1. Especialistas questionam sentido do SUS no mercado capitalista

    As pesquisadoras da ENSP Cristiani Vieira Machado e da USP Ana Luiza d'Ávila Viana publicaram, em 14 de maio, artigo no Jornal do Brasil on line intitulado Capitalismo e estado social: qual o sentido do SUS? No texto, as autoras não ignoram a relevância do aumento do poder de consumo das famílias como expressão da redução das desigualdades de renda e da possibilidade de acesso de grupos sociais menos favorecidos a bens até então disponíveis para poucos, mas reconhecem que tal estratégia isoladamente não é suficiente.

  2. Moradores não poderiam residir em condomínio perto da CSN

    A Fiocruz examinará a saúde de moradores de um condomínio em Volta Redonda, no Rio de Janeiro. O objetivo é avaliar se os habitantes foram afetados por resíduos químicos descartados pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN). A notícia foi destaque na edição de 22/4, do jornal O Globo. Segundo o pesquisador da ENSP Francisco José Paumgartten, as substâncias encontradas no local (chumbo, cádmio e ascarel) podem causar problemas de saúde.

  3. Artigo aponta problemas na portaria que libera recursos para tratamento de fumantes

    Em artigo publicado na edição de 21 de abril do jornal O Globo, a coordenadora do Centro de Estudos sobre Tabaco e Saúde (Cetab/ENSP) e pesquisadora da ENSP Vera Luiza da Costa e Silva apontou uma série de questões preocupantes relativas à nova portaria federal que libera recursos para o tratamento de fumantes no SUS. Entre os pontos abordados está a baixa relação custo-efetividade do tratamento ou a predominância na compra de medicamentos, que, segundo ela, segue a tendência de medicalização do Sistema Único de Saúde.

  4. Cerca de metade dos policiais do RJ faz uso de álcool e outras drogas

    Aproximadamente a metade de todo o efetivo das polícias civil e militar do Rio de Janeiro faz uso de álcool mais de uma vez por semana, e 25% deles associam o álcool ao tabaco, tranquilizantes, além de admitirem uso de maconha ou cocaína nos últimos 12 meses, é o que destaca a reportagem do edição impressa do jornal O Dia desta segunda-feira (22/4). As afirmações partem do estudo desenvolvido pelo Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde da ENSP (Claves), que analisa o consumo de substâncias ilícitas pelos policiais do Rio de Janeiro.

  5. Policiais do RJ consomem álcool ao menos uma vez por semana

    O estudo desenvolvido pelo Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde da ENSP (Claves), que analisa o consumo de substâncias ilícitas pelos policiais do Rio de Janeiro, foi tema de reportagem no site Uol. O texto destaca que um terço dos policiais, na cidade do Rio de Janeiro, tem o hábito de beber álcool com a frequência de pelo menos uma vez na semana, e mais de 10% dos policiais, entre civis e militares, fizeram uso de tranquilizantes no último ano.

  6. Busca por uma vida saudável impõe novo padrão comportamental

    O Projeto Terrapia foi citado em reportagem do Jornal do Commercio, na segunda-feira (15/4), como um exemplo consistente de propostas alimentares alternativas. A reportagem aborda os novos hábitos de consumo provocados pelo ‘boom naturalista’ e destaca o projeto, desenvolvido há 16 anos na ENSP, como uma opção bem-sucedida de alimentação saudável. Leia a reportagem completa no arquivo anexo ou clique aqui.

  7. Pesquisa da ENSP sobre mortalidade de idosos ganha destaque na imprensa

    A pesquisa da ENSP Análise Espacial da Mortalidade de Idosos por Doenças Crônicas no Município do Rio de Janeiro foi destaque no jornal O Dia, edição de 13 de abril, na seção Ciência e Saúde. O estudo, realizado pelo pesquisador da ENSP Davi Barroso Alves, concluiu que, em áreas ricas, morre-se mais por câncer provocado pela idade. Já nas zonas pobres, o maior problema são as doenças circulatórias e respiratórias. A explicação está no acesso ao saneamento básico e ao atendimento médico, ou a falta de ambos.

  8. Pesquisa da ENSP sobre policiais ganha destaque na imprensa

    Uma pesquisa da ENSP foi destaque no jornal O Estado de S. Paulo, edição de 11 de abril, na seção Vida. O estudo da Escola aponta um consumo maior de álcool pelos policiais militares do Rio de Janeiro em comparação com os policiais civis desse estado. Na reportagem, a pesquisadora do Centro Latino-Americano de Estudos sobre Violência e Saúde Jorge Carelli (Claves/ENSP) Patrícia Constantino, uma das responsáveis pelo estudo, alerta para a possibilidade de os porcentuais identificados serem maiores, pois muitos policiais podem ter sentido constrangimento em responder ao questionário. 

  9. Pesquisador da ENSP participa de mestrado sobre segurança pública

    O pesquisador da ENSP Iuri da Costa Leite ministrou, na sexta-feira (5/4), a aula inaugural do curso de mestrado Segurança Pública, Cidadania e Direitos Humanos, promovido pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA). O tema da aula foi destaque no jornal A Crítica Online, de Manaus. O pesquisador comandou um debate entre os alunos sobre questões importantes em Segurança Pública, como a aplicação das legislações do Código Penal e o Código de Trânsito.

  10. Pesquisador da ENSP fala sobre novo programa de segurança do paciente

    O novo Programa Nacional de Segurança do Paciente, lançado pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), foi tema de reportagens na grande imprensa. O estudo, desenvolvido pelo pesquisador da ENSP Walter Mendes, em parceria com outros pesquisadores da instituição e integrantes do Centro Colaborador para a Qualidade do Cuidado e a Segurança do Paciente (Proqualis), aponta que cerca de 10% dos pacientes internados sofrem algum tipo de evento adverso. Destes, 66% poderiam ser evitados.