1. ENSP e Uruguai debatem atenção primária em saúde

    Com o objetivo de fortalecer as capacidades formativas em saúde nas áreas de fronteiras entre Brasil e Uruguai, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca sediou uma oficina de trabalho em atenção primária em saúde, cujo objetivo foi debater o programa de formação direcionado a gestores de saúde municipais localizados nas zonas fronteiriças dos dois países em questão. 

  2. ENSP e Uruguai debatem atenção primária em saúde

    Com o objetivo de fortalecer as capacidades formativas em saúde nas áreas de fronteiras entre Brasil e Uruguai, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca sediou uma oficina de trabalho em atenção primária em saúde, cujo objetivo foi debater o programa de formação direcionado a gestores de saúde municipais localizados nas zonas fronteiriças dos dois países em questão. 

  3. O que você faz para obter informação sobre saúde?

    Foi com esse questionamento que o pesquisador da ENSP e coordenador do Laboratório Internet, Saúde e Sociedade (Laiss), André Pereira, iniciou a apresentação do Selo Sergio Arouca de Qualidade da Informação em Saúde na Internet, conferido ao blog Tuberculose: Circulando a Informação, vinculado ao Programa Nacional de Controle da Tuberculose (PNCT), do Ministério da Saúde. Em todas as vertentes, a resposta obtida foi a mesma, seja nas pesquisas realizadas, conversas informais e até mesmo da plateia presente ao encontro: utilizar um buscador de informações na internet. Segundo ele, isso confere ao usuário da rede grande empoderamento. No entanto, a enorme quantidade de informações também pode representar um risco. Afinal, como saber qual é confiável? Durante o evento, também foi lançado o livro Qualidade da Informação em Sites de Tuberculose: Análise da Segunda Experiência Inovadora, uma iniciativa do Laiss/CSEGSF/ENSP, disponível para download. Assista, na íntegra, as apresentações desse encontro no canal da ENSP, no youtube. 

  4. Seminário debaterá desafios da regionalização e conformação em Redes de Atenção

    Na segunda e terça-feiras, 12 e 13 de dezembro, o Departamento de Administração e Planejamento em Saúde da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Daps/ENSP), promoverá o seminário Desafios da Regionalização e conformação das redes de atenção em contextos de desigualdades territoriais. A atividade, que é aberta aos interessados e não necessita de inscrição prévia, reunirá pesquisadores da ENSP e de outras instituições de ensino e pesquisa para debater, entre outros assuntos, desigualdade e fragmentação de políticas e sistemas de saúde, desigualdade e diversidade territorial, desafios de governança regional no SUS, além de desafios da integração na atenção básica. Dividido em dois dias, o seminário contará com a participação de Asa Cristina Laurell, reconhecida como uma das pesquisadoras mais representativas da corrente da medicina social latino-americana e autora de mais de 50 artigos publicados em revistas científicas especializadas e 10 livros.

  5. Mestrado profissional em Epidemiologia e Controle da Tuberculose encerra primeira turma

    Na sexta-feira, 9 de dezembro, será realizada a cerimônia de encerramento do Mestrado Profissional em Epidemiologia e Controle da Tuberculose (MPTB), curso oferecido na modalidade de consórcio entre o Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia em Saúde Pública da ENSP e o Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CPqAM). O curso foi uma iniciativa da Vice-Presidência de Ensino, Informação e Comunicação (VPEIC) por intermédio de um termo de cooperação entre a Presidência da Fundação e a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde e contou com apoio da Direção da ENSP e do CPqAM. O curso teve início em dezembro de 2014, com a aula inaugural proferida pelo professor Maurício Barreto (Fiocruz/BA), e teve o objetivo de formar gestores e profissionais de saúde para desenvolver atividades de pesquisa, ensino e desenvolvimento tecnológico, visando à vigilância e controle da tuberculose e de outras micobacterioses de interesse sanitário.

  6. Programa Mais Médicos fortalece sistema de saúde brasileiro, dizem especialistas

    O programa Mais Médicos teve importante contribuição para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro, na opinião de participantes de seminário organizado na segunda-feira (5/12) pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) em Brasília. O evento teve como objetivo analisar os resultados dos três primeiros anos de implantação do provimento emergencial de médicos - um dos eixos do programa - e estabelecer uma agenda de pesquisas, fontes de financiamento e marcos comuns de avaliação. “A OPAS tem o compromisso de fomentar estudos e apoiar na divulgação dos resultados do Mais Médicos dentro e fora do Brasil, tendo em vista que os países das Américas têm desafios sanitários semelhantes e podem se beneficiar da experiência do programa”, afirmou o representante da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), Joaquín Molina.

  7. Mestrado profissional em Epidemiologia e Controle da Tuberculose encerra primeira turma

    Na sexta-feira, 9 de dezembro, será realizada a cerimônia de encerramento do Mestrado Profissional em Epidemiologia e Controle da Tuberculose (MPTB), curso oferecido na modalidade de consórcio entre o Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia em Saúde Pública da ENSP e o Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública do Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CPqAM). O curso foi uma iniciativa da Vice-Presidência de Ensino, Informação e Comunicação (VPEIC) por intermédio de um termo de cooperação entre a Presidência da Fundação e a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde e contou com apoio da Direção da ENSP e do CPqAM. O curso teve início em dezembro de 2014, com a aula inaugural proferida pelo professor Maurício Barreto (Fiocruz/BA), e teve o objetivo de formar gestores e profissionais de saúde para desenvolver atividades de pesquisa, ensino e desenvolvimento tecnológico, visando à vigilância e controle da tuberculose e de outras micobacterioses de interesse sanitário.