1. Método amplia formas de análise da água para consumo

    Um relatório emitido pelo Programa do Meio Ambiente das Nações Unidas (Unep), nesta segunda-feira (22/3), Dia Mundial da Água, revelou que mais pessoas morrem hoje por causa da água poluída e contaminada do que por todas as formas de violência, inclusive as guerras. Portanto, agregar metodologias que avaliem a qualidade da água para consumo humano se faz necessário em todo o mundo. O trabalho desenvolvido pelos pesquisadores da ENSP Antonio Duarte e Valmir Laurentino amplia as possibilidades dessa análise com a pesquisa de parasitos na água.

  2. ENSP apresenta 15 projetos inovadores em saúde pública

    Nos próximos dois anos, 15 inovações científicas no campo da saúde, com respostas para a sociedade, serão difundidas pela Escola Nacional de Saúde Pública. O resultado do Programa de apoio à pesquisa, desenvolvimento e inovação em saúde pública (Inova ENSP) foi divulgado nesta quarta-feira (17/3). A escolha dos projetos foi realizada por um comitê científico, composto de 16 bolsistas de produtividade CNPq, e ratificada por um comitê assessor formado por quatro pesquisadores, todos externos à Escola. Ao todo, foram submetidos 36 projetos, entre temáticos e universais. O Inova-ENSP tem o objetivo de incentivar a implantação de uma estratégia institucional voltada para o fortalecimento da dimensão da pesquisa na Escola, contribuindo para o seu reposicionamento como protagonista no que diz respeito às questões da esfera do Estado e de políticas públicas.

  3. Estudo analisa decisões judiciais para obtenção de medicamentos

    A cada dia cresce o número de pessoas que buscam, por intermédio da Justiça, tratamentos para seus problemas da saúde. Conhecido como judicialização da saúde, o tema vem unindo profissionais de ambas as esferas na busca de soluções mais eficazes para a questão. Muitos estudos estão sendo desenvolvidos no país, e um deles Conflitos e impasses da judicialização na obtenção de medicamentos: as decisões de 1ª Instância nas ações individuais contra o Estado do Rio de Janeiro, Brasil, em 2005 é resultado da dissertação de mestrado em Saúde Pública na ENSP de Danielle da Costa Leite Borges, orientada pela pesquisadora Maria Alicia Ugá, que integra o volume 26, número 1, de janeiro de 2010, da revista Cadernos de Saúde Pública, publicação da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca.

  4. Projeto estimula cooperação para resolver problemas em comunidade

    A partir do re-conhecimento de valores, vínculos e relações sociais e institucionais que se formam em um território comunitário, o projeto Comunidádiva pretende experimentar o compartilhamento de inquietações e problemas vividos por uma comunidade localizada na zona norte do Rio de Janeiro. Esse projeto, desenvolvido no âmbito do Edital de Cooperação Social para o Desenvolvimento Territorializado da Fiocruz, visa identificar novas formas de cooperação e ação entre pesquisadores da ENSP, integrantes de uma ONG e moradores dessa comunidade.

  5. Artigo analisa indicadores socioambientais em distrito do RJ

    O Distrito Industrial Fazenda Botafogo, localizado no município do Rio de Janeiro, possui, em seu entorno de cinco quilômetros, mais de 230 mil domicílios particulares e população estimada em mais de 780 mil pessoas. A região sofre, entre outros, com esgotamento inadequado, algumas residências sem banheiro e problemas no abastecimento de água. Analisar a vulnerabilidade socioambiental, por meio da seleção e análise de indicadores socioeconômicos, demográficos e de infraestrutura no local, foi o objetivo do artigo de Ruy Cartier, resultado de sua dissertação de mestrado acadêmico em Saúde Pública e Meio Ambiente na ENSP, publicado pela revista Cadernos de Saúde Pública. A defesa foi orientada pelos pesquisadores Marcelo Firpo (ENSP) e Christovam Barcellos (Icict/Fiocruz), que também assinam o texto, acompanhados de Cristiane Hübner (UFRJ).

  6. Queimadas causam graves problemas respiratórios em idosos

    As queimadas na Amazônia podem estar prejudicando seriamente a saúde respiratória das populações a elas expostas: é o que afirma um estudo realizado por pesquisadores do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana, unidade da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/Fiocruz). A pesquisa, publicada na revista Ciência & Saúde Coletiva da Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva (Abrasco), apontou uma associação positiva entre focos de queimadas, em Rondônia, e as taxas de mortalidade por doenças do aparelho respiratório.

  7. Grupo da ENSP investiga doenças respiratórias em indígenas

    Identificar a prevalência de doenças respiratórias na terra indígena de Iauareté, no município de São Gabriel da Cachoeira, é o objetivo do estudo coordenado pelo pesquisador da ENSP, Paulo Basta. O trabalho irá analisar questões de cunho clínico, biológico e ambiental relacionados à tuberculose na comunidade indígena do interior do Amazonas. Fazem parte da equipe de trabalho um médico pneumologista do Centro de Referência Professor Hélio Fraga, uma aluna de mestrado do programa de Epidemiologia em Saúde Pública e uma aluna de iniciação científica da ENSP.

  8. Estudo apresenta perfil dos medicamentos genéricos pelo país

    Analisar a disponibilidade de medicamentos genéricos no setor público e seu preço no setor privado foi o objetivo do estudo realizado pelo Núcleo de Assistência Farmacêutica da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (NAF/ENSP/Fiocruz), publicado no volume 25, número 10, da revista Cadernos de Saúde Pública. Coordenado pela pesquisadora Elaine Silva Miranda, o trabalho Disponibilidade no setor público e preços no setor privado: um perfil de medicamentos genéricos em diferentes regiões do Brasil evidenciou que, no setor público, há mais medicamentos similares que genéricos em todas as regiões e, com relação aos preços, os genéricos competem entre si e com similares, mas não com medicamentos de marca.

  9. Seminário discutirá projetos para Teias - Escola Manguinhos

    Nesta terça-feira (9/02), será realizado, na ENSP, o 1° Seminário da Rede do Programa de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica em Saúde Pública, com foco no projeto Teias - Escola Manguinhos - Território Integrado de Atenção à Saúde (PDTSPTeias). A abertura do encontro, que acontecerá no Salão Internacional da ENSP, às 10h30, será feita pelo presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha. Para participar do evento não é necessária a inscrição.

  10. Trabalho propõe reintegração de áreas contaminadas por metais pesados

    Promover a reintegração de uma determinada área potencialmente contaminada por metais pesados a partir do uso de plantas é um dos objetivos do trabalho desenvolvido pela pesquisadora do Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental da ENSP, Wilma de Carvalho Pereira Bonet Guilayn. O estudo se dedica à pesquisa de tecnologias de controle e recuperação ambiental do solo, tornando-o novamente produtivo e útil para a sociedade.