1. ENSP/Fiocruz prestará assistência aos trabalhadores expostos ao amianto no contexto da pandemia

    A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz), por intermédio do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh), inicio um projeto de assistência aos trabalhadores expostos ao amianto no contexto da pandemia de coronavírus. Tendo em vista a atual situação estabelecida pela Covid-19, o projeto prestará apoio e assistência, inclusive médica, aos trabalhadores expostos ao amianto e seus familiares. 
     

  2. Site criado por aluno da ENSP apresenta panorama da Covid-19 em todo o Brasil

    Aluno do Programa de Doutorado em Epidemiologia da ENSP, o estatístico Lucas Bianchi criou um site que reúne ampla gama de informações sobre a pandemia em todo o Brasil, com estatísticas por macrorregiões, mapa de distribuição da Covid-19 e simulação de modelagem de transmissão da doença em cada um dos estados brasileiros. Saiba mais!

  3. Fiocruz divulga novos resultados de estudo sobre a presença de SARS-CoV-2 em amostras de esgoto coletadas em Niterói

    Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceria com a prefeitura de Niterói, no estado do Rio de Janeiro, permanecem acompanhando a disseminação do novo coronavírus (SARS-CoV-2) na cidade por meio de um inovador projeto de vigilância ambiental do patógeno, que consiste na coleta e análise de amostras da rede coletora de esgotos do município. As coletas foram iniciadas em 15 de abril e são realizadas semanalmente. Atualmente, a média de amostras positivas para o novo coronavírus é de 85%. Este índice se refere às dez semanas de coletas com resultados disponíveis (entre 15 de abril e 16 de junho). A pesquisa tem duração prevista de 12 meses.

  4. Participe da pesquisa Desafios da Atenção Básica no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no SUS

    Pesquisadores da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz), em colaboração com a Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) e iniciativa da Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde da Abrasco realizam a pesquisa “Desafios da Atenção Básica no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no SUS”. O objetivo é identificar os principais problemas e as estratégias de reorganização da atenção básica (AB) utilizadas no enfrentamento da Covid-19 nos municípios brasileiros, por meio de inquérito on-line com profissionais de saúde e gestores e gerentes da Atenção Básica no SUS.

  5. "O racismo foi 'inaugurado' em 'nossas terras' antes mesmo de elas serem chamadas Brasil"

    Por que negros têm mais chances de morrer de Covid-19 do que brancos no Brasil? Como se instaurou o racismo estrutural no país? A sociedade está, de fato, mais organizada na luta pelos direitos das minorias? São muitos os questionamentos que surgem após a morte de George Floyd por um policial nos Estados Unidos. Quem responde a essas e outras perguntas é o pesquisador da ENSP, Paulo Bruno. Confira!

  6. Fake news citam instituições de saúde para legitimar conteúdo falso

    As notícias falsas relacionadas ao novo coronavírus deslegitimam as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e da Fiocruz, podendo conduzir o cidadão a tomar decisões equivocadas àquelas que adotaria se conhecesse a informação oficial. A conclusão é do estudo conduzido pelas pesquisadoras da ENSP Claudia Galhardi e Cecília Minayo.

  7. Agência de Saúde norte-americana alerta para facilidade de transmissão do novo coronavírus entre pessoas

    A agência do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos – Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) – divulgou, em seu site, as possíveis formas de contágio da Covid-19, além de recomendações de prevenção da doença. A agência governamental acredita que a principal forma de transmissão do vírus é entre pessoas. “Acredita-se que a Covid-19 se espalhe principalmente por meio do contato próximo entre indivíduos. Ainda estamos aprendendo sobre como o vírus se espalha e a gravidade da doença que ele causa”, afirma o CDC.

  8. Participe da pesquisa Desafios da Atenção Básica no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no SUS

    Pesquisadores da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz), em colaboração com a Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) e iniciativa da Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde da Abrasco realizam a pesquisa “Desafios da Atenção Básica no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no SUS”. O objetivo é identificar os principais problemas e as estratégias de reorganização da atenção básica (AB) utilizadas no enfrentamento da Covid-19 nos municípios brasileiros, por meio de inquérito on-line com profissionais de saúde e gestores e gerentes da Atenção Básica no SUS.

  9. Pesquisadora da ENSP participa de visita técnica na Estação de Tratamento de Água do Guandu

    A pesquisadora do Departamento de Saneamento e Saúde Ambiental da ENSP, Adriana Sotero, acompanhada de pesquisadores da Fiocruz e de outras instituições, esteve presente à segunda vistoria realizada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) na Estação de Tratamento de Água (ETA) do Guandu, a fim de avaliar as medidas adotadas pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) no que diz respeito à melhoria da qualidade da água tratada e distribuída para a população do Rio. Durante a visita, foram realizadas coletas de amostras de água bruta e tratada.

  10. Participe da pesquisa Desafios da Atenção Básica no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no SUS

    Pesquisadores da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz), em colaboração com a Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal da Bahia (UFBA) e Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) e iniciativa da Rede de Pesquisa em Atenção Primária à Saúde da Abrasco realizam a pesquisa “Desafios da Atenção Básica no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no SUS”. O objetivo é identificar os principais problemas e as estratégias de reorganização da atenção básica (AB) utilizadas no enfrentamento da Covid-19 nos municípios brasileiros, por meio de inquérito on-line com profissionais de saúde e gestores e gerentes da Atenção Básica no SUS.