1. Pesquisadora da ENSP participa de pesquisa sobre o SUS em Macaé

    A implantação do Sistema Único de Saúde (SUS) em Macaé, no Norte Fluminense, entrará para a história. As enfermeiras Luciene Aguiar, do Núcleo de Pesquisa de Direitos Humanos e Saúde (DHS)/ENSP, e Lenise Lobo, do Instituto Federal Fluminense (IFF), realizam, há um ano, um trabalho inédito: pesquisam jornais, sites, revistas, atas de reuniões, atos e documentos oficiais em busca de como iniciou o SUS no município. A matéria foi publicada na edição de 15 de setembro do jornal O Dia.

  2. Crack: personalidade antissocial é tônica entre usuários

    "É urgente e necessária a valorização da pesquisa clínica e das ações realizadas pelos centros de referência no combate ao crack. Em especial, é importante o estabelecimento de pontes entre a comunidade e os locais de tratamento", alertou o pesquisador do Icict/Fiocruz Francisco Inácio Bastos, durante a mesa final do I Seminário de Experiências da Atenção Primária em Saúde com População de Rua e I Oficina Crack e outras Drogas:Crack é o Problema?. Felix Kessler, do Hospital das Clínicas de Porto Alegre, lembrou ainda que usuários de crack apresentam alto índice de transtornos de conduta e transtorno de personalidade antissocial.

  3. População de rua: ações, perspectivas e desafios

    "Os rótulos e estigmas da população de rua precisam ser ressignificados para não haver preconceito e exclusão. O dispositivo Consultório na Rua é potencial para introduzir essa população no Sistema Único de Saúde, tendo como porta de entrada a atenção básica", destacou o apoiador institucional do Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde, Alexandre Trino, no I Seminário de Experiências da Atenção Primária em Saúde com População de Rua. O evento iniciou na quarta-feira (19/9) e prossegue até sexta-feira (21/9), com apresentações de experiências exitosas no tratamento da população de rua em diversos estados do país. Trino, responsável pela palestra de abertura, explicou conceitos fundamentais para profissionais que atuam com população de rua. Confira na Biblioteca Multimídia da ENSP as apresentações do seminário.

  4. Saúde: insumo para o desenvolvimento sustentável

    O pesquisador da ENSP Carlos Machado de Freitas participou da mesa de abertura do V Seminário Hospitais Saudáveis (SHS), promovido pelo Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. O tema abordado pelo pesquisador foi Crise ambiental e saúde no planeta: pensando o papel dos serviços de saúde a partir das questões da Rio+20. Segundo ele, o setor da saúde deve ser protagonista no processo da agenda verde, sustentável e saudável. O SHS deste ano foi dedicado ao lançamento da Agenda Global Hospitais Verdes e Saudáveis.

     

  5. Tese sobre uso de medicamentos e idosos é premiada

    A tese de doutorado Estudo epidemiológico de base populacional da subutilização de medicamentos por motivos financeiros entre idosos brasileiros, defendida em 2010 no programa de Saúde Pública da ENSP, foi contemplada com o primeiro lugar do Prêmio Nacional de Incentivo à Promoção do Uso Racional de Medicamentos 2011. Elaborada pela farmacêutica Tatiana Luz, sob orientação da pesquisadora da ENSP Cristina Guilam, a pesquisa pretendeu conhecer a prevalência e buscar o entendimento dos fatores individuais e contextuais associados à subutilização por motivos financeiros entre idosos residentes em duas comunidades localizadas no Estado de Minas Gerais - Brasil.

  6. Seminário busca valorização da diversidade brasileira

    Com o objetivo de reconhecer e valorizar a diversidade, além de proteger e promover as artes e expressões culturais, o Ministério da Cultura (MinC) e a Fundação Oswaldo Cruz iniciaram, nesta segunda-feira (17/9), o evento Seminário e Oficina Nacional de Indicação de Políticas Públicas para Cultura e Comunicação. O primeiro dia do encontro, que vai até o dia 19/9, reuniu negros, indígenas, intelectuais, ativistas, pessoas com deficiência, pessoas em sofrimento mental, mulheres, representantes do movimento LGBT, do governo federal, ribeirinhos e segmentos organizados de rádio, televisão, audiovisual e internet para contribuir na proposição de ações de comunicação para a cultura, que resultarão no Programa Comunica Diversidade, do MinC.

  7. Seminário sobre atenção primária: inscrições até 16/9

    A nova Política Nacional de Atenção Básica: a proposta das equipes de consultório na rua será o tema da palestra de Alexandre Trino, do Departamento de Atenção Básica/Ministério da Saúde, no I Seminário de Experiências da Atenção Primária em Saúde com a População de Rua e I Oficina de Crack e outras Drogas: Crack é o problema?. Promovido pela iniciativa Teias-Escola Manguinhos/ENSP, o evento ocorrerá de 19 a 21 de setembro, das 9 às 17 horas. As inscrições estão abertas até 16 de setembro.

  8. Seminário sobre atenção primária: inscrições até 16/9

    A nova Política Nacional de Atenção Básica: a proposta das equipes de consultório na rua será o tema da palestra de Alexandre Trino, do Departamento de Atenção Básica/Ministério da Saúde, no I Seminário de Experiências da Atenção Primária em Saúde com a População de Rua e I Oficina de Crack e outras Drogas: Crack é o problema?. Promovido pela iniciativa Teias-Escola Manguinhos/ENSP, o evento ocorrerá de 19 a 21 de setembro, das 9 às 17 horas. As inscrições estão abertas até 16 de setembro.