1. Escolas de Saúde Pública devem atuar em parceria com MS

    No último dia do VI Encontro Nacional de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública/Coletiva, os secretários de Vigilância em Saúde (SVS/MS), Gerson Pena, e o de Gestão do Trabalho e Educação em Saúde (SGTES/MS), Francisco Campos, convocaram as Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública/Coletiva para atuarem como parceiros do Ministério da Saúde. Os palestrantes também destacaram a importância de a academia buscar bons resultados na avaliação da Capes, mas sem deixar de lado seu papel social na intenção de fortalecer o sistema de saúde. A mesa foi coordenada pelo diretor da ENSP, Antônio Ivo de Carvalho, na sexta-feira (5/6).

  2. Encontro de Gestores apresenta Programa de Formação e lança sítio do curso

    No segundo dia do VI Encontro Nacional de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública foi apresentado o Programa de Formação Docente na área de Vigilância da Saúde para as Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública/Coletiva. Na ocasião, também foi realizado o lançamento do sítio eletrônico do Curso Nacional de Qualificação dos Gestores do SUS. As apresentações e o áudio do evento já estão disponíveis na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  3. Evento divulga pesquisa nacional sobre Escolas de Saúde Pública

    Teve início, no dia 3 de junho, o VI Encontro Nacional de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública/Coletiva, que dá continuidade ao processo de articulação de instituições formadoras, com foco nas necessidades do SUS. Participam 32 instituições entre Escolas de Saúde Pública, Centros formadores, Secretarias de Saúde, Ministério da Saúde e universidades. O encontro vai até sexta (5/06) e foi iniciado com a apresentação dos resultados da Pesquisa Nacional de Escolas de Saúde Pública, realizada pela ENSP em todo o país. Confira os áudios e apresentações do primeiro dia do encontro na Biblioteca Multimídia da ENSP.

  4. Serviço de Audiologia da ENSP atua na integração de políticas públicas

    Em 2004, estados e municípios se viram obrigados a instituir a Política Nacional de Atenção à Saúde Auditiva (PNASA). No Rio de Janeiro, foi criada uma câmara técnica, com participação da pesquisadora do Serviço de Audiologia do Cesteh/ENSP Márcia Soalheiro. O trabalho deveria integrar a PNASA e a Política Nacional de Saúde do Trabalhador (PNST). A estratégia utilizada para essa articulação foi a distribuição de vagas para trabalhadores com perda auditiva nos serviços de média e alta complexidade da PNASA, e a ENSP, por meio do Serviço de Audiologia, vem atuando na capacitação dos profissionais de saúde e oferecendo subsídio técnico para que a distribuição das vagas ocorra de forma adequada.

  5. Encontro reúne gestão do trabalho e vigilância em saúde no último dia

    O último dia do VI Encontro Nacional de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública/Coletiva, promovido pela Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública, reunirá o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES), Francisco Campos, e o secretário de Vigilância em Saúde, Gerson Penna. Eles apresentarão as secretarias em que atuam e a interface com as Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública/Coletiva. No encerramento do evento, será realizada a plenária final com a apresentação da síntese da reunião pelos relatores do evento.

  6. Encontro de Escolas de Governo apresenta programas de formação para o SUS

    Nesta quinta-feira (4/06), segundo dia do VI Encontro Nacional de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública/Coletiva, promovido pela Rede de Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública, serão apresentados três grandes programas de formação coordenados por pesquisadores da ENSP. O primeiro a ser apresentado será o programa de Formação Docente na Área de Vigilância da Saúde para Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública, às 9h. À tarde, dois programas voltados para formação de gestores - o Programa de Formação de Gestores do SUS e o Programa de Redes de Atenção à Saúde - serão apresentados a partir das 14h, no Salão Internacional da ENSP.

  7. Campus Virtual em Saúde Pública será apresentado em Oficina da Unasus

    Nesta terça-feira (2/06), o Departamento de Gestão da Educação em Saúde do Ministério da Saúde vai promover uma oficina sobre produção, armazenamento e disseminação de Objetos Educacionais Compartilháveis. O objetivo é subsidiar decisões de investimentos para a implantação da Universidade Aberta do SUS (Unasus). O Campus Virtual em Saúde Pública (CSVP) cuja base da rede brasileira, também chamada de nodo, é coordenada pela ENSP/Fiocruz será apresentado.

  8. ENSP e ESP-CE firmam convênio de cooperação técnica

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca mantém seu compromisso com o Sistema Único de Saúde buscando sempre novas parcerias com instituições de saúde pública nacionais ou internacionais. Desta vez, a Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP-CE), por meio de seu superintendente Haroldo Jorge de Carvalho Pontes que visitou a ENSP em 27 e 28 de maio firmará um convênio guarda-chuva com a ENSP que incorporará vários elementos, sendo que, para cada curso ou atividade específica, será elaborado um projeto especial.

  9. Supremo Tribunal Federal discute SUS em audiência pública

    Nos dias 27, 28 e 29 de abril, o Sistema Único de Saúde (SUS) estará na pauta das discussões do Supremo Tribunal Federal. Trata-se da audiência pública sobre saúde no STF, para a qual o presidente do Supremo, ministro Gilmar Mendes, convocou ministros, convidados e especialistas da área para discutirem o tema. A coordenadora do Grupo Direitos Humanos e Saúde Helena Besserman, da ENSP/Fiocruz, Maria Helena Barros, representa a Fundação Oswaldo Cruz na audiência e, em seu discurso, na manhã desta terça-feira (28/4), abordou a questão da judicialização da saúde.

  10. Nordeste recebe Curso Nacional para a Qualificação dos Gestores do SUS

    A região Nordeste é a segunda a assinar o termo de compromisso para a realização do Curso Nacional para a Qualificação dos Gestores do SUS, ministrado pela ENSP com o objetivo de aperfeiçoar 7.500 gestores em sua primeira etapa, com foco no desenvolvimento de capacidades para a gestão dos diferentes níveis do SUS. A solenidade foi realizada no Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CpqAM/Fiocruz), em Pernambuco, na sexta-feira (17/04). O primeiro termo de compromisso foi assinado em março, com os estados da região Sul.