O planejamento regional é estratégico no enfrentamento da pandemia da Covid19

Publicada em
 
 
 

Nota técnica de pesquisadores da iniciativa Região e Redes destaca a importância do planejamento regional para o Sistema Único de Saúde (SUS), em especial na situação de pandemia de Covid-19. O documento, que tem participação de pesquisadores da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, recupera os esforços realizados para regionalização e constituição de redes no sistema de saúde e aponta os principais desafios para a implantação da estratégia. Neste cenário de pandemia, a nota chama a atenção para a necessidade de “respostas mais assertivas e estabelecimento de relações federativas cooperativas e solidárias” pelas autoridades sanitárias.
 
 A estratégia de regionalização e constituição de redes foi pensada para superar a fragmentação da atenção à saúde e possibilitar o provimento integral de serviços e ações de saúde. A nota aponta que os esforços para a conformação das regiões de saúde e suas redes – que integram serviços por meio de linhas de cuidado, estabelecimento de protocolos, compartilhamento de estruturas e recursos, como leitos, materiais e insumos, tecnologias e até profissionais – têm sido insuficentes.
 
 A avaliação aponta problemas nas dimensões política, com fragilidade das instâncias regionais responsáveis pela gestão e implementação de vários tipos de serviços; de estrutura, com insuficiência de recursos e alta concentração destes em grandes cidades; e de organização, com pouca integração entre diferentes pontos de atenção à saúde e fragilidades na construção do planejamento regional. Para os autores, o agravamento da pandemia da Covid-19 têm evidenciado esses elementos de uma maneira aguda.
 
A nota técnica “O planejamento regional é estratégico no enfrentamento da pandemia da COVID-19” foi produzida pela rede de pesquisadores do estudo “Região e Redes”, coordenado pela Profa. Ana Luiza d`Ávila Viana, aposentada da faculdade de medicina da USP. A pesquisa envolveu diversas instituições de ensino e pesquisa do Brasil, além de vários pesquisadores da Ensp/Fiocruz. 
 
“A iniciativa dessa nota técnica envolveu a colaboração de vários pesquisadores do estudo ‘Região e Redes’. Partindo dos resultados da pesquisa, a nota enfatiza a importância do planejamento e da governança regional do SUS no enfrentamento da COVID-19. Entre outros aspectos, destacam-se a necessidade de reconhecimento das especificidades e das desigualdades regionais e do fortalecimento das estratégias e instrumentos de coordenação e cooperação federativa em diferentes escalas territoriais, incluindo as regiões de saúde”, resume a pesquisadora Luciana Dias Lima, do departamento de Administração e Planejamento em Saúde da ENSP.

 

Nenhum comentário para "O planejamento regional é estratégico no enfrentamento da pandemia da Covid19"

Ninguém ainda comentou esta matéria. Seja o primeiro!

comente esta matéria

Utilize o formulário abaixo para se logar.