóxicos nas lavouras do país. Desses, 18 são princípios ativos para serem utilizados pela indústria brasileira na produção de outros químicos voltados ao uso no campo.

  2. Pesquisadora analisa alta carga de tuberculose nos países africanos

    Representando o Banco Mundial na 4ª reunião do Comité Consultivo Regional de Apoio à TB e aos Sistemas de Saúde da África Austral, em Livingstone, na Zâmbia, a pesquisadora Margareth Dalcolmo, da ENSP/Fiocruz, destacou a importância da união de vários atores, entre a medicina, a academia e a sociedade civil, para controlar a tuberculose nos países africanos com alta carga da doença. O encontro teve participação do ministro da Saúde da Zâmbia, Chitalu Chilufya.

  3. Pesquisadora comenta causas da baixa balneabilidade nas praias no Rio

    A pesquisadora Adriana Sotero, ENSP/Fiocruz, concedeu entrevista ao jornal Destak, em reportagem que abordou os índices de balneabilidade das praias do Rio de Janeiro. De acordo com a reportagem publicada na segunda-feira (14/1), dos 37 pontos em praias da zona sul e oeste da cidade, oito deles estiveram próprios para banho durante todo o ano de 2018. Na avaliação da pesquisadora, balneabilidade está atrelada com a presença de bioindicadores de presença de esgoto sanitário e saneamento inadequado é o fator que mais altera a balneabilidade de uma praia.

  4. Desenvolvimento e inovação: a saúde como uma oportunidade

    O pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz) e coordenador das Ações de Prospecção da Presidência da Fundação, Carlos Gadelha, assinou artigo no Jornal do Brasil sobre desenvolvimento e inovação em saúde. Segundo ele, a saúde é parte indissociável do desenvolvimento nacional. Além de constituir um direito essencial de cidadania, constitui uma fonte de geração de valor e de riqueza social e econômica.

  5. Diretor da ENSP fala sobre o Programa 'Mais Médicos' na imprensa

    O diretor da ENSP, Hermano Castro, concedeu entrevista ao Programa Fernando Gabeira, do Canal Globo News, no dia 25/11, sobre o futuro do Mais Médicos, com a saída dos cubanos. “Temos uma lacuna histórica de mais de 30 anos, desde a Reforma Sanitária, de interiorizar profissionais de saúde, principalmente médicos, em áreas vulnerabilizadas. O Mais Médicos veio para suprir essa necessidade”, disse Hermano ao jornalista Gabeira. Ele acrescentou que o Mais Médicos ainda é um programa emergencial. “Precisamos discutir como superar essa lacuna. Tem a ver com formação de qualidade no país, principalmente a carência na Atenção Básica.”

  6. STF analisa descriminalização do aborto com participação de pesquisadores da ENSP

    "A autonomia das mulheres deve ser respeitada, e elas precisam ser protegidas e apoiadas", defendeu o pesquisador da ENSP e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva, Sergio Rego, durante audiência pública no Supremo Tribunal Federal (STF), sobre a ADPF 442, que busca a legalização do aborto até a 12ª semana de gestação. Além de Sergio Rego, que participou como representante da Sociedade Brasileira de Bioética (SBB), estiveram presentes à audiência a pesquisadora da ENSP Mariza Theme e o ex-ministro da Saúde José Gomes Temporão, o médico do IFF Marcos Dias, a professora do PPGBIOS Debora Diniz e outros.

  7. Pesquisador da ENSP fala sobre o PL do Veneno

    O pesquisador do Cesteh/ENSP, Luiz Cláudio Meirelles, participou do programa Sala de Convidados, do Canal Saúde/Fiocruz. O programa tratou do Projeto de Lei 6.299/2002, que flexibiliza o controle sobre os agrotóxicos no país. Meirelles alertou para o interesse finaceiro do setor. Segundo ele, existe um grupo de grandes empresas contolando esse mercado, muito expressivo atualmente no congresso nacional, empurrando o PL para frente, apesar de toda incoerência e retrocesso que ele significa.

  8. Nobel da Paz homenageia Marielle Franco em evento com Fiocruz

    O Prêmio Nobel da Paz, Adolfo Pérez Esquivel, participou na segunda-feira (16/4) de um evento organizado pelo Fórum de Direitos Humanos, que reúne universidades, movimentos sociais e instituições científicas do Rio de Janeiro. Na Faculdade Nacional de Direito (FND), o ativista argentino demonstrou preocupação com a democracia em países da América Latina e do mundo e também fez uma homenagem à vereadora Marielle Franco e ao seu motorista, Anderson Gomes, assassinados no mês passado.