1. Atividades encerram semana de combate à tuberculose

    Na semana de 20 a 24 de março de 2017, o Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP/Fiocruz) - instituição nacional de referência do SUS para a TB e outras pneumopatias - promove uma série de mobilizações a fim de marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A programação reúne palestras, apresentações e exposições culturais e artísticas. As ações também preveem  a iluminação do Castelo da Fiocruz com a cor vermelha, de 20 a 27 de março, e da estátua do Cristo Redentor, no dia 24, para marcar o dia de combate. Na sexta-feira, no auditório do CRPHF, haverá a divulgação do documento Unidos pelo fim da TB. Cada palavra conta: linguagem e uso sugeridos para comunicações em Tuberculose – Stop TB Partnership/Unops, e a palestra Saúde, linguagem e estigma, a ser proferida pelo pesquisador Caco Xavier. Confira a programação completa.

     
     

  2. ENSP realiza I Colóquio Latino-Americano de Formação em Saúde Pública

    Desde o ano de 2014, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP) desenvolve diferentes tipos de cooperações com instituições formadoras em Saúde Pública de Cuba, com vistas a fortalecer a capacidade de governança dos sistemas de saúde de ambos os países. Como fruto dessa relação, a ENSP realizou, em 2015, o I Colóquio Brasil-Cuba de Formação em Saúde Pública, considerado um sucesso. Sua segunda edição ocorreu no ano seguinte em Cuba. Para 2017, como não poderia ser diferente, a Escola está preparando novamente um grande encontro. No entanto, ele será mais abrangente e, portanto, intitulado I Colóquio Latino-Americano de Formação em Saúde Pública, cujo principal objetivo é possibilitar o intercâmbio de experiências exitosas de formação em saúde pública. A ideia é estreitar o diálogo e o crescimento conjunto de instituições-chave do Brasil e de Cuba, as quais, cotidianamente, enfrentam o desafio de qualificar recursos humanos para seus sistemas de saúde. O encontro acontecerá de 8 a 10 de maio na ENSP. Faça sua inscrição, participe! Acompanhe aqui a programação preliminar. 

  3. Projeto sobre desempenho do programa de TB na atenção primária será apresentado na ENSP

    No dia 23/3, às 9h, será realizado, na Escola, mais um seminário de devolutiva do projeto Inova-ENSP com o tema Avaliação de desempenho do programa de controle da tuberculose na atenção primária em quatro municípios brasileiros. O estudo a ser apresentado relata uma experiência de avaliação de desempenho das ações de prevenção e controle da tuberculose na Atenção Primária. O encontro, aberto ao público, acontecerá na sala 407 sob a coordenação da pesquisadora Gisela Cardoso.

  4. PPGBIOS participa de reunião anual da Cátedra Unesco de Bioética

    Foi realizada, nesta segunda-feira, 20/3, em Limassol, Chipre, a reunião anual das unidades que formam a International Network of the Unesco Chair in Bioethics, do Centro Internacional de Saúde, Direito e Ética da Universidade de Haifa, em Israel. Entre as 154 unidades participantes, de 125 diferentes países, está a Unidade Rio de Janeiro - Brasil, instalada na ENSP. A Escola participa por intermédio do Programa de Pós-Graduação em Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva (PPGBIOS), sob a responsabilidade do pesquisador e coordenador geral do PPGBIOS, Sergio Rego.

  5. Atividades encerram semana de combate à tuberculose

    Na semana de 20 a 24 de março de 2017, o Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP/Fiocruz) - instituição nacional de referência do SUS para a TB e outras pneumopatias - promove uma série de mobilizações a fim de marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A programação reúne palestras, apresentações e exposições culturais e artísticas. As ações também preveem  a iluminação do Castelo da Fiocruz com a cor vermelha, de 20 a 27 de março, e da estátua do Cristo Redentor, no dia 24, para marcar o dia de combate. Na sexta-feira, no auditório do CRPHF, haverá a divulgação do documento Unidos pelo fim da TB. Cada palavra conta: linguagem e uso sugeridos para comunicações em Tuberculose – Stop TB Partnership/Unops, e a palestra Saúde, linguagem e estigma, a ser proferida pelo pesquisador Caco Xavier. Confira a programação completa.

