1. LTM/ENSP compartilha resultados de pesquisa sobre PAC Favelas

    No dia 15 de dezembro, às 13h30, o Laboratório Territorial de Manguinhos (LTM) realizará o seminário de pesquisa Territórios em Movimento: Avaliação participativa do PAC Favelas – RJ na perspectiva da promoção da sáude e da justiça. O evento é organizado como atividade final de compartilhamento do conhecimento e informação e tem por objetivo sistematizar os resultados e elaborar um relatório final do projeto Políticas Públicas, Moradia, Saneamento e Mobilidade: uma análise participativa do PAC na perspectiva da promoção da saúde e da justiça ambiental, apoiado pelo edital CNPq/Ministério das Cidades de 2012. A atividade, marcada para o auditório da EPSJV/Fiocruz, é aberta aos interessados e não necessita de inscrição.

  2. Encontro debate Indicadores em Cooperação Social na Fiocruz

    Com o objetivo de abrir o diálogo para que os indicadores em cooperação social se tornem conhecidos entre os trabalhadores da Fiocruz, e que estes tenham a oportunidade de participar e contribuir para o aprimoramento desses indicadores, foi realizado, no salão internacional da ENSP, em 4 de novembro, o Encontro de Indicadores em Cooperação Social. O evento permitiu a aproximação das Unidades e Centros de Pesquisa da Fiocruz que realizam projetos sociais compartilhar conceitos, experiências, metodologias e saberes em cooperação social.

  3. Inscrições abertas para curso sobre projetos sociocomunitários

    Estão abertas, até o dia 14 de março, as inscrições para o curso livre de Elaboração e Gestão de Projetos Sociocomunitários. A iniciativa é resultado de parceria entre a ENSP, a Cooperação Social da Presidência e a Diretoria de Administração (Dirad). O curso é aberto ao público, mas os interessados devem ser moradores de comunidade e ter idade mínima de 18 anos. Os alunos selecionados participarão de aulas sobre legislação trabalhista, noções de gestão financeira, contábil e de recursos humanos, fundamentos de gestão de projetos, elaboração de projetos sociocomunitários, dentre outros.
     
     

  4. Inscrições abertas para curso sobre projetos sociocomunitários

    Estão abertas, até o dia 14 de março, as inscrições para o curso livre de Elaboração e Gestão de Projetos Sociocomunitários. A iniciativa é resultado de parceria entre a ENSP, a Cooperação Social da Presidência e a Diretoria de Administração (Dirad). O curso é aberto ao público, mas os interessados devem ser moradores de comunidade e ter idade mínima de 18 anos. Os alunos selecionados participarão de aulas sobre legislação trabalhista, noções de gestão financeira, contábil e de recursos humanos, fundamentos de gestão de projetos, elaboração de projetos sociocomunitários, dentre outros.
     
     

  5. Inscrições abertas para curso sobre projetos sociocomunitários

    Estão abertas, até o dia 14 de março, as inscrições para o curso livre de Elaboração e Gestão de Projetos Sociocomunitários. A iniciativa é resultado de parceria entre a ENSP, a Cooperação Social da Presidência e a Diretoria de Administração (Dirad). O curso é aberto ao público, mas os interessados devem ser moradores de comunidade e ter idade mínima de 18 anos. Os alunos selecionados participarão de aulas sobre legislação trabalhista, noções de gestão financeira, contábil e de recursos humanos, fundamentos de gestão de projetos, elaboração de projetos sociocomunitários, dentre outros.
     
     

  6. 'Saúde deve reforçar ações na Amazônia', diz especialista

    O pesquisador do Núcleo de Biossegurança da Fundação Oswaldo Cruz (Nubio), Bernardo Elias Correa Soares, participou do II Encontro Internacional de Ciências da Saúde, Meio Ambiente e Economia Verde, realizado no campus da Universidade Estadual de Roraima (UERR), em Boa Vista. O evento internacional teve a participação de convidados de 23 instituições científicas, representando cinco países: Brasil, Venezuela, México, Alemanha e Espanha. Na ocasião, o sanitarista ministrou a conferência Clima e Saúde: Medicina Tropical ou Global? Após essa atividade, o pesquisador acompanhou as equipes locais do Ibama, do Serviço de Saúde Indígena do Ministério da Saúde e dos campi avançados da UERR até regiões de conservação ambiental e áreas indígenas no estado de RR, participando de ações de saúde na terra indígena da etnia Macuxi, a leste do estado e próximo da fronteira com a Guyana Inglesa.

