1. Atenção Primária e os efeitos do mercúrio na saúde pautaram seminário na ENSP

    O Centro de Saúde Escola, da ENSP promoveu, ao final de 2018, o seminário A Atenção Primária à Saúde e os efeitos do mercúrio na saúde. Na ocasião, estiveram em debate a Convenção de Minamata, a vigilância de populações expostas, a gestão de resíduos odontológicos em unidades de saúde, o uso da restauração de amálgama em consultórios do Rio de Janeiro, entre outros assuntos. A atividade contou com a participação de pesquisadores da ENSP, do Ministério da Saúde e da UFRJ. As apresentações estão disponíveis no Canal da ENSP, no Youtube.

  2. ENSP/Fiocruz se posiciona contrária à exportação do amianto

    A ENSP/Fiocruz se une a outras entidades para reforçar sua posição contrária à exportação do amianto. A Eternit, ex-gigante do amianto no Brasil, informou que deixou de usar a fibra cancerígena na produção de telhas. Porém, comunicou que continuará exportando as fibras de amianto para dezenas de países em desenvolvimento. O diretor da ENSP, Hermano Castro, reforça ser inaceitável que o Brasil mantenha a produção de um produto comprovadamente carcinogênico apenas para a exportação, sem se incomodar com a saúde das populações.

  3. ENSP/Fiocruz se posiciona contrária à exportação do amianto

    A ENSP/Fiocruz se une a outras entidades para reforçar sua posição contrária à exportação do amianto. A Eternit, ex-gigante do amianto no Brasil, informou que deixou de usar a fibra cancerígena na produção de telhas. Porém, comunicou que continuará exportando as fibras de amianto para dezenas de países em desenvolvimento. O diretor da ENSP, Hermano Castro, reforça ser inaceitável que o Brasil mantenha a produção de um produto comprovadamente carcinogênico apenas para a exportação, sem se incomodar com a saúde das populações.

  4. Atenção Primária e os efeitos do mercúrio na saúde pautaram seminário na ENSP

    O Centro de Saúde Escola, da ENSP promoveu, ao final de 2018, o seminário A Atenção Primária à Saúde e os efeitos do mercúrio na saúde. Na ocasião, estiveram em debate a Convenção de Minamata, a vigilância de populações expostas, a gestão de resíduos odontológicos em unidades de saúde, o uso da restauração de amálgama em consultórios do Rio de Janeiro, entre outros assuntos. A atividade contou com a participação de pesquisadores da ENSP, do Ministério da Saúde e da UFRJ. As apresentações estão disponíveis no Canal da ENSP, no Youtube.

  5. Plataforma de Conhecimento em Saúde do Isags reúne dados de toda a América do Sul

    O Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde (ISAGS), lançou, em dezembro de 2018, sua Plataforma de Conhecimento em Saúde, espaço virtual em três idiomas, com relatórios, livros, estudos, cursos, materiais e referências de especialistas jornalísticos, entre outras ferramentas sobre temas como a Atenção Primaria, Vigilância Sanitária, Compras Públicas e Escassez de Drogas, Programas de Transferência de Renda, além de uma ação inédita na região no campo da Diplomacia em Saúde.

  6. Em busca de novas estratégias de vigilância para dengue, Zika e chikungunya

    Desafios para a saúde pública, o controle e a vigilância das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti são prioridades do Projeto ArboAlvo, liderado pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) e pelo Programa de Computação Científica da Fiocruz (PROCC). A iniciativa busca o desenvolvimento de uma metodologia para estratificação do território em áreas de risco de transmissão dos vírus dengue, Zika e chikungunya, com base em parâmetros epidemiológicos, entomológicos, ambientais e sociodemográficos em cidades endêmicas para essas arboviroses. 
     

  7. Fiocruz lança coleção temática sobre saúde e meio ambiente

    A Fiocruz lançou uma série de coleções temáticas, chamada Documentos Institucionais, em evento realizado na área do Castelo Mourisco, no dia 12 de dezembro. A primeira coleção tem como tema Saúde, Ambiente e Sustentabilidade e conta com a participação de diversos pesquisadoras da Escola Nacional de Saúde Publica Sergio Arouca (ENSP). Organizador da obra, o pesquisador da Fiocruz Guilherme Franco Netto, destaca que o processo de organização do material foi um trabalho de várias instituições e envolveu cerca de 400 pessoas.

  8. NAF/ENSP comemora 20 anos de atuação em prol das políticas farmacêuticas

    O NAF/ENSP completou, em 2018, 20 anos de credenciamento como Centro Colaborador da Opas/OMS em Políticas Farmacêuticas. Como parte da celebração dessas duas décadas de trajetória, o departamento realizou um seminário comemorativo. Na ocasião, foram lançados o novo site do NAF e um livreto sobre a história do departamento. A atividade debateu temas como medicamentos essenciais para os sistemas de saúde; e política, regulação, e iniciativas para o acesso a medicamentos. Todas as apresentações estão disponíveis no Canal da ENSP, no Youtube. 

  9. NAF/ENSP debate alternativas para o enfrentamento de barreiras ao acesso a medicamentos nesta quarta-feira (19/12)

    O NAF/ENSP, realizará, no dia 19/12, o seminário Alternativas para o enfrentamento de barreiras ao acesso a medicamentos. Na ocasião serão lançadas duas publicações que abordam, respectivamente, pesquisas sobre patentes e produção pública de medicamentos adotados pelo SUS. O seminário, que acontecerá no salão internacional, é aberto a todos os interessados e não necessita de inscrição prévia.