     
     

  6. Atividades encerram semana de combate à tuberculose

    Na semana de 20 a 24 de março de 2017, o Centro de Referência Professor Hélio Fraga (CRPHF/ENSP/Fiocruz) - instituição nacional de referência do SUS para a TB e outras pneumopatias - promove uma série de mobilizações a fim de marcar o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. A programação reúne palestras, apresentações e exposições culturais e artísticas. As ações também preveem  a iluminação do Castelo da Fiocruz com a cor vermelha, de 20 a 27 de março, e da estátua do Cristo Redentor, no dia 24, para marcar o dia de combate. Na sexta-feira, no auditório do CRPHF, haverá a divulgação do documento Unidos pelo fim da TB. Cada palavra conta: linguagem e uso sugeridos para comunicações em Tuberculose – Stop TB Partnership/Unops, e a palestra Saúde, linguagem e estigma, a ser proferida pelo pesquisador Caco Xavier. Confira a programação completa.

     
     

  7. ENSP realiza I Colóquio Latino-Americano de Formação em Saúde Pública

    Desde o ano de 2014, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP) desenvolve diferentes tipos de cooperações com instituições formadoras em Saúde Pública de Cuba, com vistas a fortalecer a capacidade de governança dos sistemas de saúde de ambos os países. Como fruto dessa relação, a ENSP realizou, em 2015, o I Colóquio Brasil-Cuba de Formação em Saúde Pública, considerado um sucesso. Sua segunda edição ocorreu no ano seguinte em Cuba. Para 2017, como não poderia ser diferente, a Escola está preparando novamente um grande encontro. No entanto, ele será mais abrangente e, portanto, intitulado I Colóquio Latino-Americano de Formação em Saúde Pública, cujo principal objetivo é possibilitar o intercâmbio de experiências exitosas de formação em saúde pública. A ideia é estreitar o diálogo e o crescimento conjunto de instituições-chave do Brasil e de Cuba, as quais, cotidianamente, enfrentam o desafio de qualificar recursos humanos para seus sistemas de saúde. O encontro acontecerá de 8 a 10 de maio na ENSP. Faça sua inscrição, participe! Acompanhe aqui a programação preliminar. 

  8. ENSP realiza I Colóquio Latino-Americano de Formação em Saúde Pública

    Desde o ano de 2014, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP) desenvolve diferentes tipos de cooperações com instituições formadoras em Saúde Pública de Cuba, com vistas a fortalecer a capacidade de governança dos sistemas de saúde de ambos os países. Como fruto dessa relação, a ENSP realizou, em 2015, o I Colóquio Brasil-Cuba de Formação em Saúde Pública, considerado um sucesso. Sua segunda edição ocorreu no ano seguinte em Cuba. Para 2017, como não poderia ser diferente, a Escola está preparando novamente um grande encontro. No entanto, ele será mais abrangente e, portanto, intitulado I Colóquio Latino-Americano de Formação em Saúde Pública, cujo principal objetivo é possibilitar o intercâmbio de experiências exitosas de formação em saúde pública. A ideia é estreitar o diálogo e o crescimento conjunto de instituições-chave do Brasil e de Cuba, as quais, cotidianamente, enfrentam o desafio de qualificar recursos humanos para seus sistemas de saúde. O encontro acontecerá de 8 a 10 de maio na ENSP. Faça sua inscrição, participe! Acompanhe aqui a programação preliminar. 

  9. Pesquisa da ENSP analisa assistência de saúde às gestantes presidiárias de Maputo, Moçambique

    A realidade das  gestantes e puérperas presidiárias e das crianças de 0 a 5 anos que coabitam com as mães no Estabelecimento Penitenciário Especial para Mulheres de Ndlavela em Maputo, Moçambique, em África, está distante do que é preconizado nos acordos internacionais sobre a assistência sanitária às crianças e à vivência da gestação durante o cumprimento das penas privativas de liberdade. A conclusão é da pesquisa do aluno de mestrado em Saúde Pública da ENSP, Edgar Luís Arinde, orientado pelos pesquisadores Alexandra Augusta Margarida Maria Roma Sánchez, Marly Marques da Cruz e Maria Helena Magalhães de Mendonça. De acordo com Ministério da Saúde de Moçambique, a atenção pré-natal das gestantes presidiárias consiste na matriz dos exames laboratoriais de rotina, prescrição de sal ferroso com ácido fólico, exame físico e obstétrico, auscultação dos batimentos cardíacos fetais, palpação e verificação da altura uterina. Os relatos das entrevistadas informam que, em caso de doença, as preocupações delas são desqualificadas, principalmente no período noturno, por parte dos profissionais de segurança penitenciária.