  7. Dia da Não-Violência: evento alerta para diversas formas de abuso

    Na quarta-feira, 30 de janeiro, o Grupo de Educação e Promoção da Saúde do Centro de Saúde Escola Germano Silval Faria (CSEGSF/ENSP) promoveu um encontro no Dia Internacional da Não-Violência. A atividade apresentou um balanço das políticas públicas no Complexo de Manguinhos, com destaque à Agência de Comunicação Comunitária, responsável pela elaboração do jornal e blog Fala Manguinhos, além de um debate sobre a violência contra a mulher. A iniciativa teve como objetivo sensibilizar usuários e profissionais para uma Cultura da Paz e seus benefícios para a saúde. Estiveram presentes no local Jorge Luiz da Costa Silva, do Conselho Comunitário de Manguinhos, Simone Quintela, da Agência de Comunicação Comunitária, e Rita de Cássia da Costa Vasconcelos, do Grupo Direitos Humanos e Saúde Helena Besserman (Dihs).

  8. 'Paracoco: uma endemia brasileira' é lançado na Fiocruz

    Foi lançado, na quinta-feira (3/10), o filme Paracoco: uma endemia brasileira, resultado da parceria entre o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict), o Instituto de Pesquisas Clínicas Evandro Chagas (Ipec) e a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP) e produzido pela VideoSaúde - Distribuidora da Fiocruz.  A iniciativa é fruto de um projeto contemplado por edital de apoio promovido pela Cooperação Social da Presidência da Fiocruz. Doença endêmica e negligenciada na América Latina (o Brasil detém 80% dos casos), a paracoccidioidomicose, também conhecida como paracoco, é mais frequente nas populações rurais e pode causar a morte se não for detectada precocemente. Em muitos casos, é confundida com a tuberculose, pois pode apresentar um quadro de tosse persistente como único sintoma aparente.

  9. Sites sobre dengue não alcançam critérios de qualidade

    "A internet está diminuindo o 'desequilíbrio estável' da relação médico-paciente estabelecida desde Hipócrates - estudioso grego considerado pai da medicina -, em que o médico sabe tudo e o paciente não sabe nada", disse o coordenador do Laboratório Internet, Saúde e Sociedade (Laiss), do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF/ENSP), André Pereira, durante a apresentação dos resultados da avaliação sobre a qualidade das informações disponíveis em 18 sites a respeito da dengue. Apenas cinco páginas eletrônicas que participaram da avaliação obtiveram mais de 50% de resultados positivos quanto aos critérios estabelecidos, e nenhum dos sites alcançou 70% dos critérios relacionados à abrangência, técnica, interatividade, legibilidade e acurácia. Sobre a proposta de criação de um Selo Fiocruz para atestar a qualidade de informação em sites de saúde, o diretor da ENSP, Hermano Castro, afirmou que a iniciativa deve ter foco nas instituições do setor público, tendo como objetivo principal o empoderamento do SUS.

  10. Manguinhos recebe ações de promoção da saúde

    O evento Saúde com A-Gente em Manguinhos, promovido pela Justiça Comunitária em parceria com a Prefeitura/Pró-Moradia, com apoio da Clínica da Família Victor Valla (CFVV), o Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (CSEGSF/ENSP) e o Centro Comunitário de Defesa da Cidadania (CCDC), foi realizado na comunidade de Varginha, na região de Manguinhos. Além da conversa com profissionais de saúde sobre câncer bucal e tabagismo, houve uma aula de culinária saudável e sustentável com as residentes Camila Coelho Marques, Elaine Kotani Shimizu e Melissa Vargas, da Residência Multiprofissional da ENSP/Fiocruz, lotadas na CFVV.