1. ENSP amplia parceria em saúde mental com Espanha

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP), por meio do Departamento de Ciências Sociais (DCS), recebeu o psiquiatra e pesquisador espanhol Manoel Desviat, importante pensador na liderança política da reforma psiquiátrica espanhola para realização de ações voltadas à formação e prática dos profissionais que atuam na área de saúde mental. Desviat, que foi consultor da Organização Mundial da Saúde (OMS) para o Brasil durante muitos anos, atualmente é editor da revista Átopos. Os pesquisadores do DCS/ENSP Nilson do Rosário Costa e Paulo Fagundes, que estão à frente da visita do psiquiatra ao Brasil, destacaram a importância da troca de experiências e as possibilidades futuras de cooperação internacional em saúde mental com a Espanha. Desviat ficará na ENSP durante esta semana, período em que a Escola lançará o livro Acciones de salud mental en la comunidad.

  2. Especialista associa saúde mental a direitos humanos

    Celebrando 30 anos do curso de Especialização em Saúde Mental e Atenção Psicossocial, a ENSP recebeu, na quinta-feira (11/10), o psiquiatra italiano Ernesto Venturini para a palestra Saúde Mental e Direitos Humanos: o crime louco. Ernesto é internacionalmente reconhecido por seu engajamento na luta antimanicomial em seu país de origem e ressaltou a importância de trabalhar também os temas direitos humanos e saúde mental. Ele afirmou que os pacientes psiquiátricos fazem parte de uma categoria que sofre muito preconceito. Na maioria das vezes, são ridicularizados e excluídos. Na ocasião, foi lançado também o livro O crime louco, de autoria de Venturini – disponível na Biblioteca Multimídia da ENSP.

     

  3. ENSP participa de debates internacionais sobre tabaco

    A pesquisadora visitante do Departamento de Epidemiologia e Métodos Quantitativos da ENSP Vera Luiza da Costa e Silva irá representar a Escola em eventos internacionais na Suíça, Inglaterra, Espanha e Bósnia sobre o tabaco. Serão aproximadamente 30 dias. Vera é especialista no tema e participou de muitas pesquisas a respeito do cigarro. Uma delas avaliou o uso de sabores e sua influência na iniciação e no processo de conversão do iniciante em fumante regular. Além disso, apontou que os estudantes que optavam por marcas de cigarros com sabor e odor consumiam maior número de cigarros e com maior frequência. Dessa forma, portanto, mais propensos a desenvolverem dependência à nicotina. A pesquisadora trabalha ainda com a questão da prevenção das doenças crônicas não transmissíveis e os determinantes sociais da saúde, ambos utilizando o tabagismo como exemplo, e pretende tomar parte nos eventos promovendo a troca de experiências brasileiras no cenário internacional.

  4. ENSP comemora 30 anos do curso de saúde mental

    Criado na ENSP em 1982, o curso de Especialização em Saúde Mental e Atenção Psicossocial foi pioneiro na formação de quadros para a reforma psiquiátrica brasileira e ajudou a construir conceitos e políticas para essa área. Na intenção de celebrar as três décadas de curso, a Escola Nacional de Saúde Pública recebe o psiquiatra italiano Ernesto Venturini, que irá proferir a palestra Saúde Mental e Direitos Humanos: o crime louco. O evento, coordenado pelo pesquisador Paulo Amarante, acontecerá no dia 11 de outubro, às 9h30, no salão internacional da ENSP. A atividade será aberta aos interessados, com transmissão ao vivo pela internet.

     

  5. ENSP comemora 30 anos do curso de saúde mental

    Criado na ENSP em 1982, o curso de Especialização em Saúde Mental e Atenção Psicossocial foi pioneiro na formação de quadros para a reforma psiquiátrica brasileira e ajudou a construir conceitos e políticas para essa área. Na intenção de celebrar as três décadas de curso, a Escola Nacional de Saúde Pública recebe o psiquiatra italiano Ernesto Venturini, que irá proferir a palestra Saúde Mental e Direitos Humanos: o crime louco. O evento, coordenado pelo pesquisador Paulo Amarante, acontecerá no dia 11 de outubro, às 9h30, no salão internacional da ENSP. A atividade será aberta aos interessados, com transmissão ao vivo pela internet.

     

  6. Mamografias realizadas no SUS crescem 41%

    No primeiro semestre de 2012, mais de um milhão de mulheres entre 50 e 69 anos fizeram mamografia no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Houve aumento de 41% em comparação ao mesmo período de 2010. Este ano, foram realizados 2.139.238 exames, sendo 1.022.914 na faixa etária prioritária. Em 2010, foram feitas 1.667.272 mamografias, sendo 726.890 na faixa entre 50 e 69 anos. O aumento na proporção de brasileiras que se submeteram ao exame se deve à ampliação e à melhoria da qualidade dos serviços oncológicos.

  7. Seminário do Teias aponta desafios da intersetorialidade

    "Saúde não significa apenas ausência de doença, ela está totalmente relacionada ao bem-estar social". Assim conceituou a coordenadora do Teias, Elyne Engstrom, na abertura do segundo dia de atividades do seminário Inovação em Atenção Primária à Saúde. Na manhã de quinta-feira (4/10), realizou-se o terceiro dos quatro painéis programados para os dois dias do evento. Com o tema Promoção da saúde e o desafio da intersetorialidade, foram apresentadas experiências exitosas das ações que integram o Teias, como a Academia Carioca da Saúde, a Vigilância do Ambiente, Água e Saúde, além da atuação da Assessoria de Cooperação Social da ENSP, com foco na gestão participativa.

  8. Novas tecnologias facilitam trabalho de agentes de saúde

    O Território-Escola Manguinhos inova mais uma vez na qualificação e agilidade da geração de informação em saúde. A partir de agora, os agentes comunitários da estratégia de saúde da família (ESF) desse território estão utilizando dispositivos móveis, ou tablets, como são chamados. Essa tecnologia otimiza os processos de trabalho e, assim, auxilia a reorganização da atenção, com um melhor planejamento das ações de saúde à população-alvo. O aplicativo desses dispositivos foi construído com base na ficha A preconizada pelo Ministério da Saúde. Criado de forma coletiva pelos gestores do Território-Escola Manguinhos e pelos próprios profissionais de saúde, o aplicativo pode ser adaptado e alterado conforme mudanças e necessidades percebidas.

  9. Teias-Manguinhos: seminário avalia três anos de atuação

    Nos dias 3 e 4 de outubro, será realizado, na ENSP, o seminário 'Inovação em Atenção Primária à Saúde - um balanço do Programa Território-Escola Manguinhos'. O objetivo do encontro é promover uma reflexão crítica dos resultados alcançados em três anos de implementação desta iniciativa, tendo como foco os principais desafios da Atenção Primária à Saúde (APS) para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde. Este seminário também conta com a realização de um Centro de Estudos, no dia 3/10, às 14 horas, sobre o tema. Todos os dias do seminário serão transmitidos via web. O evento será aberto ao público e não é necessário fazer inscrição prévia.