1. Tese da ENSP sobre controle do tabaco é premiada em primeiro lugar pela Capes

    A tese do aluno de doutorado da ENSP Leonardo Henriques Portes foi contemplada com o primeiro lugar do Prêmio Capes de Teses da área da Saúde Coletiva 2018. Intitulada A política de controle do tabaco no Brasil de 1986 a 2016: contexto, trajetória e desafios, a pesquisa foi orientada por Cristiani Vieira Machado e coorientada por Silvana Rubano Barretto Turci. “O controle do tabaco configurou uma política bem-sucedida no Brasil”, afirma Portes.

  2. Rede de Atenção Primária à Saúde no SUS divulga agenda política estratégica

    A Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde da Associação Brasileira de Saúde Coletiva está divulgando contribuição para uma agenda política estratégica para a APS no SUS. O documento expressa a opinião da Rede em um contexto de ameaças aos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde e da Estratégia Saúde da Família, agravadas nos dois últimos anos com a ruptura democrática no país.

  3. Dermatoses ocupacionais são problema de saúde pública no Brasil, aponta pesquisadora

    O último Encontros do Cesteh discutiu a Epidemiologia das dermatites de contato relacionadas ao trabalho em um serviço especializado. Na ocasião, a dermatologista do ambulatório do Cesteh, Maria das Graças Mota Melo, apresentou a pesquisa que analisou aspectos epidemiológicos das dermatites de contato, relacionadas ao trabalho, e do eczema das mãos nos pacientes atendidos no Cesteh/ENSP, no período de 2000 a 2014.

  4. Pesquisador da ENSP lança publicação sobre patologização e medicalização da vida

    Com o objetivo de alertar que a patologização e medicalização da vida trata-se de uma invasão em nosso cotidiano, inescapável, o pesquisador da ENSP e coordenador do Laboratório de Atenção Psicossocial da ENSP, Paulo Amarante, organizou – em parceria com Ana Maria Fernandes Pitta e Walter Ferreira de Oliveira - o livro Patologização e medicalização da vida: epistemologia e política. A publicação, que reúne 11 artigos de diferentes especialistas da área, foi lançada durante o 12º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva.

  5. Relações entre internet e saúde são tema de programa no Canal Saúde

    O pesquisador da ENSP e coordenador do Laboratório Internet e Saúde do Centro de Saúde Escola Germano Sinval Faria (Laiss/CSEGSF/ENSP), André Pereira Neto, participou do programa Unidiversidade, do Canal Saúde. A edição abordou as relações entre internet e saúde, desde os benefícios que o uso da rede mundial de computadores pode trazer para a área até os riscos da sua má utilização, como nos casos de disseminação de boatos e fake-news.

  6. Casos de Tuberculose nos presídios fluminenses sobem 73% em três anos

    Tosse com secreção por mais de três semanas, febre noturna e emagrecimento sem justificativa. Esses são os principais sintomas da tuberculose, doença que acomete 67 pessoas a cada 100 mil habitantes no Estado do Rio de Janeiro. No entanto, quando se trata da população carcerária fluminense, o número é ainda mais assustador: foram registrados 1.578 doentes a cada 100 mil pessoas privadas de liberdade somente no ano passado.