Novos Editais Pronex e Primeiros Projetos

Publicada em
 
 
 

As novas edições dos programas Pronex (Programa de Núcleos de Excelência) e Primeiros Projetos foram lançadas na segunda-feira (24/07), em evento realizado na PUC-Rio. Os novos editais já têm cronograma de prazos para a entrega de documentos, análise e julgamento das propostas e anúncio dos contemplados. Para ambos, a contratação dos projetos está prevista para a segunda quinzena de outubro. A informação é da Faperj.

A entrega de propostas para os pedidos de apoio ao Pronex poderá ser feita até 13 de setembro, enquanto para o programa Primeiros Projetos, o prazo será encerrado dois dias antes (11/09). Segundo o diretor científico da Faperj, Jerson Lima Silva, nesta edição, os editais também se tornaram mais seletivos, com um maior nível de exigência para as propostas a serem apresentadas.

O programa Primeiros Projetos apóia a instalação, modernização, ampliação ou recuperação da infra-estrutura de pesquisa científica e tecnológica em instituições públicas de ensino e pesquisa. Para candidatar-se ao programa, o pesquisador, que pelo edital anterior deveria ter no máximo 10 anos de doutorado, agora precisará comprovar ter defendido sua tese depois de 1º de janeiro de 2000. Com a nova orientação, o candidato, desta vez, deverá ter menos de seis anos e alguns meses como doutor. Com isso, a expectativa é que o número de propostas que no edital anterior chegou a cerca de 1.200, das quais 272 foram selecionadas , desta vez fique em torno de 1.000.

Também o edital do Pronex, que dá suporte à continuidade de projetos de grupos consolidados de pesquisas científicas, tecnológicas e de desenvolvimento, de excelência reconhecida no Estado do Rio de Janeiro, passou por algumas alterações. Em sua última edição, de 2003, exigia-se apenas um pesquisador de nível 1 por núcleo. Agora, cada núcleo de excelência que solicite apoio deverá contar com três pesquisadores de nível 1 pela avaliação do CNPq. E o coordenador do projeto, que antes poderia ser qualquer nível 1 (de A a D), agora precisará ser nível 1A ou 1B.

Outra modificação no Pronex é que, este ano, além de envolver duas instituições distintas, o núcleo solicitante também deverá incluir um grupo emergente. Este grupo, no entanto, poderá ser uma unidade que faça parte de uma das instituições que integram o núcleo de excelência. O valor máximo de R$ 600 mil para um projeto aprovado será mantido. Pesquisadores que já tenham bolsa ativa do Pronex 2003 podem candidatar-se, desde que apresentem adicionalmente um relatório técnico do que já tenha sido realizado em seu projeto. E a expectativa é de que haja perto de 300 solicitações para este edital. Em 2003, foram aprovados 59 projetos, dos quais 14 em Ciências da Vida; 20 em Ciências Exatas e da Terra; 15 em Ciências Humanas e Sociais e 10 na área de Tecnologia.

Para o Pronex, estão previstos investimentos de R$ 19,2 milhões, que serão aplicados em três anos. Metade do valor cabe à Faperj e a outra metade ao CNPq. Já o programa Primeiros Projetos terá investimento de R$ 5,5 milhões em dois anos, cabendo a cada instituição metade desse valor.

Veja o cronograma detalhado nos termos do edital:

Cronograma Pronex
Divulgação do edital detalhado
Até 24/07/2006
Recepção das propostas na Faperj
Até 13/09/2006
Análise e julgamento na Faperj, com a participação do CNPq
Até 13/10/2006
Análise pela Comissão Nacional do Pronex
Até 19/10/2006
Contratação dos projetos
Até 20/10/2006

Cronograma Primeiros Projetos
Divulgação do edital detalhado
Até 24/07/2006
Recepção das propostas na Faperj
Até 11/09/2006
Análise e julgamento na Faperj, com a participação do CNPq
Até 16/10/2006
Análise pela Comissão Nacional do Programa Primeiros Projetos
Até 23/10/2006
Contratação dos projetos
Até 25/10/2006

Nenhum comentário para "Novos Editais Pronex e Primeiros Projetos"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.