ENSP perde professor Mário Sayeg

Publicada em
 
 
 

sayeg_capa_02.jpgFaleceu, nesta terça-feira (23/10), aos 82 anos, o médico cardiologista Mário Antônio Sayeg, um dos pioneiros nos estudos sobre envelhecimento e saúde no Brasil. Mário Sayeg era pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP/Fiocruz). Sua vida inteira foi dedicada à Fiocruz, tendo ocupado o cargo de vice-presidente de Planejamento durante a gestão do presidente Guilardo Martins Alves na Fiocruz, e criado o Programa da Terceira Idade da Fundação. O sepultamento ocorre às 17 horas, desta terça-feira (23/10), na Capela Real Grandeza, no Cemitério São João Batista, em Botafogo.

No ano de 1962, deixou de exercer a cardiologia, passando a trabalhar e a se preocupar com os idosos. De lá para cá, foi responsável pela elaboração de diversos programas e cursos voltados para a terceira idade, culminando, em 1993, com a formação da primeira turma do Curso de Especialização em Envelhecimento e Saúde do Idoso da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. Esta iniciativa foi pioneira em trazer para o campo da saúde pública uma nova visão sobre o envelhecimento da população, formando assim profissionais melhores capacitados para trabalhar nos campos da geriatria e gerontologia.

Na ENSP, além de aulas nos cursos regulares da Escola, o médico criou o Núcleo de Saúde do Idoso do Departamento de Administração e Planejamento em Saúde (DAPS). Seu desempenho foi fundamental ainda para a estruturação da Sociedade de Geriatria e Gerontologia, seção Rio de Janeiro.

A Associação de Parentes e Amigos de Pessoas com Alzheimer, Doenças Similares e Idosos Dependentes APAZ, em 2002, prestou uma homenagem ao pesquisador Mário Sayeg pelo trabalho desenvolvido na área.

Em 2003, a publicação Cadernos de Saúde Pública lançou um volume (19-3/maio-junho 2003) dedicado à saúde pública e envelhecimento como uma homenagem especial ao professor Mário Sayeg. No mesmo ano, foi agraciado com o Prêmio Direitos Humanos da Opas, na categoria Idosos personalidade. O prêmio é um reconhecimento do governo federal ao trabalho desenvolvido na área de direitos humanos.

O médico, também em 2003, recebeu um diploma de reconhecimento da Associação Brasileira de Higiene pelo seu importante trabalho na área de Saúde Pública.

(Foto: Gutemberg Brito IOC/Fiocruz)

Nenhum comentário para "ENSP perde professor Mário Sayeg"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.