Gilberto Gil reafirma diversidade como expressão da liberdade

Publicada em
 
 
 

gilbertogil_01.jpgO público que lotou o auditório térreo da ENSP, nesta quarta-feira (15/08), teve o prazer de ver um show de Gilberto Gil, mas desta vez no papel de ministro da Cultura. O ministro foi o convidado de honra da abertura da oficina Loucos pela Diversidade - da diversidade da loucura à identidade da cultura, que em três dias de atividades pretende criar uma agenda nacional voltada exclusivamente para a temática da loucura e cultura. Estou certo de que essa oficina dará uma grande contribuição para que possamos avançar no sentido de atender às necessidades e demandas dos portadores de sofrimento mental. Com esta colaboração, poderemos perceber melhor a nossa diversidade e compreender intensamente a riqueza das nossas diferenças, destacou Gil. Ao lado do ministro, estiveram na mesa de abertura do evento o vice-presidente de Desenvolvimento Institucional e Gestão do Trabalho, Paulo Gadelha, o diretor da ENSP, Antônio Ivo de Carvalho, e o secretário Nacional da Identidade e da Diversidade Cultural, Sérgio Mamberti.

Em seu discurso de abertura, o diretor Antônio Ivo de Carvalho lembrou a importância do Ministério da Cultura (MinC) na aprovação da Convenção da Unesco sobre a Promoção e Proteção da Diversidade das Expressões Culturais. Ratificada pelo governo brasileiro e por diversos países, a Convenção, segundo ele, enriquecerá as relações entre as nações nas suas dimensões sociais, econômicas e culturais. Para Antônio Ivo, a realização da Oficina "expressa a longa tradição da Escola na luta por condições dignas de saúde para a população. Nos unimos ao MinC e a sua Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural, única no mundo, reafirmando que o acesso à cultura faz parte do conceito ampliado de saúde". Antônio Ivo lembrou ainda da imensa produção intelectual da instituição, liderada pelo professor Paulo Amarante.

gilbertogil_03.jpgConviver com as diferenças é uma necessidade vital e o mundo nunca precisou tanto aprender essa convivência. O estatuto da Unesco deve ser uma marca da sociedade nos tempos atuais e também na construção do futuro. Com esta frase, o ministro da Cultura, Gilberto Gil, iniciou sua apresentação. O ministro citou os portadores de sofrimento mental como um dos segmentos mais incompreendidos da sociedade e, por isso, é tão importante para o Ministério da Cultura essa parceria com a ENSP/Fiocruz. Ele acredita que as reflexões que ocorrerão nos próximos dias contribuirão para a elaboração de políticas públicas de cultura para esta área e para a divulgação da produção cultural das pessoas envolvidas nesse processo.

Segundo Gil, a associação entre as perturbações mentais, popularmente conhecida como loucura, e a produção cultural, mais especificamente as expressões artísticas, fazem parte da história da humanidade. Citou uma frase do pintor Salvador Dali, conhecida de artistas, que diz que arte, delírio e inspiração provêem do mesmo impulso: a única diferença entre mim e o louco é que eu não sou louco e, para Gil, a diferença entre ele e os loucos é que ele se considera louco e que eles não são. Mas a realidade é que essa história é quase sempre marcada por conceitos e preconceitos que a sociedade tem a respeito das pessoas portadoras de distúrbios mentais. Conceitos e preconceitos que determinaram as formas de tratamento que essas pessoas sofreram durante muito tempo.

Gil não deixou de lembrar diversos nomes que, por anos, trabalharam na luta por uma melhor assistência para a saúde mental, como o psiquiatra italiano Franco Basaglia, que liderou o movimento mundial contra os manicômios públicos, ou como a médica brasileira Nise da Silveira, que demonstrou na prática o valor do contato afetivo na expressão criativa pela recuperação das pessoas portadoras de perturbação mental. Para o ministro, são exemplos como esses que mostram que tais pessoas que passam por esse sofrimento podem conseguir, por meio da expressão artística, encontrar um caminho de volta à sociedade.

Ao final de sua palestra, Gilberto Gil foi presenteado com um CD exclusivo do grupo Harmonia Enlouquece, banda criada há sete anos dentro do projeto Convivendo com a Música, do Centro Psiquiátrico do Rio de Janeiro, que tocou duas de suas composições para o ministro.

Representando Paulo Buss, o presidente da Fiocruz, o vice-presidente Paulo Gadelha lembrou o momento em que se encontrou com o ministro da Cultura, em Brasília, discutindo algumas linhas de cooperação com a Fundação, quando o ministro contou que o verdadeiro tropicalista baiano não era ele, Gil, mas sim seu pai, um médico sanitarista baiano especializado em medicina tropical, e que trabalhava diretamente na associação das doenças com as necessidades brasileiras. A proximidade do ministro Gilberto Gil com o campo da saúde é muito maior do que se imagina e assistimos, agora, aqui na ENSP, um acolhimento fundamental entre os campos da saúde e da cultura, afirmou.

gilbertogil_02.jpgO secretário Nacional da Identidade e da Diversidade Cultural, Sérgio Mamberti, destacou a importância de um encontro como esse ser realizado numa instituição pública de saúde. Mamberti contou que, desde os anos 70, está envolvido com a militância pela luta anti-manicomial e que nunca houve, na história brasileira, políticas públicas que contemplassem ações em favor dos portadores de sofrimento mental. Mamberti destacou que sua Secretaria é única no mundo e que participar da organização deste evento é sinal dos novos tempos, porque trás o Ministério da Cultura para o cenário da diversidade e da identidade cultural. Na verdade, quando falamos dos possíveis resultados dessa oficina, estamos falando das imensas possibilidades que temos ao interagir com o campo da saúde coletiva. Vamos fazer com que os portadores de sofrimento mental se relacionem com outros cidadãos que estão em situação de desajuste com sua realidade. Tenho certeza que a cultura e as demais linguagens artísticas podem ter um papel fundamental nesse processo, garantiu.

Nenhum comentário para "Gilberto Gil reafirma diversidade como expressão da liberdade"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.